Futebol em Números http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br Aqui você que vê o futebol de uma maneira diferente. Números, estatísticas, dados, curiosidades, listas, recordes, traduzidos de maneira fácil para entender ainda melhor a história do futebol e o que rola dentro do campo. Thu, 27 Apr 2017 00:09:39 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 Os recordes que Messi pode quebrar na Europa http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/26/os-recordes-que-messi-pode-quebrar-na-europa/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/26/os-recordes-que-messi-pode-quebrar-na-europa/#respond Thu, 27 Apr 2017 00:09:39 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1547 Autor de dois gols na goleada do Barcelona de hoje contra o Osasuna, por 7 x 1, o argentino Lionel Messi se isolou ainda mais na artilharia do Campeonato Espanhol da temporada 2016/17, agora com 33 gols, sete a mais do que seu companheiro de clube, o uruguaio Luis Suárez, que marcou 24 gols até aqui, e 14 a mais do que Cristiano Ronaldo.

Com os gols de hoje, Messi chegou a marca de 345 gols na história do Campeonato Espanhol, onde é o maior artilheiro – Cristiano Ronaldo é o segundo com 279 gols.

Entre os seis principais campeonatos nacionais da Europa, Messi já superou com esses seus 345 gols os maiores artilheiros de Portugal (Fernando Peyroteo, 322 gols), da França (Delio Onnis, 299 gols), e da Itália (Silvio Piolla, 274 gols). À sua frente, ainda estão Jimmy Greaves, maior goleador do Campeonato Inglês, com 357 gols (12 a mais do que Messi), e Gerd Müller, autor de 365 no Campeonato Alemão – 20 a mais do que Messi.

Além dessas seis principais ligas, o tcheco Josef Bican ainda é o maior artilheiro com 500 gols pelo Campeonato da antiga Tchecoslováquia. O jogador marcou 500 gols entre 1931 e 1950. Para isso, Messi precisaria marcar mais 135 gols para igualá-lo – ou marcar aproximadamente o mesmo número de gols dessa atual temporada (33), por mais cinco edições da liga espanhola.

Somando os gols dos jogadores que disputaram diferentes campeonatos nacionais, Bican é também o maior goleador com 518 (marcou mais 18 no Campeonato Austríaco). Nessa lista, Cristiano Ronaldo tem até mais gols do que Messi, com 366 gols, somando suas passagens pelo futebol português, inglês e espanhol. O português é o sexto colocado, atrás de Gunnar Nordahl, que marcou 274.

Maiores artilheiros dos campeonatos nacionais da Europa (por país):
Tchecoslováquia/Rep. TchecaJosef Bican (1931-1955): 500 gols
Escócia – Jimmy McGroy (1922-1938): 410 gols
Iugoslávia/Sérvia/Croácia – Stjepan Bobek (1945-1958): 403 gols
Hungria – Ferenc Szusza (1940-1961): 393 gols
Bélgica – Albert De Cleyn (1932-1955): 377 gols
Alemanha – Gerd Müller (1965-1979): 365 gols
Inglaterra 
Jimmy Greaves (1957-1971): 357 gols
Espanha Lionel Messi (2004-2017): 345 gols
Irlanda do Norte – Jimmy Jones (1947-1964): 332 gols
Portugal – Fernando Peyroteo (1937-1949): 332 gols
País de Gales – Marc Lloyd-Williams (1992-2010): 319 gols
Holanda – Willy van der Kuijlen (1964-1982): 311 gols
Estônia – Maksim Gruznov (1992-2012): 304 gols
França – Delio Onnis (1971-1986): 299 gols
Itália
 – Silvio Piolla (1929-1954): 274 gols
Áustria – Hans Krankl (1974-1988): 271 gols
Grécia – Thomas Mavros (1970-1991): 260 gols
Suécia –
Sven Jonasson (1927-1947): 254 gols
Bulgária –
Petar Zhekov (1962-1975): 253 gols
Rússia/Ucrânia
 – Oleg Blokhin (1972-1987): 211 gols

Maiores artilheiros somando todos campeonatos nacionais da Europa*:
Josef Bican
(Áustria 18, Tchecoslováquia 500 (1931–55)): 518 gols
Ferenc Puskas (Espana 159, Hungria 358 (1943-1966)): 517 gols
Imre Schlosser (Hungria 411, Áustria 6 (1905-1928)): 417 gols
Gyula Zsengellér (Hungria 387, Itália 24 (1935–53)): 411 gols
Gunnar Nordahl (Suécia 149, Itália 225 (1937–58)): 374 gols
Cristiano Ronaldo (Portugal 3, Inglaterra 84, Espanha 279 (2002-2017)): 366 gols
Fernando Gomes (Portugal 319, Espanha 12 (1974-1991)): 331 gols
Ibrahimovic
(Suécia 16, Holanda 35, Itália 122, Espanha 16, França 113, Inglaterra 17)): 319 gols
Krzysztof Warzycha (Polônia 66, Grécia 244 (1983-2004)): 310 gols
Johann Cruyff (Holanda 215, Espanha 50 (1964-1984)): 265 gols
Entre aqueles que jogaram por mais de uma liga.

Fonte: Uefa (site oficial)

]]>
0
Final do Paulistão será o 100º jogo na Arena Corinthians http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/23/final-do-paulistao-sera-o-100o-jogo-na-arena-corinthians/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/23/final-do-paulistao-sera-o-100o-jogo-na-arena-corinthians/#comments Sun, 23 Apr 2017 22:14:34 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1545 Com o empate hoje, por 1 x 1, diante do São Paulo, o Corinthians confirmou sua classificação para a final do Campeonato Paulista e agora enfrentará a Ponte Preta na decisão. Com melhor campanha durante a competição, o time do técnico Fábio Carille terá o direito de fazer o segundo jogo da final em casa. Assim, a partida, que marca a reedição da final do Paulistão de 1977 (que curiosamente completa 40 anos), será realizada na Arena Corinthians.

E outra curiosidade é que essa final será a 100ª partida do Corinthians em seu novo estádio. Inaugurado em 2014, a Arena já recebeu 99 jogos, com 68 vitórias do Corinthians, 24 empates e 7 derrotas – 76,8% de aproveitamento. Em sua nova casa, o Corinthians, com o jogo de hoje, disputou 13 mata-matas decisivos. E após eliminar o São Paulo, tem agora um saldo positivo (7 classificações e 6 eliminações – na última quarta caiu na Copa do Brasil para o Inter).

Campeão Brasileiro em 2015 (mas no sistema de pontos corridos), o Corinthians terá a chance de ser campeão em seu novo estádio pela primeira vez em um jogo decisivo.

Hoje, contra o São Paulo, o Corinthians registrou um público de 43.394 pagantes, o 5º maior no estádio. Até hoje, o recorde é de 44.976 pagantes também num jogo contra o São Paulo (6 x 1, pelo Brasileirão de 2015). Agora, em 2017, o alvinegro registrou seu pior público (11.708, no jogo contra o Novorizontino pelo Paulistão).

No geral, em 99 jogos, o Corinthians levou mais de 3 milhões de torcedores ao seu estádio (3.075.940) e sua média de público pagante é de 31.070. Em 2014, em 18 jogos, a média foi de 30.981 pagantes. Em 2015, quando disputou 35 jogos, a média do clube em casa foi melhor (33.869). Em 2016, em 34 jogos, a média caiu para 30.246. Já em 2017, em 12 jogos, a queda foi maior ainda: média de 25.377 pagantes.

Desde 2014, nesses 99 jogos, o Corinthians arrecadou R$ 180.100.862,54. E o jogo Corinthians 2 x 0 São Paulo, pela Libertadores de 2015, teve a maior renda do estádio (R$ 3.520.236,00). Já a partida Corinthians 3 x 1 Linense, pelo Paulistão de 2017, teve a menor renda (R$ 471.297,90). Na média, em 99 jogos, a renda do Corinthians é de R$ 1.819.200,63. E como na média de público, a média de renda também vem caindo. Em 2014, foi de R$ 2.028.359,29 por partida. Em 2015, a renda foi de R$ 2.061.858,14. Em 2016, a renda média foi de R$ 1.682.339,79. Já em 2017, caiu para R$ 1.185.484,05.

De 2014 a 2017, em 99 jogos, o Corinthians enfrentou 53 adversários. Desses, os time que o Corinthians mais vezes jogou foram Santos e São Paulo (6 partidas), seguido por Palmeiras (5); Atlético-MG, Fluminense, Internacional e Ponte Preta (4); Coritiba, Figueirense, Grêmio, Red Bull Brasil e Sport (3); Atlético-PR, Bahia, Botafogo, Botafogo-SP, Chapecoense, Cruzeiro, Flamengo, Goiás, Grêmio Novorizontino e Linense (2 vezes cada).

A Ponte Preta, rival do Corinthians na final, jogou quatro vezes na Arena e perdeu as quatro: 1 x 0 no Paulista de 2015 (quartas de final), 2 x 0 no Brasileiro de 2015, 2 x 1 no Paulista de 2016 e 3 x 0 no Brasileiro de 2016.

Derrotado na estreia pelo Figueirense, no dia 18 de maio de 2014, o Corinthians ficou depois 32 jogos sem perder em casa e só voltou a ser derrotado pelo Guaraní-PAR nas oitavas de final da Libertadores, no dia 13 de maio de 2015. No jogo seguinte, perdeu para o Palmeiras, pelo Brasileirão. Ainda em 2015, perdeu para o Santos pela Copa do Brasil, no dia 26 de agosto. Depois disso, ficou 34 jogos sem perder e só voltou a ser derrotado no dia 17 de setembro de 2016, para o Palmeiras (2 x 0), no Brasileirão. Depois, perdeu para Fluminense (Brasileirão de 2016) e Santo André (Paulistão de 2017), somando então 7 derrotas em 99 jogos.

Nos clássicos, o Corinthians disputou 17 partidas. Ganhou 10, empatou 4 e perdeu 3. Contra o São Paulo, adversário de hoje, foram 4 vitórias e 2 empates. Contra o Palmeiras, 2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. Contra o Santos, 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

O atacante paraguaio Romero, com 17 gols, é o maior artilheiro da Arena Corinthians, seguido pelo peruano Guerrero e pelo meia Jadson (15 gols cada), e pelo atacante Luciano (11) e pelo volante Elias (10).

Todos os jogos do Corinthians em seu novo estádio:

Jogo Data Competição Placar Adversário
1 18/05/2014 Camp. Brasileiro 0 x 1 Figueirense
2 01/06/2014 Camp. Brasileiro 1 x 1 Botafogo
3 17/07/2014 Camp. Brasileiro 2 x 1 Internacional
4 23/07/2014 Copa do Brasil 3 x 0 Bahia
5 27/07/2014 Camp. Brasileiro 2 x 0 Palmeiras
6 16/08/2014 Camp. Brasileiro 1 x 1 Bahia
7 21/08/2014 Camp. Brasileiro 5 x 2 Goiás
8 31/08/2014 Camp. Brasileiro 1 x 1 Fluminense
9 03/09/2014 Copa do Brasil 3 x 1 Bragantino
10 11/09/2014 Camp. Brasileiro 1 x 0 Atlético-MG
11 18/09/2014 Camp. Brasileiro 1 x 1 Chapecoense
12 21/09/2014 Camp. Brasileiro 3 x 2 São Paulo
13 01/10/2014 Copa do Brasil 2 x 0 Atlético-MG
14 04/10/2014 Camp. Brasileiro 3 x 0 Sport
15 01/11/2014 Camp. Brasileiro 2 x 2 Coritiba
16 09/11/2014 Camp. Brasileiro 1 x 0 Santos
17 23/11/2014 Camp. Brasileiro 1 x 1 Grêmio
18 06/12/2014 Camp. Brasileiro 2 x 1 Criciúma
19 24/01/2015 Amistoso 3 x 0 Corinthian Casuals-ING
20 01/02/2015 Camp. Paulista 3 x 0 Marília
21 04/02/2015 Copa Libertadores 4 x 0 Once Caldas-COL
22 14/02/2015 Camp. Paulista 2 x 1 Botafogo-SP
23 18/02/2015 Copa Libertadores 2 x 0 São Paulo
24 01/03/2015 Camp. Paulista 3 x 0 Mogi Mirim
25 11/03/2015 Camp. Paulista 1 x 0 São Bernardo
26 14/03/2015 Camp. Paulista 0 x 0 Red Bull Brasil
27 24/03/2015 Camp. Paulista 2 x 0 Portuguesa
28 26/03/2015 Camp. Paulista 5 x 3 Penapolense
29 01/04/2015 Copa Libertadores 4 x 0 Danubio-URU
30 05/04/2015 Camp. Paulista 1 x 1 Santos
31 11/04/2015 Camp. Paulista 1 x 0 Ponte Preta
32 16/04/2015 Copa Libertadores 0 x 0 San Lorenzo-ARG
33 19/04/2015 Camp. Paulista 2 x 2 Palmeiras
34 13/05/2015 Copa Libertadores 0 x 1 Guaraní-PAR
35 31/05/2015 Camp. Brasileiro 0 x 2 Palmeiras
36 13/06/2015 Camp. Brasileiro 2 x 1 Internacional
37 27/06/2015 Camp. Brasileiro 2 x 1 Figueirense
38 02/07/2015 Camp. Brasileiro 2 x 0 Ponte Preta
39 09/07/2015 Camp. Brasileiro 2 x 0 Atlético-PR
40 19/07/2015 Camp. Brasileiro 1 x 0 Atlético-MG
41 29/07/2015 Camp. Brasileiro 3 x 0 Vasco
42 12/08/2015 Camp. Brasileiro 4 x 3 Sport
43 23/08/2015 Camp. Brasileiro 3 x 0 Cruzeiro
44 26/08/2015 Copa do Brasil 1 x 2 Santos
45 02/09/2015 Camp. Brasileiro 2 x 0 Fluminense
46 09/09/2015 Camp. Brasileiro 1 x 1 Grêmio
47 13/09/2015 Camp. Brasileiro 3 x 0 Joinville
48 20/09/2015 Camp. Brasileiro 2 x 0 Santos
49 15/10/2015 Camp. Brasileiro 3 x 0 Goiás
50 25/10/2015 Camp. Brasileiro 1 x 0 Flamengo
51 07/11/2015 Camp. Brasileiro 2 x 1 Coritiba
52 22/11/2015 Camp. Brasileiro 6 x 1 São Paulo
53 06/12/2015 Camp. Brasileiro 1 x 1 Avaí
54 31/01/2016 Camp. Paulista 1 x 0 XV de Piracicaba
55 11/02/2016 Camp. Paulista 2 x 1 Capivariano
56 14/02/2016 Camp. Paulista 2 x 0 São Paulo
57 27/02/2016 Camp. Paulista 1 x 0 Oeste
58 02/03/2016 Copa Libertadores 1 x 0 Independiente Santa Fe-COL
59 16/03/2016 Copa Libertadores 2 x 0 Cerro Porteño-PAR
60 19/03/2016 Camp. Paulista 4 x 0 Linense
61 26/03/2016 Camp. Paulista 1 x 0 Ituano
62 30/03/2016 Camp. Paulista 2 x 1 Ponte Preta
63 10/04/2016 Camp. Paulista 3 x 0 Grêmio Novorizontino
64 16/04/2016 Camp. Paulista 4 x 0 Red Bull Brasil
65 20/04/2016 Copa Libertadores 6 x 0 Cobresal-CHI
66 23/04/2016 Camp. Paulista 2 x 2 Audax Osasco
67 04/05/2016 Copa Libertadores 2 x 2 Nacional-URU
68 15/05/2016 Camp. Brasileiro 0 x 0 Grêmio
69 26/05/2016 Camp. Brasileiro 3 x 0 Ponte Preta
70 01/06/2016 Camp. Brasileiro 1 x 0 Santos
71 04/06/2016 Camp. Brasileiro 2 x 1 Coritiba
72 19/06/2016 Camp. Brasileiro 3 x 1 Botafogo
73 25/06/2016 Camp. Brasileiro 2 x 1 Santa Cruz
74 03/07/2016 Camp. Brasileiro 4 x 0 Flamengo
75 17/07/2016 Camp. Brasileiro 1 x 1 São Paulo
76 03/07/2016 Camp. Brasileiro 1 x 1 Figueirense
77 22/08/2016 Camp. Brasileiro 2 x 1 Vitória
78 08/09/2016 Camp. Brasileiro 3 x 0 Sport
79 17/09/2016 Camp. Brasileiro 0 x 2 Palmeiras
80 21/09/2016 Copa do Brasil 1 x 0 Fluminense
81 25/09/2016 Camp. Brasileiro 0 x 1 Fluminense
82 28/09/2016 Copa do Brasil 2 x 1 Cruzeiro
83 05/10/2016 Camp. Brasileiro 0 x 0 Atlético-MG
84 16/10/2016 Camp. Brasileiro 2 x 0 América-MG
85 29/10/2016 Camp. Brasileiro 1 x 1 Chapecoense
86 21/11/2016 Camp. Brasileiro 1 x 0 Internacional
87 26/11/2016 Camp. Brasileiro 0 x 0 Atlético-PR
88 01/02/2017 Amistoso 1 x 0 Ferroviária
89 11/02/2017 Camp. Paulista 0 x 2 Santo André
90 15/02/2017 Camp. Paulista 1 x 0 Grêmio Novorizontino
91 22/02/2017 Camp. Paulista 1 x 0 Palmeiras
92 04/03/2017 Camp. Paulista 1 x 0 Santos
93 16/03/2017 Copa do Brasil 1 x 1 Luverdense
94 23/03/2017 Camp. Paulista 1 x 1 Red Bull Brasil
95 29/03/2017 Camp. Paulista 3 x 1 Linense
96 05/04/2017 Copa Sul-Americana 2 x 0 Universidad de Chile-CHI
97 09/04/2017 Camp. Paulista 1 x 0 Botafogo-SP
98 19/04/2017 Copa do Brasil 1 x 1 Internacional
99 23/04/2017 Camp. Paulista 1 x 1 São Paulo
100  7/5/2017 Camp. Paulista  x  Ponte Preta
]]>
3
Palmeiras caiu em 13 das 17 semifinais disputadas no Paulistão http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/22/palmeiras-caiu-em-13-das-17-semifinais-disputadas-no-paulistao/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/22/palmeiras-caiu-em-13-das-17-semifinais-disputadas-no-paulistao/#comments Sun, 23 Apr 2017 02:07:56 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1543 Apesar da vitória de hoje por 1 x 0 sobre a Ponte Preta, o Palmeiras, time de melhor campanha na primeira fase, acabou eliminado do Paulistão pelo saldo de gols, já que a equipe de Campinas venceu o jogo de ida por 3 x 0.

A queda do Palmeiras na semifinal do Paulistão foi a sua 13ª em 17 semifinais já disputadas. Desde a década de 1970, quando o campeonato passou a ter essa fase de mata-mata, o Palmeiras passou apenas quatro vezes para a final após disputar uma semifinal: em 1986, pelo Corinthians (mas foi derrotado pela Inter de Limeira na final); em 1999, pelo Santos (perdeu a final depois para o Corinthians); em 2008, pelo São Paulo (foi campeão em cima da Ponte Preta); e em 2015, quando passou pelo Corinthians, mas depois foi derrotado pelo Santos na final.

Nas outras 13 edições, o Palmeiras caiu na semifinal:
1978 (perdeu para o São Paulo)
1979 (perdeu para o Corinthians)
1983 (perdeu para o Corinthians)
1987 (perdeu para o São Paulo)
1998 (perdeu para o São Paulo)
2000 (perdeu para o Santos)
2003 (perdeu para o Corinthians)
2004 (perdeu para o Paulista)
2009 (perdeu para o Santos)
2011 (perdeu para o Corinthians)
2014 (perdeu para o Ituano)
2016 (perdeu para o Santos)
2017 (perdeu para a Ponte Preta)

]]>
8
Brasil representado na semifinal da Liga dos Campeões por defensores http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/21/brasil-representado-na-semifinal-da-liga-dos-campeoes-por-defensores/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/21/brasil-representado-na-semifinal-da-liga-dos-campeoes-por-defensores/#comments Fri, 21 Apr 2017 17:07:46 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1541 O Brasil é o país com mais estrangeiros entre os quatro elencos dos clubes semifinalistas da Liga dos Campeões com 12 jogadores, seguido de longe por Argentina, Croácia e Portugal com seis cada. E desses 12 jogadores brasileiros, maioria é composta por jogadores de defesa. No Real Madrid, estão os titulares Marcelo (lateral esquerdo) e Casemiro (volante), além dos reservas Danilo (lateral direito) e Pepe (zagueiro, naturalizado português). No Atlético de Madri, o único brasileiro é o titular Filipe Luís, lateral esquerdo, reserva de Marcelo na seleção brasileira.

Na Juventus, os laterais Daniel Alves (direito) e Alex Sandro (esquerdo), são titulares da equipe de Massimiliano Allegri. Já o goleiro Neto é o reserva do veterano Buffon. E no Monaco, os brasileiros titulares são o zagueiro Jemerson, ex-Atlético-MG, e o volante Fabinho, que também atual como lateral direito. Outro brasileiro da zaga do time francês, o lateral esquerdo Jorge, ex-Flamengo, ainda não jogou nessa edição da Liga dos Campeões.  Já o meia Gabriel Boschilla, ex-São Paulo, é o único brasileiro com características ofensivas nos times que estão na semifinal. O jogador, de 21 anos, porém, disputou só duas partidas nessa Champions League, ambas contra o Bayer Leverkusen, ainda na fase de grupos, e vem sendo pouco utilizado pelo técnico Leonardo Jardim.

Estrangeiros nos quatro semifinalistas da Champions:
12 – Brasil
6 – Argentina, Croácia e Portugal
5 – França
3 – Colômbia, Itália, Marrocos e Uruguai
3 – Alemanha e Gana
1 – Albânia, Argélia, Bélgica, Bósnia e Herzegovina, Costa Rica, Eslovênia, Gabão, Mali, Montenegro, País de Gales, Polônia, República Dominicana, Senegal, Suíça e Venezuela

Brasileiros na semifinal da Liga dos Campeões:
Real Madrid:
Danilo (lateral direito)
Pepe (zagueiro)
Marcelo (lateral esquerdo)*
Casemiro (volante)*

Atlético de Madri
Filipe Luís (lateral esquerdo)*

Juventus
Neto (goleiro)
Daniel Alves (lateral direito)*
Alex Sandro (lateral esquerdo)*

Monaco
Jemerson (zagueiro)*
Fabinho (lateral direito/volante)*
Jorge (lateral esquerdo)
Gabriel Boschilia (meia)

* titulares

Entre esses brasileiros, três são titulares também da seleção brasileira do técnico Tite: o lateral direito Daniel Alves, o lateral esquerdo Marcelo e o volante Casemiro. E dois deles foram chamados na última convocação: Filipe Luís (lateral esquerdo) e Fabinho (lateral direito).

Mais no Blog Futebol em Números:
http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/20/os-tecnicos-que-mais-chegaram-a-semifinal-na-liga-dos-campeoes/

 

]]>
1
Os técnicos que mais chegaram à semifinal na Liga dos Campeões http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/20/os-tecnicos-que-mais-chegaram-a-semifinal-na-liga-dos-campeoes/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/20/os-tecnicos-que-mais-chegaram-a-semifinal-na-liga-dos-campeoes/#respond Thu, 20 Apr 2017 19:00:51 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1535 Técnico do Atlético de Madri desde 2012, o argentino Diego Simeone foi campeão da Liga Europa logo em seu primeiro ano pelo clube. Depois, em 2014, deu o título espanhol ao clube e chegou à final da Liga dos Campeões em sua estreia na competição – foi derrotado pelo Real Madrid na prorrogação depois de levar o gol de empate no tempo normal aos 46 minutos do segundo tempo. Em 2015, caiu nas quartas de final na Champions, novamente diante do Real Madrid. Em 2016, voltou à final da competição e mais uma vez foi derrotado pelo Real Madrid – dessa vez nos pênaltis. Agora, em 2017, o argentino, em sua quarta edição, levou o Atlético de Madri pela terceira vez à semifinal.

Depois de José Mourinho e Pep Guardiola, Simeone é o primeiro técnico a chegar em três semifinais em suas quatro primeiras edições. E, caso vá à final, pode ser o primeiro a disputar três finais nas quatro primeiras edições.

Desde 1955, um total de 136 treinadores chegaram à semifinal da Liga dos Campeões (contando também a antiga Copa dos Campeões). Desses, apenas um brasileiro, Otto Glória, vice-campeão com o Benfica em 1968. O português Leonardo Jardim, do Monaco, é o estreante em semifinal nessa edição 2016/17. Simeone está indo para a sua terceira, enquanto Zidane e Massimiliano Allegri disputarão a semifinal pela segunda vez. O francês foi campeão pelo Real Madrid na última edição, enquanto o italiano foi vice com a Juventus em 2015.

De 1955 a 2017, o técnico que mais vezes chegou à fase semifinal é o português José Mourinho, com oito participações – foi duas vezes campeão e caiu seis vezes na semi. Já o escocês Alex Ferguson, o italiano Carlo Ancelotti (que foi eliminado essa semana com o Bayern Munique nas quartas de final), e o espanhol Pep Guardiola chegaram sete vezes à semifinal.

Técnico que mais chegaram à semifinal na história da Liga dos Campeões:

8 semifinais
José Mourinho (Portugal)
2004 (campeão), com o Porto; 2005, 2007 e 2014 (semi), com o Chelsea; 2010 (campeão), com a Internazionale; e 2011, 2012 e 2013 (semi), com o Real Madrid

7 semifinais
Alex Ferguson (Escócia)
1999 e 2008 (campeão); 2009 e 2011 (vice); e 1997, 2002 e 2007 (semi), com o Manchester United

Carlo Ancelotti (Itália)
2003 e 2007 (campeão); 2005 (vice); e 2006 (semi), com o Milan; 1999 (semi), com a Juventus; 2014 (campeão); e 2015 (semi), com o Real Madrid

Pep Guardiola (Espanha)
2009 e 2011 (campeão); 2010 e 2012 (semi), com o Barcelona; 2014, 2015 e 2016 (semi), com o Bayern Munique

6 semifinais
Miguel Muñoz (Espanha)
1960 e 1966 (campeão); 1962 e 1964 (vice); 1968 e 1973 (semi), com o Real Madrid

5 semifinais
Helenio Herrera (Argentina)
1964 e 1965 (campeão); 1967 (vice); 1966 (semi), com a Internazionale; e 1960 (semi), com o Barcelona

Jupp Heynckes (Alemanha)
2013 (campeão), 2012 (vice), 1990 e 1991 (semi), com o Bayern Munique); e 1998 (campeão), com o Real Madrid

Louis Van Gaal (Holanda)
1995 (campeão); 1996 (vice); e 1997 (semi), com o Ajax; 2000 (semi), com o Barcelona; e 2010 (vice), com o Bayern Munique

4 semifinais
Matt Busby (Escócia)
1968 (campeão); 1957, 1966 e 1969 (semi), com o Manchester United

Jock Stein (Escócia)
1967 (campeão); 1970 (vice); 1972 e 1974 (semi), com o Celtic

Udo Lattek (Alemanha)
1974 (campeão); 1987 (vice), com o Bayern Munique; 1977 (vice) e 1978 (semi), com o Borussia Moenchengladbach

Giovanni Trappatoni (Itália)
1985 (campeão); 1983 (vice); 1978 (semi), com a Juventus; 1995 (semi), com o Bayern Munique

Leo Beenhakker (Holanda)
1980 (semi), com o Ajax; 1987, 1988 e 1989 (semi), com o Real Madrid

Marcelo Lippi (Itália)
1996 (campeão); e 1997, 1998 e 2003 (vice), com a Juventus

Ottmar Hitzfeld (Alemanha)
1997 (campeão), com o Borussia Dortmund; 2001 (campeão); 1999 (vice); e 2000 (semi), com o Bayern Munique

3 semifinais
Rinus Michels (Holanda)
1971 (campeão); 1969 (vice), com o Ajax; 1975 (semi), com o Barcelona

Ernst Happel (Áustria)
1970 (campeão), com Feyenoord; 1983 (campeão), com o Hamburgo; 1978 (vice), com o Brugge-BEL

Brian Clough (Inglaterra)
1979 e 1980 (campeão), com o Nottingham Forest; 1973 (semi), com o Derby County

Bob Paisley (Inglaterra)
1977, 1978 e 1981 (campeão), com o Liverpool

Valeriy Lobanovskyi (Ucrânia)
1977, 1987 e 1999 (semi), com o Dynamo Kiev-UCR

Vujadin Boskov (Sérvia)
1981 (vice) e 1980 (semi), com Real Madrid; 1992 (vice), com a Sampdoria

Guus Hiddink (Holanda)
1988 (campeão) e 2005 (semi), com o PSV Eindhoven; 2009 (semi), com o Chelsea

Fabio Capello (Itália)
1994 (campeão); e 1993 e 1995 (vice), com o Milan

Arsène Wenger (França)
2006 (vice) e 2009 (semi), com o Arsenal); 1994 (semi), com o Monaco

Vicente del Bosque (Espanha)
2000 e 2002 (campeão); e 2001 (semi), com o Real Madrid

Héctor Cúper (Argentina)
2000 e 2001 (vice), com o Valencia; 2003 (semi), com a Internazionale

Rafael Benítez (Espanha)
2005 (campeão); 2007 (vice); e 2008 (semi), pelo Liverpool

Diego Simeone (Argentina)
2014 e 2016 (vice); e 2017 (semi), pelo Atlético de Madri

]]>
0
Corinthians caiu em 6 dos 12 mata-matas em Itaquera http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/20/corinthians-caiu-em-6-dos-12-mata-matas-em-itaquera/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/20/corinthians-caiu-em-6-dos-12-mata-matas-em-itaquera/#comments Thu, 20 Apr 2017 03:10:34 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1532 O Corinthians disputou hoje, contra o Internacional, em Itaquera, seu 12º confronto decisivo de mata-mata e pela sexta vez acabou eliminado – a terceira nos pênaltis. Depois do empate no tempo normal (1 x 1), o Corinthians perdeu três pênaltis (com Maycon, Marquinhos Gabriel e Guilherme Arana) e deu adeus à Copa do Brasil na quarta fase do torneio.

Desde 2014, o Corinthians foi eliminado pelo Palmeiras (semifinal do Paulistão de 2015, nos pênaltis), Guaraní-PAR (oitavas de final da Libertadores de 2015), Santos (oitavas de final da Copa do Brasil de 2015), Audax (semifinal do Paulistão de 2016, nos pênaltis), e Nacional-URU (oitavas de final da Libertadores de 2016).

Entre os confrontos decisivos que o Corinthians conseguiu sair classificado, o time eliminou o Bragantino (Copa do Brasil de 2014), Ponte Preta (quartas de final do Paulistão de 2015), Red Bull Brasil (quartas de final do Paulistão de 2016), Fluminense (oitavas de final da Copa do Brasil de 2016), Luverdense-MT (Copa do Brasil de 2017) e Botafogo-SP (quartas de final do Paulistão de 2017).

No próximo domingo, o Corinthians voltará a decidir uma vaga no mata-mata, contra o São Paulo, pela semifinal do Campeonato Paulista. No jogo de ida, domingo passado, no Morumbi, o alvinegro venceu por 2 x 0.

Além desses jogos decisivos, o Corinthians disputou mais quatro partidas de mata-mata em casa, mas em jogos de ida: 3 x 0 no Bahia, na terceira fase da Copa do Brasil de 2014 – se classificou depois; 2 x 0 no Atlético-MG, nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2014 – foi eliminado depois; 4 x 0 no Once Caldas-COL, na fase preliminar da Libertadores de 2015 – se classificou depois; e 2 x 1 no Cruzeiro, nas quartas de final da Copa do Brasil de 2016 – foi eliminado depois.

Jogos de mata-matas decididos na Arena Corinthians

2014
Copa do Brasil – Oitavas de final
Corinthians 3 x 1 Bragantino
(jogo de ida: Bragantino 1 x 0)

2015
Paulistão – quartas de final
Corinthians 1 x 0 Ponte Preta (jogo único)

Paulistão – semifinal
Corinthians 2 x 2 Palmeiras (jogo único)
Nos pênaltis: Palmeiras 6 x 5

Libertadores – Oitavas de final
Corinthians 0 x 1 Guaraní-PAR
(jogo de ida: Guaraní 2 x 0)

Copa do Brasil – Oitavas de final
Corinthians 1 x 2 Santos
(jogo de ida: Santos 2 x 0)

2016
Paulistão – Quartas de final
Corinthians 4 x 0 Red Bull Brasil (jogo único)

Paulistão – Semifinal
Corinthians 2 x 2 Audax (jogo único)
Nos pênaltis: Audax 4 x 1

Libertadores – Oitavas de final
Corinthians 2 x 2 Nacional-URU
(jogo de ida: 0 x 0)

Copa do Brasil – Oitavas de final
Corinthians 1 x 0 Fluminense
(jogo de ida: 1 x 1)

2017
Paulistão – Quartas de final
Corinthians 1 x 0 Botafogo-SP
(jogo de ida: 0 x 0)

Copa do Brasil – Terceira fase
Corinthians 1 x 1 Luverdense-MT
(jogo de ida: Corinthians 2 x 0)

Copa do Brasil – Quarta fase
Corinthians 1 x 1 Internacional
Nos pênaltis: Internacional 4 x 3
(jogo de ida: 1 x 1)

]]>
34
Contra quem Cristiano Ronaldo marcou seus 100 gols na Liga dos Campeões http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/18/contra-quem-cristiano-ronaldo-marcou-seus-100-gols-na-liga-dos-campeoes/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/18/contra-quem-cristiano-ronaldo-marcou-seus-100-gols-na-liga-dos-campeoes/#comments Tue, 18 Apr 2017 22:10:15 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1530 Como já era esperado, mais uma vez o português Cristiano Ronaldo brilhou pelo Real Madrid na Liga dos Campeões. Hoje, diante do Bayern Munique, em Madri, o atacante marcou três gols na vitória por 4 x 2 e levou o time à semifinal da competição pela sétima vez consecutiva, um recorde na história da competição.

Autor dos dois gols no jogo de ida contra o time alemão, na vitória por 2 x 1, em Munique, Cristiano Ronaldo chegou hoje a marca de 100 gols na Liga dos Campeões e se tornou o primeiro jogador do mundo a alcançar a marca centenária numa competição interclubes.

Com os três gols sofridos hoje por Cristiano Ronaldo, o Bayern Munique se tornou a maior vítima do português na competição. Agora, CR7 detém também o recorde de gols em um só clube (9), ao lado de Messi, que também marcou 9 gols, mas no Arsenal-ING.

Além de ser o maior goleador da história da competição, Cristiano Ronaldo detém ainda outros recordes. O português quem mais marcou em uma única edição (17 gols, em 2015/16), o que mais marcou na fase de grupos (11 gols, também em 2015/16), o que mais marcou em jogos de quartas, semifinal e final (32 gols, ao lado de Di Stéfano). Messi, o segundo maior artilheiro da Liga dos Campeões com 94 gols, marcou 16 gols em jogos de quartas, semifinal e final.

Gols de Cristiano Ronaldo na Liga dos Campeões por fase:

Fase de Grupos 51
Oitavas 17
Quartas 20
Semifinal 10
Final 2

Cinco vezes artilheiro da Liga dos Campeões (2008, 2013, 2014, 2015 e 2016), o português está na briga para ser novamente. Com 7 gols, Cristiano Ronaldo tem 4 gols a menos do que Messi (e pode ter pela frente ainda mais três jogos para alcançá-lo).

Os 100 gols de Cristiano Ronaldo por edição:

Edição Gols Jogos Clube
2003/04 0 5 Man. United
2004/05 0 7 Man. United
2005/06 0 6 Man. United
2006/07 3 11 Man. United
2007/08 8 11 Man. United
2008/09 4 12 Man. United
2009/10 7 6 Real Madrid
2010/11 6 12 Real Madrid
2011/12 10 10 Real Madrid
2012/13 12 12 Real Madrid
2013/14 17 11 Real Madrid
2014/15 10 12 Real Madrid
2015/16 16 12 Real Madrid
2016/17 7 10 Real Madrid

Os clubes em que Cristiano Ronaldo marcou seus 100 gols na Champions:

Clube Gols
Bayern Munique-ALE 9
Ajax-HOL 7
Schalke 04-ALE 7
Galatasaray-TUR 6
Malmoe-SUE 6
Juventus-ITA 5
Roma-ITA 5
Shakhtar Donetsk-UCR 5
Borussia Dortmund-ALE 4
Lyon-FRA 4
Olympique Marselha-FRA 4
Copenhagem-DIN 3
CSKA Moscou-RUS 3
Dynamo Kiev-UCR 3
Sporting-POR 3
Wolfsburg-ALE 3
APOEL-CHP 2
Arsenal-ING 2
Basel-SUI 2
Ludogorets-BUL 2
Manchester United-ING 2
Milan-ITA 2
Tottenham-ING 2
Zurique-SUI 2
Atlético de Madri-ESP 1
Auxerre-FRA 1
Chelsea-ING 1
Internazionale-ITA 1
Liverpool-ING 1
Manchester City-ING 1
Porto-POR 1

Hoje, contra o Bayern, Cristiano Ronaldo marcou 3 gols em uma única partida pela quinta vez na Liga dos Campeões. Seu recorde, porém, é de 4 gols na partida contra o Malmoe-SUE.
Jogos em que marcou 4 gols:
8/12/2015 – 8 x 0 Malmoe (C)

Jogos em que marcou 3 gols:
3/10/2012 – 4 x 1 Ajax (F)
17/9/2013 – 6 x 1 Galatasaray (F)
15/9/2015 – 4 x 0 Shakhtar Donetsk (C)
12/4/2016 – 3 x 0 Wolfsburg (C)
18/4/2017 – 4 x 2 Bayern Munique (C)

]]>
1
No Cruzeiro, Mano fica perto de recorde de invencibilidade http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/18/no-cruzeiro-mano-fica-perto-de-recorde-de-invencibilidade/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/18/no-cruzeiro-mano-fica-perto-de-recorde-de-invencibilidade/#comments Tue, 18 Apr 2017 15:12:38 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1528 Único clube da Série A do Brasileiro que ainda não perdeu na temporada, o Cruzeiro já soma 21 partidas sem derrota em 2017. São 12 jogos pelo Campeonato Mineiro (onde está na semifinal), 5 pela Copa do Brasil, 3 pela Primeira Liga e 1 pela Copa Sul-Americana.

O técnico Mano Menezes, que voltou ao clube no segundo semestre de 2016, superou esse ano sua melhor marca de jogos sem derrota pela Raposa nesta atual temporada. Em 2015, em sua primeira passagem pelo clube, o técnico ficou sem perder por 13 rodadas no Brasileirão. Agora, já são 22 jogos sem derrota, contando o último jogo de 2016, quando venceu o Corinthians por 3 x 2 pelo Brasileirão. Nesse período, conseguiu 17 vitórias e 5 empates.

Com essa sequência invicta de 22 jogos pelo Cruzeiro, Mano Menezes está a apenas um jogo de igualar sua melhor marca na carreira. Em 2009, quando dirigia o Corinthians, o técnico ficou 24 jogos oficiais sem perder (e 25 partidas se contar o amistoso contra o Estudiantes-ARG na pré-temporada). Naquele ano, o técnico conseguiu ainda ser campeão paulista invicto (23 jogos), quebrando uma marca de 37 anos na competição – o última campeão paulista invicto havia sido o Palmeiras em 1972.

Caso consiga também levar o Cruzeiro ao título Mineiro invicto, Mano igualará a façanha de outros técnicos que também levaram a Raposa à conquista Estadual sem derrota nos últimos anos: Marcelo Oliveira (2014), Adílson Batista (2009) e Vanderlei Luxemburgo (2003).

Invencibilidade de Mano Menezes pelo Corinthians em 2009 (24 jogos):
22/1 – 2 x 2 Grêmio Barueri (C) – Paulista
25/1 – 1 x 0 Bragantino (F) – Paulista
28/1 – 2 x 0 Botafogo-SP (C) – Paulista
31/1 – 4 x 1 Oeste (C) – Paulista
4/2 – 3 x 2 Paulista (F) – Paulista
7/2 – 1 x 1 Portuguesa (C) – Paulista
11/2 – 2 x 0 Mogi Mirim (C) – Paulista
15/2 – 1 x 1 São Paulo (F) – Paulista
21/2 – 3 x 1 Guaratinguetá (F) – Paulista
25/2 – 2 x 0 Noroeste (C) – Paulista
1/3 – 1 x 1 Marília (F) – Paulista
4/3 – 2 x 0 Itumbiara-GO (F) – Copa do Brasil
8/3 – 1 x 1 Palmeiras (F) – Paulista
11/3 – 2 x 1 São Caetano (C) – Paulista
15/3 – 0 x 0 Santo André (F) – Paulista
22/3 – 1 x 0 Santos (C) – Paulista
25/3 – 2 x 2 Ponte Preta (C) – Paulista
28/3 – 0 x 0 Guarani (F) – Paulista
31/3 – 3 x 0 Ituano (C) – Paulista
5/4 – 2 x 2 Mirassol (F) – Paulista
12/4 – 2 x 1 São Paulo (C) – Paulista
15/4 – 2 x 0 Misto-MS (F) – Copa do Brasil
19/4 – 2 x 0 São Paulo (F) – Paulista
26/4 – 3 x 1 Santos (F) – Paulista
29/4 – 2 x 3 Atlético-PR (F) – Copa do Brasil

Invencibilidade de Mano Menezes pelo Cruzeiro em 2016/17 (22 jogos):
11/12/16 – 3 x 2 Corinthians (C) – Brasileiro
29/1/17 – 2 x 1 Villa Nova (F) – Mineiro
1/2 – 1 x 0 Atlético-MG (C) – Primeira Liga
5/2 – 2 x 1 Tricordiano (C) – Mineiro
9/2 – 2 x 0 Chapecoense (C) – Primeira Liga
11/2 – 4 x 0 Tupi (F) – Mineiro
15/2 – 2 x 1 Volta Redonda-RJ (F) – Copa do Brasil
18/2 – 1 x 1 URT (F) – Mineiro
23/2 – 6 x 0 São Francisco-PA (C) – Copa do Brasil
2/3 – 2 x 1 Caldense (C) – Mineiro
5/3 – 1 x 0 América Teófilo Otoni (F) – Mineiro
9/3 – 2 x 0 Murici-AL (F) – Copa do Brasil
12/3 – 1 x 0 América-MG (F) – Mineiro
16/3 – 3 x 0 Murici-AL (C) – Copa do Brasil
19/3 – 1 x 1 Tombense (C) – Mineiro
21/3 – 0 x 0 Joinville (F) – Primeira Liga
28/3 – 2 x 2 Uberlândia (F) – Mineiro
1/4 – 2 x 1 Atlético-MG (C) – Mineiro
5/4 – 2 x 1 Nacional-PAR (C) – Copa Sul-Americana
9/4 – 2 x 0 Democrata GV (C) – Mineiro
14/4 – 2 x 0 São Paulo (F) – Copa do Brasil
16/4 – 1 x 1 América-MG (F) – Mineiro
Próximos jogos
19/4 – São Paulo (C) – Copa do Brasil
23/4 – América-MG (C) – Mineiro

]]>
1
Jô e os maiores artilheiros do Corinthians em clássicos http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/17/jo-e-os-maiores-artilheiros-do-corinthians-em-classicos/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/17/jo-e-os-maiores-artilheiros-do-corinthians-em-classicos/#comments Mon, 17 Apr 2017 17:48:52 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1526 O atacante Jô marcou seu quarto gol pelo Corinthians no quarto clássico seguido no Campeonato Paulista. Autor do gol da vitória contra Palmeiras e Santos e do empate contra o São Paulo, na primeira fase, o atacante abriu o placar na vitória por 2 x 0 sobre o São Paulo, ontem, no Morumbi.

Autor de um gol na vitória sobre o Palmeiras, em 2004, pelo Brasileirão, Jô soma agora 5 gols em clássicos pelo Corinthians. E esse ano entrou para a lista dos 64 jogadores do clube que já marcaram gols contra os três maiores rivais do clube: Palmeiras, Santos e São Paulo. Com 5 gols, porém, Jô ocupa apenas a 48ª colocação. Entre os jogadores que passaram pelo clube recentemente, Danilo é o recordista com 12 gols, seguido por Liedson (8), Ronaldo (7), Nilmar (6), Carlos Alberto (4), Jorge Henrique (4) e Emerson Sheik (4).

O atacante Teleco, que jogou de 1934 a 1944 no clube, é o jogador que mais marcou nos rivais com a camisa do Corinthians. Foram 62 gols (16 contra o Palmeiras, 21 contra o Santos e 25 contra o São Paulo). Cláudio, o maior artilheiro da história do Corinthians, é o segundo lugar na lista dos artilheiros corintianos em clássicos com 58 gols (21 contra o Palmeiras, onde é o maior goleador do confronto). Já Marcelinho Carioca, entre os mais recentes, é quem ocupa a melhor colocação (6º lugar), com 39 gols.

Jogadores do Corinthians que marcaram gols no clássicos contra Palmeiras, Santos e São Paulo:

Jogador Palmeiras Santos São Paulo Total
Teleco 16 21 25 62
Cláudio 21 20 17 58
Baltazar 19 19 17 55
Servílio 10 17 15 42
Luizinho 20 8 12 40
Marcelinho 14 15 10 39
Flávio 5 10 13 28
Rafael 5 5 11 21
Rivelino 6 7 7 20
Sócrates 8 5 6 19
Vaguinho 5 8 5 18
Paulo 2 13 2 17
Carbone 10 3 3 16
Casagrande 5 5 5 15
Zague 3 7 3 13
Biro-Biro 5 3 5 13
Silva 6 2 4 12
Geraldão 5 2 5 12
Viola 3 8 1 12
Danilo 3 3 6 12
Milani 3 5 3 11
Ruy 2 5 4 11
Paulo Borges 2 5 4 11
Edílson 4 4 3 11
Ricardinho 2 5 4 11
Hércules 4 2 4 10
Éverton 2 4 4 10
Tupãzinho 2 4 4 10
Joane 3 2 4 9
Jackson 4 2 3 9
Mirandinha 3 5 1 9
Neto 1 5 3 9
Marques 2 4 3 9
Eduardinho 4 2 2 8
João Paulo 1 3 4 8
Liedson 2 2 4 8
Jerônimo 3 3 1 7
Romeu 1 3 3 7
Ronaldo 3 2 2 7
Lopes 1 3 2 6
Lima 2 3 1 6
Tales 2 1 3 6
Zé Roberto 4 1 1 6
Wilson Mano 2 1 3 6
Edmundo 2 2 2 6
Rogério 2 1 3 6
Nilmar 1 3 2 6
Teixeira 3 1 1 5
Bataglia 1 1 3 5
Dinei 2 2 1 5
2 1 2 5
Guerrero 1 1 3 5
Nenê 2 1 1 4
Goiano 2 1 1 4
Ivair 1 2 1 4
Aladim 1 1 2 4
Carlos Alberto 1 1 2 4
Jorge Henrique 2 1 1 4
Émerson 2 1 1 4
Boquita 1 1 1 3
Olavo 1 1 1 3
Miranda 1 1 1 3
Henrique 1 1 1 3
Ânderson 1 1 1 3
]]>
14
Corinthians: 21 vitórias em 31 jogos de mata-mata contra o São Paulo http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/16/corinthians-21-vitorias-em-31-jogos-de-mata-mata-contra-o-sao-paulo/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/16/corinthians-21-vitorias-em-31-jogos-de-mata-mata-contra-o-sao-paulo/#comments Mon, 17 Apr 2017 01:04:23 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1522 Com a vitória por 2 x 0 sobre o São Paulo, hoje, no Morumbi, o Corinthians manteve a escrita de levar vantagem sobre o rival em jogos de mata-mata e também na casa do adversário. No 31º jogo entre os dois times válido por partidas de mata-mata, o alvinegro alcançou sua 21ª vitória. Em todos esses duelos decisivos, o Timão venceu 67,7% dos encontros, contra apenas 16,1% do São Paulo, que ganhou 5 jogos – outros 5 terminaram empatados.

Vencedor dos últimos seis confrontos de mata-mata contra o São Paulo, desde 2002, o Corinthians chegou a 10 vitórias nos últimos 12 jogos de mata-mata – houve ainda mais dois empates. Desde a semifinal de 2000 o São Paulo não vence o rival em jogos de mata-mata.

No Morumbi, o Corinthians também chegou hoje a sua 50ª vitória sobre o São Paulo, que tem 36 vitórias contra o rival em sua casa – os times empataram outros 56 jogos.

Com o resultado de hoje, o Tricolor caminha para a sua nona eliminação em semifinais do Paulistão em suas últimas nove participações em semifinais da competição. Campeão Paulista pela última vez em 2005 (no sistema de pontos corridos), o São Paulo foi eliminado pelo São Caetano em 2007, Palmeiras (2008), Corinthians (2009), Santos (2010, 2011 e 2012), Corinthians (2013) e Santos (2015). Em 2014, o time caiu nas quartas de final diante da Penapolense.

Mata-matas entre Corinthians x São Paulo
1977 – Semifinal do 2º turno do Campeonato Paulista (Corinthians)
2/10 – Corinthians 2 x 1 São Paulo

1982 – Final do Campeonato Paulista (Corinthians)
8/12 – São Paulo 0 x 1 Corinthians
12/12 – Corinthians 3 x 1 São Paulo

1983 – Final do Campeonato Paulista (Corinthians)
11/12 – São Paulo 0 x 1 Corinthians
14/12 – Corinthians 1 x 1 São Paulo

1987 – Final do Campeonato Paulista (São Paulo)
26/8 – Corinthians 1 x 2 São Paulo
30/8 – São Paulo 0 x 0 Corinthians

1990 – Final do Campeonato Brasileiro (Corinthians)
13/12 – Corinthians 1 x 0 São Paulo
16/12 – São Paulo 0 x 1 Corinthians

1994 – Semifinal da Copa Conmebol (São Paulo)
2/12 – Corinthians 3 x 4 São Paulo
9/12 – São Paulo 2 (5) x 3 (4) Corinthians

1998 – Final do Campeonato Paulista (São Paulo)
3/5 – Corinthians 2 x 1 São Paulo
10/5 – São Paulo 3 x 1 Corinthians

1999 – Semifinal do Campeonato Paulista (Corinthians)
6/6 – Corinthians 4 x 0 São Paulo
9/6 – São Paulo 1 x 1 Corinthians

1999 – Semifinal do Campeonato Brasileiro (Corinthians)
28/11- São Paulo 2 x 3 Corinthians
5/12 – Corinthians 2 x 1 São Paulo

2000 – Semifinal do Campeonato Paulista (São Paulo)
28/5 – São Paulo 3 x 1 Corinthians
3/6 – Corinthians 0 x 2 São Paulo

2002 – Semifinal da Copa do Brasil (Corinthians)
24/4- São Paulo 0 x 2 Corinthians
1/5 – Corinthians 1 x 2 São Paulo

2002 – Final do Rio-São Paulo (Corinthians)
5/5 – São Paulo 2 x 3 Corinthians
12/5 – Corinthians 1 x 1 São Paulo

2003 – Final do Campeonato Paulista (Corinthians)
16/3 – Corinthians 3 x 2 São Paulo
22/3 – São Paulo 2 x 3 Corinthians

2009 – Semifinal do Campeonato Paulista (Corinthians)
12/4 – Corinthians 2 x 1 São Paulo
19/3 – São Paulo 0 x 2 Corinthians

2009 – Semifinal do Campeonato Paulista (Corinthians)
5/5 – São Paulo 0 (3) x 0 (4) Corinthians

2013 – Final da Recopa Sul-Americana (Corinthians)
3/7 – São Paulo 1 x 2 Corinthians
17/7 – Corinthians 2 x 0 São Paulo

2016 – Semifinal do Campeonato Paulista
16/4 – São Paulo 0 x 2 Corinthians
23/4 – Corinthians x São Paulo

Confrontos decisivos em pontos corridos (última rodada, quando os dois times com chance de título):
1938 – Campeonato Paulista (Corinthians)
23/4/39 – Corinthians 1 x 1 São Paulo

1957 – Campeonato Paulista (São Paulo)
29/12 – São Paulo 3 x 1 Corinthians

1997 – Campeonato Paulista (Corinthians)
5/6 – Corinthians 1 x 1 São Paulo

]]>
5