Futebol em Números

Arquivo : Allianz Parque

Novas arenas: Palmeiras supera Corinthians no desempenho dos clássicos
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Corinthians e Palmeiras inauguram seus novos estádios em 2014 e desde então vêm tendo um aproveitamento muito bom em casa, principalmente nos clássicos. Na Arena Corinthians, inaugurada dia 18 de maio de 2014, o alvinegro disputou 16 clássicos, com 10 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, com um aproveitamento de 68%. Vitorioso em seus quatro primeiros jogos, o Corinthians foi perder sua invencibilidade em clássicos em Itaquera na 7ª partida, para o Palmeiras. Em 16 jogos, o alvinegro marcou 26 gols (1,63 por jogo) e sofreu 13 gols (0,81). Agora, em 2017, nos dois jogos que fez em casa, o Corinthians conseguiu duas vitórias (1 x 0 sobre Palmeiras e Santos). Diante dos rivais, o Corinthians ainda não perdeu para o São Paulo em casa (4 vitórias e 1 empate e 14 gols feitos). Contra o Palmeiras, foram 2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. E diante do Santos, foram 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Já o Palmeiras, que inaugurou seu estádio no dia 19 de novembro de 2014, já disputou 12 jogos no Allianz Parque. Com a vitória sobre o São Paulo, por 3 x 0, no último sábado, o alviverde chegou a 8 vitórias em casa, 2 empates e apenas uma derrota – para o Corinthians no primeiro clássico realizado lá. Assim, o time já soma 11 clássicos sem derrota em casa – sete vitórias e quatro empates. Em 12 jogos em casa, o Palmeiras marcou 21 gols (1,75) e sofreu 7 gols (0,58) e tem um aproveitamento de 75% dos pontos disputados. Contra o Corinthians, foram três jogos, com 1 vitória, 1 empate e 1 derrota. Contra o Santos, foram 3 vitórias e 2 empates, além de um título na Copa do Brasil. Já contra o São Paulo, assim como o Corinthians, o Palmeiras não perdeu. Em quatro jogos, foram 4 vitórias e 12 gols marcados.

Desempenho do Palmeiras nos clássicos no Allianz Parque:
8/2/2015 – 0 x 1 Corinthians (Paulista)
25/3/2015 – 3 x 0 São Paulo (Paulista)
26/4/2015 – 1 x 0 Santos (Paulista)
28/6/2015 – 4 x 0 São Paulo (Brasileiro)
19/7/2015 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
6/9/2015 – 3 x 3 Corinthians (Brasileiro)
2/12/2015 – 2 x 1 Santos (Copa do Brasil)
20/2/2016 – 0 x 0 Santos (Paulista)
12/6/2016 – 1 x 0 Corinthians (Brasileiro)
12/7/2016 – 1 x 1 Santos (Brasileiro)
7/9/2016 – 2 x 1 São Paulo (Brasileiro)
11/3/2017 – 3 x 0 São Paulo (Paulista)

12 jogos, 8 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 75% de aproveitamento

Desempenho do Corinthians nos clássicos na Arena Corinthians:
27/7/2014 – 2 x 0 Palmeiras (Brasileiro)
21/9/2014 – 3 x 2 São Paulo (Brasileiro)
9/11/2014 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
18/2/2015 – 2 x 0 São Paulo (Libertadores)
5/4/2015 – 1 x 1 Santos (Paulista)
19/4/2015 – 2 x 2 Palmeiras (Paulista)
31/5/2015 – 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro)
26/8/2015 – 1 x 2 Santos (Copa do Brasil)
20/9/2015 – 2 x 0 Santos (Brasileiro)
22/11/2015 – 6 x 1 São Paulo (Brasileiro)
14/2/2016 – 2 x 0 São Paulo (Paulista)
1/6/2016 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
17/7/2016 – 1 x 1 São Paulo (Brasileiro)
17/9/2016 – 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro)
22/2/2017 – 1 x 0 Palmeiras (Paulista)
4/3/2017 – 1 x 0 Santos (Paulista)

16 jogos, 10 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, 68% de aproveitamento

 


Palmeiras: líder de renda com recorde no Brasileirão
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Campeão brasileiro de 2016, o Palmeiras vai fechar o campeonato como o time de melhor média de público (32.682). Algo que só conseguiu uma vez, em 1978, desde o início da competição. Naquele ano, o time, então vice-campeão brasileiro, teve uma média de 31 359 torcedores por jogo.

Além do público, o Palmeiras será também o clube com a maior renda média. Em 19 jogos, o alviverde conseguiu arrecadar 42,3 milhões de reais, com uma média de R$ 2.226.928 por partida. Números recordes na história do Brasileirão. No ano passado, o Corinthians, também campeão e líder de público, arrecadou 38,7 milhões de reais (renda média de R$ 2.038.990 por jogo).

Essa foi também a primeira vez em que o Palmeiras termina um Brasileirão na era dos pontos corridos na frente na média de público e renda.

Clubes com as maiores médias de público no Brasileirão na era dos pontos corridos (desde 2003):

AnoClubeMédia
2016Palmeiras32 682
2015Corinthians34 188
2014Cruzeiro29 678
2013Cruzeiro28 888
2012Corinthians24 299
2011Corinthians29 397
2010Corinthians27 446
2009Flamengo41 553
2008Flamengo40 694
2007Flamengo39 221
2006Grêmio25 630
2005Corinthians27 330
2004Corinthians13 547
2003Cruzeiro26 366

Clubes com as maiores rendas médias no Brasileirão na era dos pontos corridos (desde 2003):

AnoClubeMédia
2016PalmeirasR$ 2.226.927
2015CorinthiansR$ 2.038.990
2014CorinthiansR$ 1.845.732
2013CruzeiroR$ 1.465.903
2012CorinthiansR$ 742.531
2011CorinthiansR$ 1.010.521
2010CorinthiansR$ 899.567
2009FlamengoR$ 760.792
2008FlamengoR$ 699.260
2007FlamengoR$ 513.121
2006GrêmioR$ 328.324
2005CorinthiansR$ 367.859
2004CorinthiansR$ 183.555
2003CruzeiroR$ 233.149

No ano passado, a renda média do Palmeiras no Brasileirão foi de R$ 1.858.665, quase 200 mil reais a menos do que a do líder Corinthians. Agora, em 2016, a média do Palmeiras (R$ 2.226.927), foi quase de 700 mil reais a mais do que o rival, que teve média de R$ 1.858.665.

Desde 2011, quando estava sem estádio por conta das obras do Allianz Parque, a renda do Palmeiras em Brasileiros aumentou quase oito vezes. Naquele ano, a média por jogo do time no Brasileirão foi de R$ 281.909. Em 2011, o time arrecadou R$ 5,4 milhões em 19 jogos. Em 2016, só no jogo do título, contra a Chapecoense, a arrecadação foi de R$ 4,2 milhões.

Renda média por jogo do Palmeiras no Brasileirão na era dos pontos corridos:

AnoMédia
2016R$ 2.226.927
2015R$ 1.858.665
2014R$ 876.155
2013Série B
2012R$ 336.498
2011R$ 281.909
2010R$ 331.280
2009R$ 648.913
2008R$ 476.158
2007R$ 270.959
2006R$ 185.580
2005R$ 170.602
2004R$ 166.544

< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>