Barcelona – Futebol em Números http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br Aqui você que vê o futebol de uma maneira diferente. Números, estatísticas, dados, curiosidades, listas, recordes, traduzidos de maneira fácil para entender ainda melhor a história do futebol e o que rola dentro do campo. Mon, 21 Aug 2017 01:09:54 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.7.2 As contratações recordes dos maiores clubes europeus http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/07/06/as-contratacoes-recordes-dos-maiores-clubes-europeus/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/07/06/as-contratacoes-recordes-dos-maiores-clubes-europeus/#comments Thu, 06 Jul 2017 15:34:35 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1743 O Arsenal acertou ontem a contratação do atacante francês Alexandre Lacazette, ex-Lyon-FRA, por 53 milhões de euros. A quantia foi a maior já paga pelo clube inglês em sua história, superando os 47 milhões pagos pelo alemão Mezut Özil, então do Real Madrid-ESP, em 2014.

Nesse início de transferências da temporada 2017/18, no verão europeu, a transferência de Lacazette é até agora a mais alta da janela. No segundo lugar, aparece o meia português Bernardo Silva, ex-Monaco-FRA, comprado pelo Manchester City-ING, do técnico Pep Guardiola, por 50 milhões de euros. O mesmo City já gastou também 40 milhões de euros no goleiro brasileiro Ederson, ex-Benfica-POR. Já o Liverpool gastou nessa janela de transferências 42 milhões de euros no atacante egípcio Mohamed Salah, ex-Roma-ITA, sua segunda mais cara na história, atrás apenas de Benteke.

Nessa janela, outros dois clubes que bateram recordes de transferências foram o Bayern Munique-ALE e o Porto-POR. Já o Milan-ITA fez sua segunda contratação mais cara da história.

Contratações mais caras dos grandes clubes da Europa (em milhões de euros):
INGLATERRA
Manchester United
1º Paul Pogba, volante, francês (105) – ex-Juventus-ITA em 2016/17
2º Ángel Di María, atacante, argentino (75) – ex-Real Madrid-ESP em 2014/15
3º Anthony Martial, atacante, francês (60) – ex-Monaco-FRA em 2015/16

Arsenal
1º Alexandre Lacazette, atacante, francês (53) – ex-Lyon-FRA em 2017/18
2º Mesut Özil, meia, alemão (47) – ex-Real Madrid-ESP em 2013/14
3º Granit Xhaka, volante, suíço (45) – ex-Borussia Moenchengladbach-ALE em 2016/17

Manchester City
1º Kevin De Bruyne, atacante, belga (74) – ex-Wolfsburg-ALE em 2015/16
2º Raheem Sterling, atacante, inglês (62,5) – ex-Liverpool-ING em 2015/16
3º John Stones, zagueiro, inglês (55,6) – ex-Everton-ING em 2016/17

Chelsea
1º Fernando Torres, atacante, espanhol (58,5) – ex-Liverpool-ING em 2010/11
2º Andriy Shevchenko, atacante, ucraniano (43,3) – ex-Milan-ITA em 2006/07
3º Michy Batshuayi, atacante, belga (39) – ex-Olympique de Marselha-FRA em 2016/17

Liverpool
1º Christian Benteke, atacante, belga (46,5) – ex-Aston Villa-ING em 2015/16
2º Mohamed Salah, atacante, egípcio (42) – ex-Roma-ITA em 2017/18
3º Sadio Mané, atacante, senegalês (41,2) – ex-Southampton-ING em 2016/17

ESPANHA
Real Madrid
1º Gareth Bale, atacante, galês (101) – ex-Tottenham-ING em 2013/14
2º Cristiano Ronaldo, atacante, português (94) – ex-Manchester United-ING em 2009/10
3º James Rodríguez, meia, colombiano (75) – ex-Monaco-FRA em 2014/15

Barcelona
1º Neymar, atacante, brasileiro (88,2) – ex-Santos-BRA em 2013/14
2º Luis Suárez, atacante, uruguaio (81,7) – ex-Liverpool-ING em 2014/15
3º Zlatan Ibrahimovic, atacante, sueco (69,5) – ex-Internazionale-ING em 2009/10

Atlético de Madri
1º Radamel Falcao, atacante, colombiano (40) – ex-Porto-POR em 2011/12
2º Jackson Martínez, atacante, colombiano (37,1) – ex-Porto-POR em 2015/16
3º Kevin Gameiro, atacante, francês (32) – ex-Sevilla-ESP em 2016/17

ALEMANHA
Bayern Munique
1º Corentin Tolisso, volante, francês (41,5) – ex-Lyon-FRA em 2017/18
2º Javi Martínez, zagueiro, espanhol (40) – ex-Athletic Bilbao-ESP em 2012/13
3º Mario Götze, atacante, alemão (37) – ex-Borussia Dortmund-ALE em 2013/14
3º Arturo Vidal, volante, chileno (37) – ex-Juventus-ITA em 2015/16

Borussia Dortmund
1º Andre Schürrle, atacante, alemão (30) – ex-Wolfsburg-ALE em 2016/17
2º Henrikh Mkhitaryan, atacante, armênio (27,5) – ex-Shakthar Donetsk-UCR em 2013/14
3º Amoroso, atacante, brasileiro (25,5) – ex-Parma-ITA em 2001/02

ITÁLIA
Juventus
1º Gonzalo Higuaín, atacante, argentino (90) – ex-Napoli-ITA em 2016/17
2º Gianluigi Buffon, goleiro, italiano (52,9) – ex-Parma-ITA em 2001/02
3º Lilian Thuram, lateral-direito, francês (41,5) – ex-Parma-ITA em 2001/02

Milan
1º Rui Costa, meia, português (42) – ex-Fiorentina-ITA em 2001/02
2º André Silva, atacante, português (38) – ex-Porto-POR em 2017/18
3º Filippo Inzaghi, atacante, italiano (37) – ex-Juventus-ITA em 2001/02

Internazionale
1º Christian Vieri, atacante, italiano (46,5) – ex-Lazio-ITA em 1999/2000
2º João Mário, volante, português (40) – ex-Sporting-POR em 2016/17
3º Geoffrey Kondogbia, volante, francês (36) – ex-Monaco-FRA em 2015/16

FRANÇA
Paris Saint-Germain
1º Edinson Cavani, atacante, uruguaio (64,5) – ex-Napoli-ITA em 2013/14
2º Ángel Di María, atacante, argentino (63) – ex-Manchester United-ING em 2015/16
3º David Luiz, zagueiro, brasileiro (49,5) – ex-Chelsea-ING em 2015/15

Monaco
1º James Rodríguez, meia, colombiano (45) – ex-Porto-POR em 2013/14
2º Radamel Falcao, atacante, colombiano (43) – ex-Atlético de Madri-ESP em 2013/14
3º João Moutinho, meia, português (25) – ex-Porto-POR em 2013/14

PORTUGAL
Benfica
1º Raúl Jiménez, atacante, mexicano (22) – ex-Atlético de Madri-ESP em 2015/16
2º Rafa Silva, atacante, português (16,4) – ex-Braga-POR em 2016/17
3º Geovanni, atacante, brasileiro (15) – ex-Barcelona-ESP em 2003/04

Porto
1º Óliver Torres, meia, espanhol (20) – ex-Atlético de Madri-ESP em 2017/18
1º Giannelli Imbula, voalnte, francês (20) – ex-Olympique de Marselha-FRA em 2015/16
3º Hulk, atacante, brasileiro (19) – ex-Tokyo Verdy-JAP em 2008/09

* Fonte: site Transfermarkt.de

.

]]>
1
Que clubes ganharam todos os títulos internacionais possíveis http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/05/25/que-clubes-ganharam-todos-os-titulos-internacionais-possiveis/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/05/25/que-clubes-ganharam-todos-os-titulos-internacionais-possiveis/#comments Thu, 25 May 2017 07:00:21 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1625 O Manchester United conquistou ontem a Liga Europa pela primeira vez na história. Assim, conseguiu completar sua galeria de títulos internacionais e soma agora oito conquistas. O time inglês já foi campeão mundial duas vezes (1999 e 2008), da Liga dos Campeões da Europa (1968, 1999 e 2008), Recopa Europeia (1991), Liga Europa (2017) e Supercopa Europeia (1991).

Entre os clubes europeus, apenas Barcelona-ESP, Bayern Munique-ALE, Juventus-ITA e Ajax-HOL conseguiram também ganhar o Mundial, a Liga dos Campeões, a Recopa, a Liga Europa/Copa da Uefa e a Supercopa Europeia.

Na América do Sul, apenas cinco clubes conseguiram vencer os principais torneios do continente (Copa Libertadores, Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Sul-Americana/Copa Conmebol e Recopa Sul-Americana), além do Mundial de Clubes. São eles: o Boca Juniors-ARG, o Independiente-ARG, o Internacional, o São Paulo e o River Plate-ARG.

Clubes europeus campeões de todos os torneios internacionais possíveis:
Barcelona-ESP
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (3) – 2009, 2011 e 2015
Liga dos Campeões da Europa (5) – 1992, 2006, 2009, 2011 e 2015
Recopa Europeia (4) – 1979, 1982, 1989 e 1997
Copa da Uefa/Liga Europa (3) – 1958, 1960 e 1966
Supercopa Europeia (5) – 1992, 1997, 2009, 2011 e 2015

Bayern Munique-ALE
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (3) – 1976, 2001 e 2013
Liga dos Campeões da Europa (5) – 1974, 1975, 1976, 2001 e 2013
Recopa Europeia (1) – 1967
Copa da Uefa/Liga Europa (1) – 1996
Supercopa Europeia (1) – 2013

Juventus-ITA
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (2) – 1985 e 1996
Liga dos Campeões da Europa (2) – 1985 e 1996
Recopa Europeia (1) – 1984
Copa da Uefa/Liga Europa (3) – 1967, 1990, 1993
Supercopa Europeia (2) – 1984 e 1996

Manchester United-ING
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (2) – 1999 e 2008
Liga dos Campeões da Europa (3) – 1968, 1999 e 2008
Recopa Europeia (4) – 1991
Copa da Uefa/Liga Europa (3) – 2017
Supercopa Europeia (1) – 1991

Ajax-HOL
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (2) – 1972 e 1995
Liga dos Campeões da Europa (4) – 1971, 1972, 1973 e 1995
Recopa Europeia (1) – 1987
Copa da Uefa/Liga Europa (1) – 1992
Supercopa Europeia (3) – 1972, 1973 e 1995

Clubes sul-americanos campeões de todos os torneios internacionais possíveis:

Boca Juniors-ARG
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (3) – 1977, 2000 e 2003
Copa Libertadores (6) – 1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007
Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Conmebol/Copa Sul-Americana (3) – 1989, 2004 e 2005
Recopa Sul-Americana (4) – 1990, 2005, 2006 e 2008

Independiente-ARG
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (2) – 1973 e 1984
Copa Libertadores (7) – 1964, 1965, 1972, 1973, 1974, 1975 e 1984
Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Conmebol/Copa Sul-Americana (3) – 1994, 1995 e 2010
Recopa Sul-Americana (1) – 1995

Internacional

Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (1) – 2006
Copa Libertadores (2) – 2006 e 2010
Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Conmebol/Copa Sul-Americana (1) – 2008
Recopa Sul-Americana (2) – 2007 e 2011

River Plate-ARG
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (1) – 1986
Copa Libertadores (3) – 1986, 1996 e 2015
Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Conmebol/Copa Sul-Americana (2) – 1997 e 2014
Recopa Sul-Americana (2) – 2015 e 2016

São Paulo
Mundial de Clubes/Mundial Interclubes (3) – 1992, 1993 e 2005
Copa Libertadores (3) – 1992, 1993 e 2005
Supercopa Libertadores/Copa Mercosul/Copa Conmebol/Copa Sul-Americana (3) – 1993, 1994 e 2012
Recopa Sul-Americana (2) – 1993 e 1994

 

]]>
40
Daniel Alves pode se tornar o jogador com mais títulos na história http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/05/04/daniel-alves-pode-se-tornar-o-jogador-com-mais-titulos-na-historia/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/05/04/daniel-alves-pode-se-tornar-o-jogador-com-mais-titulos-na-historia/#comments Thu, 04 May 2017 07:00:50 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1561 O lateral direito Daniel Alves foi um dos destaques da Juventus, ontem, na vitória por 2 a 0 sobre o Monaco-FRA, pela partida de ida da semifinal da Liga dos Campeões. O jogador, de 33 anos, deu duas belas assistências para o argentino Gonzalo Higuaín, a primeira de calcanhar. Titular absoluto da seleção brasileira do técnico Tite, Daniel alcançou ainda hoje uma marca importante. Com 142 jogos, superou Roberto Carlos (141) e se tornou o brasileiro com mais jogos em competições europeias (Liga dos Campeões, Liga Europa, Recopa e Supercopa Europeia).

Em grande fase após ser preterido pelo Barcelona, Daniel Alves pode, em breve, se tornar o jogador com mais títulos na história do futebol. Com 32 títulos na carreira, o lateral está próximo de ser campeão italiano. A Juventus, atual pentacampeã, está nove pontos à frente da Roma faltando quatro rodadas para o fim do campeonato. Já no dia 2 de junho, a Juve terá ainda a final da Copa Itália contra a Lazio, atual 4ª colocada no Italiano. Atual bicampeão da Copa, a Juventus não perde para a Lazio há 13 jogos (venceu ainda os últimos dez).

Ainda nessa temporada, Dani Alves pode conquistar a Liga dos Campões pela 4ª vez na história. Campeão com o Barcelona em 2009, 2011 e 2015, o jogador tem a chance agora de vencer com a Juventus, que está invicta na competição e vem com a segunda defesa menos vazada da história – apenas dois gols sofridos 11 jogos – e sem levar gol nos últimos seis jogos. Somente o Milan, em 2003/04, foi melhor – levou 2 gols em 12 jogos. Caso consiga essa proeza, Daniel Alves se tornará o brasileiro com mais títulos na competição, deixando Roberto Carlos e Sávio (três vezes campeão cada) para trás.

Se tudo der certo para o Daniel Alves e a Juventus conquistar a tríplice coroa na temporada, o brasileiro chegará à marca 35 títulos na carreira, ficando a apenas um de empatar com o maior campeão da história, o galês Ryan Giggs, 36 vezes campeão. Hoje, com 32 títulos, Daniel Alves está empatado com Iniesta e atrás, além de Giggs,de outro lateral brasileiro, Maxwell, que tem 34 títulos, e o ex-goleiro portugês Vítor Baia (33 vezes campeão).  Maxwell, aliás, pode ainda ser campeão da Copa da França (dia 27 tem a final contra o Angers). Ibrahimovic e Messi (com 30 títulos cada), também estão entre os maiores campeões em atividade.

Com a grande chance de ser campeão italiano ou da Copa da Itália, Daniel Alves poderá disputar a Supercopa da Itália (jogo único) no início da temporada 2017/18. E, se vencer a Liga dos Campões, poderá ainda em 2017 jogar a Supercopa Europeia (também em jogo único) e o Mundial de Clubes da Fifa. Como ainda tem a provável final contra o Real Madrid, a possibilidade de ganhar a Liga dos Campões, a Supercopa Europeia e o Mundial de Clubes é mais complicada, mas não impossível, ainda mais pela forma como time vem jogando e passou, principalmente, pelo Barcelona (3 x 0 em casa e 0 x 0 no Camp Nou).

Campeão Mundial Sub-20 em 2003, Daniel Alves é o único na lista dos principais campeões com títulos pela seleção principal (ganhou duas vezes a Copa das Confederações e uma vez a Copa América). O jogador, no entanto, ainda não tem no vitorioso currículo o principal título, a Copa do Mundo, a qual disputou em 2010 e 2014.

Jogadores com mais títulos na história do futebol

35 – Ryan Giggs (atacante, País de Gales)
1 Mundial de Clubes (1999)
1 Mundial de Clubes da Fifa (2008)
2 Liga dos Campões da Europa (1999 e 2008)
1 Recopa Europeia (1991)
1 Supercopa Europeia (1991)
13 Campeonato Inglês (1993, 1994, 1996, 1997, 1999, 2000, 2001, 2003, 2007, 2008, 2009, 2011 e 2013)
4 Copas da Inglaterra (1994, 1996, 1999 e 2004)
4 Copa da Liga Inglesa (1992, 2006, 2009 e 2010)
9 Supercopa da Inglaterra (1993, 1994, 1996, 1997, 2003, 2007, 2008, 2010 e 2013)
Todos pelo Manchester United-ING

34 – Maxwell (lateral-esquerdo, Brasil)
2 Mundial de Clubes da Fifa (2009 e 2011)*
1 Liga dos Campões da Europa (2011)*
2 Supercopa Europeia (2009 e 2011)*
2 Campeonato Espanhol (2010 e 2011)*
3 Supercopa Espanhola (2009, 2010 e 2011)*
2 Campeonato Holandês (2002 e 2004)**
2 Copa da Holanda (2002 e 2006)**
2 Supercopa Holandesa (2002 e 2005)**
3 Campeonato Italiano (2007, 2008 e 2009)***
1 Supercopa Italiana (2008)***
4 Campeonato Francês (2013, 2014, 2015 e 2016)****
2 Copa da França (2015 e 2016)****
4 Copa da Liga da França (2014, 2015, 2016 e 2017)****
4 Supercopa Francesa (2013, 2014, 2015 e 2016)****
* Barcelona-ESP; ** Ajax-HOL; *** Internazionale-ITA; **** Paris Saint-Germain-FRA

33 – Vítor Baia (goleiro, Portugal)
1 Mundial Interclubes (2004)*
1 Liga dos Campões da Europa (2004)*
1 Copa da Uefa (2003)*
1 Recopa Europeia (1997)*
1 Supercopa Europeia (1997)*
10 Campeonato Português (1990, 1992, 1993, 1995, 1996, 1999, 2003, 2004, 2006 e 2007)*
5 Copa de Portugal (1991, 1994, 2000, 2003 e 2006)*
9 Supercopa Portuguesa (1991, 1992, 1994, 1996, 2000, 2001, 2003, 2004 e 2006)*
1 Campeonato Espanhol (1998)**
1 Copa do Rei da Espanha (1997 e 1998)**
1 Supercopa Espanhola (1996)**
* Porto-POR; ** Barcelona-ESP

32 – Daniel Alves (lateral direito, Brasil)
2 Copa das Confederações (2009 e 2013)*
1 Copa América (2007)*
3 Mundial de Clubes da Fifa (2009, 2011 e 2015)**
3 Liga dos Campões da Europa (2009, 2011 e 2015)**
4 Supercopa Europeia (2006***, 2009, 2011 e 2015**)
6 Campeonato Espanhol (2009, 2010, 2011, 2013, 2015 e 2016)**
5 Copa do Rei da Espanha (2007***, 2009, 2012, 2015 e 2016)**
5 Supercopa Espanhola (2007***, 2009, 2010, 2011 e 2013**)
2 Copa da Uefa (2006 e 2007)***
1 Copa Nordeste (2002)****
* Seleção brasileira; ** Barcelona-ESP; *** Sevilla-ESP; **** Bahia

32 – Iniesta (meia, Espanha)
31 – Kenny Dalglish (atacante, Escócia)
30 – Ibrahimovic (atacante, Suécia)
30 – Pelé (meia-atacante, Brasil)
30 – Messi (atacante, Argentina)
28 – Xavi (volante, Espanha)
28 – Paul Scholes (meia, Inglaterra)

 

]]>
14
Faltam 188 gols oficiais para Messi superar Pelé http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/16/faltam-188-gols-oficiais-para-messi-superar-pele/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/04/16/faltam-188-gols-oficiais-para-messi-superar-pele/#comments Sun, 16 Apr 2017 07:00:16 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1516 Autor de dois gols na vitória do Barcelona sobre o Real Sociedad, por 3 x 2, ontem, Messi chegou a marca de 498 gols oficiais pelo clube catalão. Maior artilheiro da história do Campeonato Espanhol com 341 gols, o argentino tem também 94 gols pela Liga dos Campeões (onde é o 2º maior artilheiro, atrás de Cristiano Ronaldo, que marcou 98 gols), 43 pela Copa do Rei da Espanha, 12 pela Supercopa Espanhola, 5 pelo Mundial de Clubes e 3 pela Supercopa Europeia.

Maior artilheiro da história do Barcelona, com esses 498 gols, Messi tem também 58 gols pela seleção argentina, onde também é o maior goleador de todos os tempos. Assim, o atacante, prestes a completar 30 anos, soma em sua carreira profissional, desde 2004, 556 gols em 692 jogos.

Pelé, em sua carreira, contando apenas jogos oficiais, marcou 743 gols em 818 jogos. Quando completou 30 anos, Pelé tinha 635 gols em 578 jogos. Ou seja, 79 gols a mais do que Messi com 114 jogos a menos. Dos 30 aos 37 anos, Pelé fez mais 108 gols, totalizando seus 743 gols oficiais. Para alcançar Pelé, Messi precisará marcar então mais 188 gols oficiais. Se jogar até os 37 anos, como Pelé, Messi terá ainda mais oito temporadas pela frente para tentar chegar a essa marca.

Nas primeiras seis temporadas de cada, Pelé marcou sempre mais gols por ano. No total, nesses seis primeiros anos de cada (dos 17 aos 22 anos), Pelé teve um início muito mais arrasador. Foram 316 gols contra apenas 110 de Messi. Dos 23 aos 30 anos, porém, Messi marcou mais gols. Foram 446 gols do argentino contra 321 gols de Pelé nesse período.

Em 2016, em sua 13ª temporada, Messi teve uma média de gols de 0,95 por partida. Pelé, também em sua 13ª temporada, teve média de 0,90. Agora, em 2017, está em 0,92 por jogo contra 0,43 de Pelé em 1970.

Em suas últimas sete temporadas, Messi marcou em média 60 gols pelo Barcelona e seleção argentina por ano. Só em 2017, foram 23 gols em apenas 25 jogos. Se conseguir marcar mais 23 gols esse ano e, em média, mais 23 gols por temporada, até 2024, Messi poderá superar Pelé. Seria quase 1/3 da sua média de gols nessas últimas sete temporadas. Resta saber, porém, se Messi vai jogar até os 37 anos, como Pelé, e se vai conseguir atingir essa meta de gols até 2024. Pelé, em suas últimas sete temporadas, teve uma média de 15 gols por ano entre Santos, seleção brasileira e Cosmos-EUA.

Jogos e gols oficiais de Pelé ano a ano (Santos, Seleção Brasileira e Cosmos-EUA)

Pelé Ano Jogos Gols Média
1ª temp. 1957 26 24 0,92
2ª temp. 1958 53 75 1,42
3ª temp. 1959 49 63 1,29
4ª temp. 1960 42 38 0,90
5ª temp. 1961 38 62 1,63
6ª temp. 1962 40 54 1,35
7ª temp. 1963 44 52 1,18
8ª temp. 1964 38 54 1,42
9º temp. 1965 53 72 1,36
10ª temp. 1966 28 19 0,68
11ª temp. 1967 32 24 0,75
12ª temp. 1968 48 34 0,71
13ª temp. 1969 52 47 0,90
14ª temp. 1970 44 19 0,43
15ª temp. 1971 42 8 0,19
16ª temp. 1972 37 14 0,38
17ª temp. 1973 40 25 0,63
18ª temp. 1974 36 16 0,44
19ª temp. 1975 14 7 0,50
20ª temp. 1976 30 19 0,63
21ª temp. 1977 32 17 0,53

 

Jogos e gols oficiais de Messi ano a ano (Barcelona e Seleção Argentina)

Messi Ano Jogos Gols Média
1ª temp. 2004 7 0 0
2ª temp. 2005 21 3 0,14
3ª temp. 2006 33 13 0,39
4ª temp. 2007 55 31 0,56
5ª temp. 2008 48 22 0,46
6ª temp. 2009 65 41 0,63
7ª temp. 2010 63 60 0,95
8ª temp. 2011 70 59 0,84
9º temp. 2012 69 91 1,32
10ª temp. 2013 47 45 0,96
11ª temp. 2014 66 58 0,88
12ª temp. 2015 61 51 0,84
13ª temp. 2016 62 59 0,95
14ª temp. 2017 25 23 0,92

 

]]>
129
Juventus-ITA: melhor campanha entre os oito finalistas da Liga dos Campeões http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/03/15/juventus-ita-melhor-campanha-entre-os-oito-finalistas-da-liga-dos-campeoes/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/03/15/juventus-ita-melhor-campanha-entre-os-oito-finalistas-da-liga-dos-campeoes/#respond Wed, 15 Mar 2017 23:26:35 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1464 Depois oito emocionantes confrontos de mata-matas nas oitavas de final e 62 gols marcados (média de 3,88 por partida) a Liga dos Campeões da Europa conheceu hoje seus oito times que vão disputar as quartas de final da edição de 2016/17. Como nos últimos três anos, o trio espanhol (Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madri) e o Bayern Munique-ALE estão novamente entre os oito finalistas. Juventus-ITA, Leicester-ING, Monaco-FRA e Borussia Dortmund-ALE completam a lista.

Até aqui, a Juventus e o Real Madrid chegam como os únicos invictos às quartas de final. E o time italiano, comandado por Massimiliano Allegri, vem com a melhor campanha entre os oito clubes que ainda lutam pelo título. Em oito jogos, a equipe de Turim venceu seis e empatou duas. Além disso, o time italiano, do experiente goleiro Buffon, tem a melhor defesa da competição com apenas dois gols sofridos em oito jogos.

O Atlético de Madri, do técnico Simeone, que vai às quartas de final pela quarta temporada consecutiva (foi vice-campeão em 2014 e 2016), fez a segunda melhor campanha com seis vitórias, um empate e uma derrota. Além disso, tem a segunda melhor defesa com apenas quatro gols sofridos. Por outro lado, o Monaco, que despachou o favorito Manchester City, do técnico Pep Guardiola (fora de uma semifinal pela primeira vez em oito edições), tem a pior campanha com quatro vitórias, dois empates e duas derrotas. Já o Leicester, único representante da Inglaterra e que chega às quartas em sua estreia na competição, tem a segunda pior campanha e o pior ataque (apenas 10 gols em 8 jogos). Já o Barcelona, com os 6 gols que marcou na incrível goleada sobre o PSG (6 x 1) passou a ter o melhor ataque com 26 gols, superando Borussia Dortmund (25), Bayern Munique (24) e Real Madrid (22).

Campanha dos oito finalistas da Liga dos Campeões 2016/17:

Clube PG V E D GP GC Saldo
Juventus 20 6 2 0 14 2 12
Atlético de Madri 19 6 1 1 11 4 7
Barcelona 18 6 0 2 26 9 17
Bayern Munique 18 6 0 2 24 8 16
Real Madrid 18 5 3 0 22 12 10
Borussia Dortmund 17 5 2 1 25 10 15
Leicester 16 5 1 2 10 8 2
Monaco 14 4 2 2 15 13 2

 

Brasileiros
Dos oito clubes que sobraram na Champions League, Real Madrid e Monaco são os clubes com mais jogadores brasileiros no elenco (4), seguido por Barcelona e Juventus(3), e Bayern Munique e Atlético de Madri (2) Apenas  Borussia Dortmund e Leicester não contam com brasileiros no time.
Real Madrid-ESP: Marcelo* (lateral-esquerdo), Danilo (lateral-direito), Casemiro* (volante), Pepe** (zagueiro)
Monaco-FRA: Fabinho* (lateral-direito/volante), Jemerson* (zagueiro), Jorge (lateral-esquerdo) e Boschillia (meia)
Barcelona-ESP: Neymar* (atacante), Rafinha (meia) e Marlon (zagueiro)
Juventus-ITA: Neto (goleiro), Daniel Alves* (lateral-direito/meia) e Alex Sandro* (lateral-esquerdo)
Bayern Munique-ALE: Douglas Costa* (atacante) e Rafinha (lateral-direito)
Atlético de Madri-ESP: Filipe Luís* (lateral-esquerdo)
Borussia Dortmund-ALE:
Leicester-ING:

* Titulares
** Naturalizado português

Elencos mais valiosos
De acordo com o site alemão Transfermarkt, especializado em valores de mercado de clubes e jogadores, o Real Madrid, atual campeão da Liga dos Campeões, é o clube com o elenco mais valioso entre os oito finalistas da edição de 2016/17, seguido pelo rival Barcelona. O Manchester City-ING, que no início da competição tinha o quarto elenco mais valioso, atrás do Bayern Munique, foi eliminado hoje pelo Monaco, curiosamente o time que tem o elenco menos valioso entre os oito finalistas.

1º – Real Madrid-ESP (766,8 milhões de euros)
2º – Barcelona-ESP (753,5 milhões de euros)
3º – Bayern Munique-ALE (556,15 milhões de euros)
4º – Atlético de Madri-ESP (497,5 milhões de euros)
5º – Juventus-ITA (447,8 milhões de euros)
6º – Borussia Dortmund-ALE (378,4 milhões de euros)
7º – Leicester-ING (205,3 milhões de euros)
8º – Monaco-FRA (197,8 milhões de euros)

Quem mais chegou às quartas de final
Desde que a antiga Copa dos Campeões passou a ser chamada de Liga dos Campeões, na temporada 1992/93, o Barcelona foi o time que mais vezes chegou às quartas de final (x vezes). Entre os oito finalistas da atual edição, o Leicester, que faz sua estreia na competição, é o único que alcança essa fase pela primeira vez também.

1º Barcelona (em 22 participações chegou 16 vezes às quartas – classificou-se em 11 e foi campeão 4 vezes)
2º Bayern Munique (em 21 participações chegou 16 vezes às quartas – classificou-se em 10 e foi campeão 2 vezes)
3º Real Madrid (em 22 participações chegou 15 vezes às quartas – classificou-se em 11 e foi campeão 5 vezes)
4º Juventus (em 18 participações chegou 10 vezes às quartas – classificou-se em 6 e foi campeão 1 vez)
5º Borussia Dortmund (em 12 participações chegou 6 vezes às quartas – classificou-se em 3 e foi campeão 1 vez)
6º Atlético de Madri (em 8 participações chegou 5 vezes às quartas – classificou-se em 2 e foi vice-campeão 2 vezes)
6º Monaco (em 8 participações chegou 5 vezes às quartas – classificou-se em 3 e foi vice-campeão 1 vez)
8º Leicester (em 1 participação chegou 1 vez às quartas)

]]>
0
Neymar: 5º brasileiro com mais gols na Liga dos Campeões http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/03/08/neymar-5o-brasileiro-com-mais-gols-na-liga-dos-campeoes/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/03/08/neymar-5o-brasileiro-com-mais-gols-na-liga-dos-campeoes/#comments Wed, 08 Mar 2017 22:43:47 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1454 O atacante Neymar foi um dos heróis da histórica virada do Barcelona sobre o PSG, hoje, nas oitavas de final da Liga dos Campeões. Autor de dois gols (aos 43 e aos 45 do segundo tempo), uma assistência, o camisa 11 do Barça ainda sofreu um pênalti na goleada de 6 x 1 sobre o time francês, que colocou o time espanhol nas quartas de final.

Líder em assistências na atual edição da Champions League (com 7), Neymar marcou seu quarto gol na competição e o segundo de falta. Agora, já soma cinco com a camisa do clube catalão. No Barcelona desde 2013, Neymar já soma agora 21 gols na Liga dos Campeões. Campeão e artilheiro em 2015, com 10 gols, Neymar fez 4 gols na edição 2013/14, mais 3 gols na edição 2015/16 e agora outros 4 gols na atual edição (2016/17).

Com isso, deixou mais um brasileiro para trás na na lista dos maiores artilheiros da competição – Luiz Adriano, autor de 20 gols. Agora, Neymar está atrás apenas de Kaká (30 gols), Rivaldo (27), Jardel (25) e Élber (24).

Pelo Barcelona, Neymar chegou agora a 99 gols e igualou Pedro, hoje no Chelsea, na 18ª colocação dos maiores artilheiros da história do clube. Entre os brasileiros, apenas Evaristo de Macedo (105 gols e 16º colocado) e Rivaldo (130 gols e 4º colocado), fizeram mais gols pelo Barça.

Brasileiros com mais gols na história da Liga dos Campeões:
1º Kaká (30 gols em 86 jogos)
2º Rivaldo (27 gols em 73 jogos)
3º Jardel (25 gols em 46 jogos)
4º Élber (24 gols em 69 jogos)
5º Neymar (21 gols em 38 jogos)
6º Luiz Adriano (20 gols em 41 jogos)
7º Juninho Pernambucano (18 gols em 58 jogos)
Ronaldinho Gaúcho (18 gols em 47 jogos)
9º Hulk (17 gols em 50 jogos)
10º Romário (16 gols em 26 jogos)
11º Roberto Carlos (15 gols em 120 jogos)
12º Ronaldo (14 gols em 40 jogos)
Adriano (14 gols em 27 jogos)
14º Sonny Anderson (13 gols em 29 jogos)
Deco (13 gols em 75 jogos)
Willian (13 gols em 56 jogos)

]]>
3
Messi e Suárez e as melhores duplas de ataque da Europa http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/02/09/messi-e-suarez-e-as-melhores-duplas-de-ataque-da-europa/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/02/09/messi-e-suarez-e-as-melhores-duplas-de-ataque-da-europa/#comments Thu, 09 Feb 2017 17:50:03 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1387 Artilheiros do Campeonato Espanhol com 16 gols cada, Luis Suárez e Lionel Messi, do Barcelona, formam a dupla de ataque com mais gols na temporada 2016/17 do futebol europeu, entre as principais ligas. O argentino Messi, em 31 jogos na temporada, por todas as competições (Espanhol, Copa do Rei da Espanha, Liga dos Campeões e Supercopa Espanhola), marcou 31 gols. O uruguaio Suárez, também em 31 jogos disputados, anotou 23 gols. Juntos, os sul-americanos têm então 54 gols. Na temporada anterior (2015/16), os dois marcaram juntos exatos 100 gols (59 de Suárez e 41 de Messi).

Depois dos atacantes do Barça, a dupla com mais gols até aqui na temporada europeia é a do Paris Saint-Germain, Cavani-Lucas. O uruguaio fez até aqui 31 gols (maior artilheiro da Europa ao lado de Messi), enquanto o brasileiro Lucas tem 14 – sua temporada com mais gols na França. Na terceira posição entre as melhores duplas está a do Real Madrid (Cristiano Ronaldo e Benzema), com 32 gols, 22 a menos do que a do Barcelona.

Duplas de ataques com mais gols na temporada 2016/17 da Europa:
1º Messi e Suárez (Barcelona) – 54 gols (31+23)
2º Cavani e Lucas (PSG) – 45 gols (31+14)
3º Cristiano Ronaldo e Benzema (Real Madrid) – 32 gols (20+12)
4º Alexis Sánchez e Walcott (Arsenal) – 31 gols (17+14)
5º Falcao e Lema (Monaco) – 30 gols (20+10)
Mertens e Callejón (Napoli) – 30 gols (20+10)
Dzeko e El Shaarawy (Roma) – 30 gols (24+6)
Lewandowski e Robben (Bayern Munique) – 30 gols (23+7)
9º Lacazette e Cornet (Lyon) – 27 gols (22+5)
Kane e Son (Tottenham) – 27 gols (16+11)
Higuaín e Dybala (Juventus) – 27 gols (19+8)
12º Aubameyang e Dembelé (Borussia Dortmund) – 26 gols (21+5)
13º Agüero e Sterling (Man. City) – 25 gols (18+7)
Ibrahimovic e Rooney (Man. United) – 25 gols (20+5)
Vietto e Ben Yedder (Sevilla) – 25 gols (10+15)
Diego Costa e Hazard (Chelsea) – 25 gols (15+10)
Balotelli e Pléa (Nice) – 25 gols (11+14)
Jonas e Mitroglou (Benfica) – 25 gols (9+16)
19º Griezmann e Gameiro (Atlético de Madri) – 24 gols (15+9)
20º André Silva e Corona (Porto) – 22 gols (17+5)

]]>
1
A estreia das grandes promessas brasileiras na Europa http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/21/a-estreia-das-grandes-promessas-brasileiras-na-europa/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/21/a-estreia-das-grandes-promessas-brasileiras-na-europa/#respond Sat, 21 Jan 2017 07:00:29 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1330 O atacante Gabriel Jesus, de apenas 19 anos, deverá fazer sua estreia pelo Manchester City, hoje, na partida contra o Tottenham, pelo Campeonato Inglês. Vendido pelo Palmeiras em agosto de 2016 por cerca de 32 milhões de euros, Gabriel Jesus foi o terceiro jogador mais caro a ser vendido por um clube brasileiro na história, atrás apenas de Neymar (88,2 milhões de euros, em 2013) e Lucas Moura (40 milhões de euros em 2012).

Com apenas 19 anos, Gabriel Jesus é uma das grandes estrelas do futebol brasileiro a estrear oficialmente em grandes clubes da Europa com menos de 20 anos. Entre as maiores transferências e também entre os principais jogadores que deixaram o país para os grandes clubes do Velho Continente, apenas Alexandre Pato e Ronaldo (18 anos cada), eram mais novos do que Gabriel Jesus. Ronaldo, porém, foi para o PSV Eindhoven, da Holanda, numa liga que está abaixo das mais fortes da Europa.

Pato, aliás, foi um dos poucos desses jogadores que estreou como titular (e ainda marcando gol). Além dele, apenas Kaká, Lucas Moura, Denílson, Ronaldo e Rivaldo também estrearam como titulares. Outros, como Neymar, Robinho, Romário, Ronaldinho Gaúcho começaram como reservas.

Nos anos 80, o principais jogadores do país foram para a Europa com idade mais avançadas do que essa geração atual ou ainda a dos anos 90 e início dos anos 2000. Falcão tinha 27 anos quando deixou o Internacional para defender a Roma-ITA. Zico tinha 30 anos quando trocou o Flamengo pela Udinese-ITA. Assim como Sócrates, que saiu do Corinthians para a Fiorentina, e Júnior, lateral esquerdo, que foi do Flamengo para o Torino-ITA. Roberto Dinamite foi do Vasco para o Barcelona aos 25 anos, mas ficou apenas um ano lá (17 jogos e 8 gols). Com a mesma idade Renato Gaúcho foi do Flamengo para a Roma. Toninho Cerezo tinha 28 anos quando trocou o Atlético-MG pela Roma. Careca, ex-São Paulo, foi para o Napoli-ITA aos 26 anos. Müller, também do São Paulo, foi para o Torino-ITA com 22 anos. E Casagrande saiu do Corinthians para o Porto aos 23 anos. Já nos anos 90, Raí foi do São Paulo para o PSG aos 28 anos.

Relembre quando as grandes promessas do futebol estrearam na Europa em jogos oficiais (as dez vendas mais caras e outras estrelas que foram para o Velho Continente recentemente):
Mais caros:
Neymar (18/8/2013, aos 21 anos)
Do Santos para o Barcelona-ESP por 88,2 milhões de euros
Estreia: Barcelona 7 x 0 Levante, Camp. Espanhol (entrou aos 18 min do 2º tempo). Em sua apresentação, Neymar foi recepcionado por 56 mil pessoas no Camp Nou. Fez três amistosos e um gol antes da estreia oficial, onde teve apresentação discreta na goleada por 7 x 0. Virou titular em sua primeira temporada.

Lucas Moura (11/1/2013, aos 20 anos)
Do São Paulo para o Paris Saint-Germain-FRA por 40 milhões de euros
Estreia: Paris Saint-Germain 0 x 0 Ajaccio, Camp. Francês (foi substituído aos 39 do 2º tempo). Titular na estreia, foi aplaudido pela torcida. Teve problemas de adaptação no primeiro ano, não brilhou tanto. Mas depois ganhou espaço e teve contrato renovado.

Gabriel Jesus (21/1/2017, aos 19 anos)
Do Palmeiras para o Manchester City-ING por 32 milhões de euros
Provável estreia*: Manchester City x Tottenham, Camp. Inglês (não confirmado ainda)

Oscar (19/8/2012, aos 20 anos)
Do Internacional para o Chelsea-ING por 31,9 milhões de euros
Estreia: Wigan 0 x 2 Chelsea, Camp. Inglês (entrou aos 19 do 2º tempo). Substituiu Hazard na estreia, fez uma boa apresentação e logo depois virou titular da equipe. Perdeu espaço após a 5ª temporada pelo clube.

Denílson (29/8/1998, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Betis-ESP por 31,5 milhões de euros
Estreia: Alavés 0 x 0 Betis, Camp. Espanhol (jogos os 90 minutos). Venda mais cara do futebol brasileiro na época, Denílson teve uma estreia discreta. Assim como sua passagem pelo pequeno Betis.

Gabriel “Gabigol” (25/9/2016, aos 20 anos)
Do Santos para a Internazionale-ITA por 29,5 milhões de euros
Estreia: Internazionale 1 x 1 Bologna, Camp. Italiano (entrou aos 29 do 2º tempo). Não brilhou na estreia e não agradou o técnico Frank de Boer e, depois, seu substituto Stefano Pioli. Ainda briga para conquistar mais espaço na equipe. Foi titular pela primeira vez três meses depois, mas num jogo da Copa Itália.

Bernardo (31/8/2013, aos 20 anos)
Do Atlético-MG para a Shakhtar Donetsk-UCR por 25 milhões de euros
Estreia: Shakhtar Donetsk 1 x 1 Metalist, Camp. Ucraniano (entrou aos 27 do 2º tempo). Depois de conquistar a Libertadores e a Copa das Confederações, foi para a Ucrânia como grande promessa. Mas ainda não vingou por lá. Outros brasileiros, como Marlos, Taison, Fred destacaram-se mais desde então.

Robinho (28/8/2005, aos 21 anos)
Do Santos para o Real Madrid-ESP por 24 milhões de euros
Estreia: Cádiz 1 x 2 Real Madrid, Camp. Espanhol (entrou aos 20 do 2º tempo). Grande esperança do futebol brasileiro, Robinho era tido como favorito ao prêmio de melhor no mundo caso repetisse o sucesso que teve no Santos lá no Real Madrid, onde vestiu a camisa 10. Teve uma estreia promissora, deu chapéu, mas depois demorou para virar titular. Não brilhou como esperavam, mas também não foi um fiasco total.

Alexandre Pato (13/1/2008, aos 18 anos)
Do Internacional para o Milan-ITA por 22 milhões de euros
Estreia: Milan 5 x 2 Napoli, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos e fez um gol). Contratado com apenas 17 anos, precisou esperar completar 18 para poder fazer sua estreia oficial. Em alta, começou como titular, fez gol e tinha um futuro promissor pela frente. Porém, depois de três temporadas, perdeu espaço.

Geovanni (21/8/2001, aos 21 anos)
Do Cruzeiro para o Barcelona-ESP por 21 milhões de euros
Estreia: Barcelona 1 x 0 Wisla Kraków-POL, Liga dos Campeões (entrou aos 33 min do 2º tempo). Destaque do Cruzeiro, foi muito bem vendido ao Barcelona. Mas não vingou por lá. Fez apenas 43 jogos (16 como titular) e depois emprestado e vendido ao Benfica-POR.

Outros:
Ronaldo
(28/4/1994, aos 18 anos)
Do Cruzeiro para o PSV Eindhoven-HOL por 5,4 milhões de euros
Estreia: Vitesse 2 x 4 PSV, Camp. Holandês (foi substituído aos 41 do 2º tempo; fez um gol). Chegou ao clube holandês depois de jogar a Copa do Mundo. Brilhou por lá e depois de duas temporadas foi vendido ao Barcelona por 15 milhões de euros, onde estreou um mês antes de completar 20 anos.

Romário (29/10/1988, aos 22 anos)
Do Vasco para o PSV Eindhoven-HOL por cerca de 3 milhões de euros
Estreia: PSV 3 x 0 Twente, Camp. Holandês (entrou aos 11 min do 2º tempo). Chegou ao PSV após as Olimpíadas de 1988. Destaque do time, foi vendido ao Barcelona por 12 milhões de euros cinco anos depois, onde estreou aos 27 anos.

Ronaldinho Gaúcho (4/8/2001, aos 21 anos)
Do Grêmio para o Paris Saint-Germain-FRA por 5,1 milhões de euros
Estreia: PSG 1 x 1 Auxerre, Camp. Francês (entrou aos 30 min do 2º tempo). Encantou os franceses na estreia e depois na primeira temporada. Foi vendido ao Barcelona dois anos depois por 32,3 milhões de euros, onde estreou com 23 anos.

Kaká (1/9/2003, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Milan-ITA por 8,3 milhões de euros
Estreia: Ancona 0 x 2 Milan, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos). Começou como titular e não perdeu o posto na primeira temporada. Conquistou a torcida e brilhou na equipe, onde foi eleito o melhor jogador do mundo em 2007.

Rivaldo (1/9/2003, aos 24 anos)
Do Palmeiras para o La Coruña-ESP por 12 milhões de euros
Estreia: La Coruña 1 x 1 Real Madrid, Camp. Espanhol (jogou os 90 minutos). Começou como titular já no jogo contra o Real, virou destaque da equipe e um ano depois foi para o Barcelona por 23,5 milhões de euros, onde estreou com 25 anos e depois foi eleito o melhor jogador do mundo.

 Mais posts do Futebol em Números:
Vices do Brasileirão têm retrospecto melhor na Libertadores
Atacante Jô pode ter companhia de mais uma estrela em sua carreira
Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa
Felipe Melo ou Fernandinho: quem leva mais cartões?
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians

]]>
0
Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/18/os-brasileiros-com-mais-gols-pelos-grandes-clubes-da-europa/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/18/os-brasileiros-com-mais-gols-pelos-grandes-clubes-da-europa/#comments Wed, 18 Jan 2017 07:01:26 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1305 No último final de semana o atacante Jonas se tornou o brasileiro com mais gols na história do Benfica. Artilheiro do Campeonato Português da última temporada (2015/16), Jonas tem agora 72 gols e deixou para trás Isaías, centroavante que se destacou por lá no início da década de 1990.

No Europa, Jonas também teve um bom desempenho pelo Valencia-ESP, onde marcou 51 gols e é o segundo brasileiro com mais gols, atrás apenas do lendário Waldo, que anotou 160 gols e é o segundo maior artilheiro de todos os tempos do clube.

Waldo, aliás, é um dos brasileiros com mais gols por um único clube na Europa. Apenas Liédson (Sporting, 172 gols), Jardel (Porto, 168 gols) e Mazzola (Milan, 161 gols), conseguiram marcar mais gols em um só clube.

Atualmente, são poucos os jogadores que atuam nas equipes que ainda brigam por um lugar de destaque nas artilharias históricas dos clubes. No Barcelona, Neymar ocupa a 22ª colocação e tem tudo para, em breve, ser o segundo brasileiro com mais gols. Para superar Rivaldo, autor de 130 gols, Neymar precisa ainda de mais 38 gols.

Na Inglaterra, Philippe Coutinho (Liverpool), Diego Costa (Chelsea) e Fernandinho (Manchester City), estão entre os brasileiros com mais gols por cada clube. Porém, ainda com números baixos. Na França, Lucas (PSG) e Fabinho (Monaco), figuram entre os três brasileiros com mais gols.

Brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa

Espanha
Barcelona
Rivaldo (1997-2002) – 130 gols. É o 5º maior do clube.
Evaristo de Macedo (1957-1962) – 105 gols. É o 15º maior do clube.
Ronaldinho Gaúcho (2003-2008) – 97 gols. É o 19º maior do clube.
Neymar (2013-2016) – 92 gols. É o 22º maior do clube.

Real Madrid
Ronaldo (2002-2007) – 104 gols. É o 17º maior do clube
Roberto Carlos (1996-2007) – 69 gols. É o 33º maior do clube.
Robinho (2005-2009) – 35 gols. É o 52º maior do clube.

Atlético de Madrid
Diego Costa (2010-2014) – 64 gols. É o 21º maior do clube
Baltazar (1988-1991) – 61 gols. É o 26º maior do clube
Leivinha (1975-1979) – 43 gols. É o 39º maior do clube

Sevilla
Luis Fabiano (2005-2011) – 106 gols. É o 4º maior do clube
Júlio Baptista (2003-2005) – 50 gols. É o 17º maior do clube
Renato (2004-2011) – 39 gols. É o 29º maior do clube

Valencia
Waldo (1961-1970) – 160 gols. É o 2º maior do clube
Jonas (2010-2014) – 51 gols. É o 28º maior do clube
Walter Marciano (1957-1961) – 27 gols. É o 56º maior do clube

Portugal
Benfica
Jonas (2014-2017) – 72 gols. É o 29º maior do clube
Isaías (1990-1995) – 71 gols. É o 31º maior do clube
Lima (2012-2015) – 70 gols. É o 32º maior do clube

Porto
Jardel (1996-2000) – 168 gols. É o 3º maior do clube
Hulk (2008-2012) – 78 gols. É o 16º maior do clube
Djalma (1966-1969) – 62 gols. É o 24º maior do clube

Sporting
Liédson (2003-2011) – 172 gols. É o 6º maior do clube
Jardel (2001-2003) – 67 gols. É o 23º maior do clube
Fernando Puglia (1959-1961) – 59 gols. É o 29º maior do clube

Alemanha
Bayern Munique
Élber (1997-2003) – 139 gols. É o 6º maior do clube
Paulo Sérgio (1999-2002) – 35 gols. É o 43º maior do clube
Zé Roberto (2002-2009) – 20 gols. É o 63º maior do clube

Borussia Dortmund
Ewerton (2001-2005) – 54 gols. É o 24º maior do clube
Amoroso (2001-2004) – 41 gols. É o 35º maior do clube

Inglaterra
Liverpool
Philippe Coutinho (2013-2017) – 34 gols. É o 85º maior do clube
Roberto Firmino (2015-2017) – 18 gols. É o 140º maior do clube
Lucas Leiva (2007-2017) – 6 gols. É o 237º maior do clube

Manchester United
Anderson (2007-2015) – 9 gols. É o 198º maior do clube
Rafael da Silva (2008-2015) – 5 gols. É o 260º maior do clube
Fábio da Silva (2008-2013) – 3 gols. É o 321º maior do clube

Chelsea
Diego Costa (2014-2017) – 51 gols. É o 36º maior do clube
Oscar (2012-2017) – 38 gols. É o 59º maior do clube
Ramires (2010-2016) – 34 gols. É o 69º maior do clube

Arsenal
Gilberto Silva (2002-2008) – 24 gols. É o 104º maior do clube
Edu (2000-2005) – 15 gols. É o 151º maior do clube
Denílson (2006-2010) – 11 gols. É o 190º maior do clube

Manchester City
Elano (2007-2008) – 18 gols. É o 44º maior do clube
Robinho (2008-2009) – 16 gols. É o 51º maior do clube
Fernandinho (2013-2017) – 16 gols. É o 51º maior do clube

França
Paris Saint-Germain
Raí (1993-1998) – 62 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2010-2012) – 48 gols. É o 12º maior do clube
Lucas (2013-2017) – 37 gols. É o 15º maior do clube

Lyon
Juninho Pernambucano (2001-2009) – 100 gols. É o 5º maior do clube
Sonny Anderson (1999-2003) – 88 gols. É o 7º maior do clube
Fred (2005-2009) – 43 gols. É o 15º maior do clube

Monaco
Sonny Anderson (1993-1997) – 59 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2007-2010) – 20 gols. É o 40º maior do clube
Fabinho (2013-2017) – 18 gols. É o 43º maior do clube

Itália
Juventus
Mazzola (1972-1976) – 37 gols. É o 44º maior do clube
Amauri (2008-2012) – 24 gols. É o 85º maior do clube
Pedro Sernagiotto (1931-1934) – 16 gols. É o 117º maior do clube

Milan
Mazzola (1958-1965) – 161 gols. É o 4º maior do clube
Kaká (2003-2014) – 104 gols. É o 9º maior do clube
Alexandre Pato (2007-2012) – 63 gols. É o 22º maior do clube

Internazionale
Adriano (2001-2009) – 74 gols. É o 18º maior do clube
Jair da Costa (1962-1972) – 69 gols. É o 23º maior do clube
Ronaldo (1997-2002) – 59 gols. É o 26º maior do clube

Napoli
Mazzola (1965-1972) – 97 gols. É o 6º maior do clube
Careca (1987-1993) – 96 gols. É o 7º maior do clube
Cané (1962-1969) – 70 gols. É o 10º maior do clube
Luís Vinício (1955-1960) – 70 gols. É o 10º maior do clube

Roma
Dino da Costa (1955-1961) – 79 gols. É o 9º maior do clube
Mancini (2003-2008) – 59 gols. É o 16º maior do clube
Rodrigo Taddei (2005-2014) – 31 gols. É o 31º maior do clube

 

Mais posts do Futebol em Números:
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians
Corinthians não perde desde 2014 pela Copinha
Luis Suárez deixa Neymar para trás nos números pelo Barcelona
A invencibilidade recorde do Real Madrid
O que Cristiano Ronaldo e Messi já fizeram para levar o prêmio da Fifa

]]>
5
Luis Suárez deixa Neymar para trás nos números pelo Barcelona http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/15/luis-suarez-deixa-neymar-para-tras-nos-numeros-pelo-barcelona/ http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/2017/01/15/luis-suarez-deixa-neymar-para-tras-nos-numeros-pelo-barcelona/#comments Sun, 15 Jan 2017 13:52:25 +0000 http://futebolemnumeros.blogosfera.uol.com.br/?p=1296 Autor de dois gols na vitória do Barcelona, ontem, por 5 x 0 sobre os Las Palmas, o centroavante Luis Suárez chegou a marca de 14 gols e ao lado de Messi lidera a tabela de artilheiros do Campeonato Espanhol de 2016/17. Principal goleador do campeonato da temporada passada (2015/16) com 40 gols, o uruguaio já soma 102 gols com a camisa do Barça em 121 jogos desde 2014/15. São 10 gols a mais do que o brasileiro Neymar, que estreou uma temporada antes (2013/14) e tem 40 jogos a mais pelo clube (161).

Na atual temporada, 2016/17, Suárez já soma 18 gols em 25 jogos (0,72 por partida). Neymar fez 7 gols em 21 jogos (0,30 por partida).

Com números impressionantes, Suárez tem no Barcelona média de 0,84 gol por partida contra 0,86 de Messi e 0,56 de Neymar. A média atual de Suárez é também a sua maior em um clube em que já defendeu. No Nacional-URU, onde estreou como profissional, marcou 12 gols em 34 jogos (0,35). No Groningen-HOL, marcou 15 gols em 37 jogos na temporada 2006/07 (0,41). No Ajax-HOL, em quatro temporadas (entre 2007 e 2011), anotou 111 gols em 159 jogos (0,70). No Liverpool-ING, também em quatro temporadas, marcou 82 gols em 133 jogos (0,62).

Com 102 gols pelo Barcelona, Suárez isoulou-se agora na 16ª posição entre os maiores artilheiros do Barcelona em todos os tempos e está apenas a três gols do brasileiro Evaristo de Macedo, autor de 105 gols entre 1957 e 1962. Neymar é hoje o 22º da lista com 92 gols. Messi lidera folgado com 480 gols, mais do que o dobro do segundo colocado, César Rodríguez.

Maiores artilheiros do Barcelona na história
1º Messi (argentino) – 480 gols
2º César Rodríguez (espanhol) – 230 gols
3º Kubala (húngaro) – 194 gols
4º Samuel Eto’o (camaronês) – 130 gols
Rivaldo (brasileiro) – 130 gols
6º Mariano Martín (espanhol) – 123 gols
Josep Escolà (espanhol) – 123 gols
8º Patrick Kluivert (holandês) – 122 gols
Carles Rexach (espanhol) – 122 gols
10º Hristo Stoichkov (búlgaro) – 117 gols
11º Estanislao Basora (espanhol) – 113 gols
12º Eulogio Martínez (paraguaio) – 111 gols
13º Luis Enrique (espanhol) – 108 gols
14º José Antonio Zaldúa (espanhol) – 107 gols
15º Evaristo de Macedo (brasileiro) – 105 gols
16º Luis Suárez (uruguaio) – 102 gols
17º Juan Manuel Asensi (espanhol) – 100 gols
18º Pedro Rodríguez (espanhol) – 99 gols
19º Ronaldinho Gaúcho (brasileiro) – 97 gols
20º José Mari Bakero (espanhol) – 94 gols
21º Justo Tejada (espanhol) – 93 gols
22º Neymar (brasileiro) – 92 gols

]]>
2