Futebol em Números

Arquivo : Luis Fabiano

Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

No último final de semana o atacante Jonas se tornou o brasileiro com mais gols na história do Benfica. Artilheiro do Campeonato Português da última temporada (2015/16), Jonas tem agora 72 gols e deixou para trás Isaías, centroavante que se destacou por lá no início da década de 1990.

No Europa, Jonas também teve um bom desempenho pelo Valencia-ESP, onde marcou 51 gols e é o segundo brasileiro com mais gols, atrás apenas do lendário Waldo, que anotou 160 gols e é o segundo maior artilheiro de todos os tempos do clube.

Waldo, aliás, é um dos brasileiros com mais gols por um único clube na Europa. Apenas Liédson (Sporting, 172 gols), Jardel (Porto, 168 gols) e Mazzola (Milan, 161 gols), conseguiram marcar mais gols em um só clube.

Atualmente, são poucos os jogadores que atuam nas equipes que ainda brigam por um lugar de destaque nas artilharias históricas dos clubes. No Barcelona, Neymar ocupa a 22ª colocação e tem tudo para, em breve, ser o segundo brasileiro com mais gols. Para superar Rivaldo, autor de 130 gols, Neymar precisa ainda de mais 38 gols.

Na Inglaterra, Philippe Coutinho (Liverpool), Diego Costa (Chelsea) e Fernandinho (Manchester City), estão entre os brasileiros com mais gols por cada clube. Porém, ainda com números baixos. Na França, Lucas (PSG) e Fabinho (Monaco), figuram entre os três brasileiros com mais gols.

Brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa

Espanha
Barcelona
Rivaldo (1997-2002) – 130 gols. É o 5º maior do clube.
Evaristo de Macedo (1957-1962) – 105 gols. É o 15º maior do clube.
Ronaldinho Gaúcho (2003-2008) – 97 gols. É o 19º maior do clube.
Neymar (2013-2016) – 92 gols. É o 22º maior do clube.

Real Madrid
Ronaldo (2002-2007) – 104 gols. É o 17º maior do clube
Roberto Carlos (1996-2007) – 69 gols. É o 33º maior do clube.
Robinho (2005-2009) – 35 gols. É o 52º maior do clube.

Atlético de Madrid
Diego Costa (2010-2014) – 64 gols. É o 21º maior do clube
Baltazar (1988-1991) – 61 gols. É o 26º maior do clube
Leivinha (1975-1979) – 43 gols. É o 39º maior do clube

Sevilla
Luis Fabiano (2005-2011) – 106 gols. É o 4º maior do clube
Júlio Baptista (2003-2005) – 50 gols. É o 17º maior do clube
Renato (2004-2011) – 39 gols. É o 29º maior do clube

Valencia
Waldo (1961-1970) – 160 gols. É o 2º maior do clube
Jonas (2010-2014) – 51 gols. É o 28º maior do clube
Walter Marciano (1957-1961) – 27 gols. É o 56º maior do clube

Portugal
Benfica
Jonas (2014-2017) – 72 gols. É o 29º maior do clube
Isaías (1990-1995) – 71 gols. É o 31º maior do clube
Lima (2012-2015) – 70 gols. É o 32º maior do clube

Porto
Jardel (1996-2000) – 168 gols. É o 3º maior do clube
Hulk (2008-2012) – 78 gols. É o 16º maior do clube
Djalma (1966-1969) – 62 gols. É o 24º maior do clube

Sporting
Liédson (2003-2011) – 172 gols. É o 6º maior do clube
Jardel (2001-2003) – 67 gols. É o 23º maior do clube
Fernando Puglia (1959-1961) – 59 gols. É o 29º maior do clube

Alemanha
Bayern Munique
Élber (1997-2003) – 139 gols. É o 6º maior do clube
Paulo Sérgio (1999-2002) – 35 gols. É o 43º maior do clube
Zé Roberto (2002-2009) – 20 gols. É o 63º maior do clube

Borussia Dortmund
Ewerton (2001-2005) – 54 gols. É o 24º maior do clube
Amoroso (2001-2004) – 41 gols. É o 35º maior do clube

Inglaterra
Liverpool
Philippe Coutinho (2013-2017) – 34 gols. É o 85º maior do clube
Roberto Firmino (2015-2017) – 18 gols. É o 140º maior do clube
Lucas Leiva (2007-2017) – 6 gols. É o 237º maior do clube

Manchester United
Anderson (2007-2015) – 9 gols. É o 198º maior do clube
Rafael da Silva (2008-2015) – 5 gols. É o 260º maior do clube
Fábio da Silva (2008-2013) – 3 gols. É o 321º maior do clube

Chelsea
Diego Costa (2014-2017) – 51 gols. É o 36º maior do clube
Oscar (2012-2017) – 38 gols. É o 59º maior do clube
Ramires (2010-2016) – 34 gols. É o 69º maior do clube

Arsenal
Gilberto Silva (2002-2008) – 24 gols. É o 104º maior do clube
Edu (2000-2005) – 15 gols. É o 151º maior do clube
Denílson (2006-2010) – 11 gols. É o 190º maior do clube

Manchester City
Elano (2007-2008) – 18 gols. É o 44º maior do clube
Robinho (2008-2009) – 16 gols. É o 51º maior do clube
Fernandinho (2013-2017) – 16 gols. É o 51º maior do clube

França
Paris Saint-Germain
Raí (1993-1998) – 62 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2010-2012) – 48 gols. É o 12º maior do clube
Lucas (2013-2017) – 37 gols. É o 15º maior do clube

Lyon
Juninho Pernambucano (2001-2009) – 100 gols. É o 5º maior do clube
Sonny Anderson (1999-2003) – 88 gols. É o 7º maior do clube
Fred (2005-2009) – 43 gols. É o 15º maior do clube

Monaco
Sonny Anderson (1993-1997) – 59 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2007-2010) – 20 gols. É o 40º maior do clube
Fabinho (2013-2017) – 18 gols. É o 43º maior do clube

Itália
Juventus
Mazzola (1972-1976) – 37 gols. É o 44º maior do clube
Amauri (2008-2012) – 24 gols. É o 85º maior do clube
Pedro Sernagiotto (1931-1934) – 16 gols. É o 117º maior do clube

Milan
Mazzola (1958-1965) – 161 gols. É o 4º maior do clube
Kaká (2003-2014) – 104 gols. É o 9º maior do clube
Alexandre Pato (2007-2012) – 63 gols. É o 22º maior do clube

Internazionale
Adriano (2001-2009) – 74 gols. É o 18º maior do clube
Jair da Costa (1962-1972) – 69 gols. É o 23º maior do clube
Ronaldo (1997-2002) – 59 gols. É o 26º maior do clube

Napoli
Mazzola (1965-1972) – 97 gols. É o 6º maior do clube
Careca (1987-1993) – 96 gols. É o 7º maior do clube
Cané (1962-1969) – 70 gols. É o 10º maior do clube
Luís Vinício (1955-1960) – 70 gols. É o 10º maior do clube

Roma
Dino da Costa (1955-1961) – 79 gols. É o 9º maior do clube
Mancini (2003-2008) – 59 gols. É o 16º maior do clube
Rodrigo Taddei (2005-2014) – 31 gols. É o 31º maior do clube

 

Mais posts do Futebol em Números:
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians
Corinthians não perde desde 2014 pela Copinha
Luis Suárez deixa Neymar para trás nos números pelo Barcelona
A invencibilidade recorde do Real Madrid
O que Cristiano Ronaldo e Messi já fizeram para levar o prêmio da Fifa


São-paulinos que mais marcaram gols no Corinthians
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O atacante Luis Fabiano marcou na última rodada do Brasileirão, no domingo, seu 10º gol no Corinthians, no empate de 1 x 1 no clássico realizado no Morumbi. O centroavante tricolor, que já marcou 206 gols pelo clube, tem o rival como sua maior vítima ao lado do Vasco, ambos com 10 gols.

Em clássicos, Luis Fabiano, de 34 anos, soma 23 gols contra os rivais paulistas. Além dos 10 gols que fez no Corinthians, o atacante marcou 8 gols no Santos e 5 no Palmeiras com a camisa são-paulina.

Na lista dos jogadores do São Paulo que mais marcaram gols contra o Corinthians, Luis Fabiano ocupa agora a 6ª colocação, deixando Raí e Gino Orlando com o gol no último domingo. Com 10 gols, o atacante está atrás agora de Serginho Chulapa (15 gols), Luizinho e Teixeirinha (12 gols) e Leônidas da Silva e Maurinho, com 11 gols cada. Na média de gols contra seu maior rival, Luis Fabiano tem a terceira média entre os que mais marcaram, atrás somente de Waldemar de Brito e Serginho Chulapa.

Jogadores do São Paulo que mais marcaram gols no Corinthians
1º – Serginho Chulapa (15 gols em 23 jogos, 0,65 por jogo)
2º – Luizinho (12 gols em 23 jogos, 0,52 por jogo)
– Teixeirinha (12 gols em 36 jogos, 0,33 por jogo)
4º – Leônidas da Silva (11 gols em 19 jogos, 0,58 por jogo)
– Maurinho (11 gols em 28 jogos, 0,39 por jogo)
6º – Luis Fabiano (10 gols em 18 jogos, 0,59 por jogo)
7º – Gino Orlando (9 gols em 32 jogos, 0,28 por jogo)
– Raí (9 gols em 22 jogos, 0,41 por jogo)
9º – Araken Patuska (8 gols em 14 jogos, 0,57 por jogo)
10º – Waldemar de Brito (7 gols em 10 jogos, 0,70 por jogo)
– Dino Sani (7 gols em 19 jogos, 0,37 por jogo)

* Fonte: Michael Serra (SPFC)


Luis Fabiano atravessa sua pior fase pelo São Paulo
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Aos 34 anos, o atacante Luis Fabiano passa pela sua pior fase com a camisa do São Paulo. O centroavante, que tem contrato até o dia 31 de dezembro de 2015, marcou apenas 7 gols no ano. Sua média de 0,27 gol por partida é a pior de suas nove temporadas disputadas pelo tricolor paulista. Além disso, o camisa 9 foi titular em 73,1% de seus 26 jogos realizados, sua pior marca também em comparação aos anos anteriores, onde chegou a ser titular absoluto em todos os jogos disputados em 2002, 2003, 2004, 2011 e 2012.

Terceiro maior artilheiro da história do São Paulo com 205 gols, Luis Fabiano é hoje apenas o terceiro maior goleador do clube em 2015, com seus 7 gols, atrás de Alexandre Pato (16 gols), Michel Bastos (8 gols) e ao lado de Alan Kardec (7 gols). Com 28 gols a menos do que Gino Orlando, o segundo maior artilheiro do clube, Luis Fabiano dificilmente conseguirá subir de posto nesse ranking em 2015. Tampouco chegar em Serginho Chulapa, o maior artilheiro com 242 gols.

Mal também na questão disciplinar, Luis Fabiano foi expulso pela 16ª com a camisa do São Paulo na partida do último domingo, contra o Sport, pela 14ª rodada do Brasileirão. Com isso, alcançou um recorde negativo no clube, ao lado de Serginho Chulapa, como o jogador com mais expulsões com a camisa tricolor.

Desempenho de Luis Fabiano pelo São Paulo, ano a ano

2001
49 jogos (45 como titular)
30 gols (0,61 média)
Artilheiro da Copa do Campeões (7 gols); Campeão do Rio-Paulo

2002
25 jogos (25 como titular)
20 gols (0,80 média)
Artilheiro do Brasileirão (19 gols); Campeão do Superpaulistão

2003
56 jogos (56 como titular)
46 gols (0,82 média)
Artilheiro do Paulistão (8 gols)

2004
30 jogos (30 como titular)
22 gols (0,73 média)
Artilheiro da Libertadores (8 gols)

2011
12 jogos (12 como titular)
7 gols (0,58 média)

2012
44 jogos (44 como titular)
31 gols (0,70 média)
Artilheiro da Copa do Brasil (12 gols); Campeão do Copa Sul-Americana

2013
50 jogos (47 como titular)
21 gols (0,42 média)

2014
45 jogos (38 como titular)
21 gols (0,47 média)
Artilheiro do Paulistão (14 gols)

2015
26 jogos (19 como titular)
7 gols (0,27 média)


Luis Fabiano perde um a cada quatro pênaltis batidos pelo São Paulo
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Terceiro maior artilheiro da história do São Paulo com 204 gols, Luis Fabiano vive um momento conturbado no clube. Reserva com Milton Cruz, o atacante mostrou sua insatisfação com as declarações de Alexandre Pato, que havia dito não aceitar a reserva, e foi vaiado no desembarque do clube no aeroporto após a eliminação.

Com contrato até 31 de dezembro desse ano, Luis Fabiano pode até ser negociado pelo tricolor antes do término do seu contrato e perder a chance de subir mais uma posição no ranking dos maiores artilheiros do clube. Hoje, o atacante está 29 gols atrás de Gino Orlando (233 gols) e 38 atrás de Serginho Chulapa, maior artilheiro do São Paulo com 242 gols.

Um dos motivos da ira da torcida são-paulina, que o chamou de Luis Pipoqueiro, foi o pênalti perdido na decisão contra o Cruzeiro nas oitavas de final. Na disputa por pênalti, após a derrota no tempo normal (0 x 1), Luis Fabiano perdeu a quarta cobrança do São Paulo, depois de Souza ter chutado a terceira para fora. Nas séries alternadas, o zagueiro Lucão ainda teve o seu pênalti defendido pelo goleiro Fábio, do Cruzeiro, eliminando o tricolor da Libertadores.

E perder pênalti não é uma novidade para Luis Fabiano com a camisa do São Paulo. Dos 32 pênaltis que bateu em suas duas passagens, o atacante perdeu 9 deles (28%) e converteu 23 (72% de eficiência). Em média, a cada quatro cobranças, Luis Fabiano desperdiça uma. Curiosamente, suas três últimas cobranças perdidas foram em disputas por pênaltis. Contra o Corinthians, na semifinal do Paulistão de 2013; contra o Penapolense, nas quartas de final do Paulistão de 2014; e agora, contra o Cruzeiro, nas oitavas da Libertadores.

O goleiro Rogério Ceni tem um aproveitamento melhor nas cobranças de pênaltis. De 99 cobranças, fez 77 gols (78% de eficiência) e perdeu 22 (22%). Em disputas por pênaltis, Ceni acertou 10 de 12 cobranças.

32 pênaltis cobrados por Luis Fabiano pelo São Paulo

9 pênaltis perdidos
13/4/03 – 1 x 1 Criciúma (Brasileirão)
12/5/04 – 2 x 1 Rosario Central-ARG (Libertadores)
27/6/04 – 1 x 2 Palmeiras(Brasileirão)
21/4/12 – 4 x 1 Bragantino (Paulistão)
18/10/12 – 2 x 0 Atlético-GO (Brasileirão)
21/10/12 – 0 x 1 Flamengo (Brasileirão)
5/5/13 – 0 x 0 Corinthians (Paulistão) *
26/3/14 – 0 x 0 Penapolense (Paulistão)*
13/5/15 – 0 x 1 Cruzeiro (Libertadores)
* Disputa por pênaltis

23 pênaltis convertidos
7/7/02 – 1 x 1 Cruzeiro (Copa dos Campeões)
16/10/02 – 3 x 2 Santos (Brasileirão)
20/10/02 – 2 x 1 Guarani  (Brasileirão)
31/10/02 – 5 x 2 Ponte Preta (Brasileirão)
6/11/02 – 5 x 3 Vasco (Brasileirão)
9/3/03 – 1 x 0 Portuguesa (Paulistão)
30/3/03 – 2 x 2 Juventude (Brasileirão)
6/4/03 – 2 x 4 Cruzeiro (Brasileirão)
1/6/03 – 2 x 3 Santos  (Brasileirão)
13/7/03 – 3 x 1 Fluminense (Brasileirão)
24/8/03 – 2 x 3 Vasco (Brasileirão)
24/9/03 – 2 x 4 Paraná (Brasileirão)
23/10/03 – 3 x 3 Guarani (Brasileirão)
26/10/03 – 1 x 0 São Caetano (Brasileirão)
9/11/03 – 3 x 4 Atlético-PR (Brasileirão)
25/1/04 – 3 x 2 Portuguesa (Paulistão)
12/5/04 – 2 x 1 Rosario Central-ARG (Libertadores)*
19/5/04 – 3 x 0 Deportivo Táchira-VEN (Libertadores)
5/8/04 – 2 x 1 Vitória (Brasileirão)
18/3/12 – 3 x 2 Santos (Paulistão)
11/4/12 – 5 x 2 Bahia de Feira (Copa do Brasil)
11/4/12 – 5 x 2 Bahia de Feira (Copa do Brasil)
26/3/14 – 0 x 0 Penapolense (Paulistão)*
* Disputa por pênaltis


Luis Fabiano se iguala a Fred como 10º maior artilheiro do Brasileirão
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Com o gol marcado na vitória sobre o Flamengo por 2 x 1, no domingo, na primeira rodada do Brasileirão, o atacante Luis Fabiano chegou a marca de 104 gols em Brasileiros. Foram 3 gols pela Ponte Preta (em 1998 e 1999) e mais 101 pelo São Paulo (entre 1999 e 2004 e 2011 e 2015). Com isso, o atacante são-paulino igualou a marca de Fred, do Fluminense, e entrou também na lista dos dez maiores artilheiros do Brasileirão desde 1971.

Os dez maiores artilheiros do Brasileirão desde 1971
1º – Roberto Dinamite (190 gols em 328 jogos entre 1971 e 1992)
2º – Romário (154 gols em 252 jogos entre 1985 e 2007)
3º – Edmundo (153 gols em 316 jogos entre 1992 e 2008)
4º – Zico (135 gols em 249 jogos entre 1971 e 1989)
5º – Túlio (129 gols em 240 jogos entre 1988 e 2005)
6º – Serginho Chulapa (127 gols em 184 jogos entre 1974 e 1990)
7º – Washington (126 gols em 201 jogos entre 1999 e 2010)
8º – Dario (113 gols em 240 jogos entre 1971 e 1985)
9º – Paulo Baier (108 gols em 405 jogos entre 1997 e 2014)
10º – Fred (104 gols em 169 jogos entre 2004 e 2015)
– Luis Fabiano (104 gols em 180 jogos entre 1998 e 2015)

Em atividade nesse Brasileirão estão ainda alguns jogadores que podem chegar nesse grupo. Alecsandro, do Flamengo, tem hoje 96 gols. Borges, da Ponte Preta, tem 93 gols.

Na era dos pontos corridos, desde 2003, Luis Fabiano está agora na 9ª colocação entre os maiores artilheiros, ao lado de Dagoberto. O atacante do Vasco, maior campeão brasileiro, ao lado de Zinho, com cinco títulos, é o único que marcou gols em todas as edições do Brasileiro dos pontos corridos, desde 2003. Falta agora marcar um gol em 2015 para manter essa marca.

Os dez maiores artilheiros do Brasileirão na era dos pontos corridos, desde 2003
1º – Paulo Baier – 106 gols
2º – Fred – 104 gols
3º – Alecsandro – 94 gols
4º – Borges – 93 gols
5º – Washington – 84 gols
6º – Obina – 76 gols
7º – Souza – 75 gols
8º – Deivid – 73 gols
9º – Dagoberto – 70 gols
– Luis Fabiano – 70 gols

Pelo São Paulo, Luis Fabiano, com 101 gols em Brasileiros, segue como o maior artilheiro do time desde 1971 pela competição nacional. Artilheiro do Brasileiro de 2002, ao lado de Rodrigo Fabri, do Grêmio, Luis Fabiano foi o último a conseguir esse feito pelo clube.

Os dez maiores artilheiros do São Paulo no Brasileirão desde 1971
Luis Fabiano – 101 gols
2º – Serginho – 82 gols
3º – Rogério Ceni – 63 gols
4º – Careca – 54 gols
5º – Müller – 49 gols
6º – França – 48 gols
7º – Dagoberto – 35 gols
8º – Pedro Rocha – 34 gols
9º – Renato – 33 gols
10º – Dodô – 32 gols


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>