Futebol em Números

Arquivo : Manchester City

Quem são os líderes em assistências na Europa
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O belga Kevin de Bruyne, do Manchester City, deu ontem sua 16ª assistência no Campeonato Inglês da temporada 2016/17 e quebrou o recorde do companheiro David Silva, que na temporada 2010/11 havia dado 15 assistências. De Bruyne tem três assistências a mais do que Christian Eriksen, do Tottenham, e deverá terminar como líder nesse quesito na Premier League dessa temporada.

Nos outros cinco principais campeonatos nacionais do Velho Continente, o recordista de assistências é o sueco Emil Fosberg, do Red Bull Leipzig, vice-campeão alemão. Entre os brasileiros, Neymar é o que mais deu assistências entre os seis principais campeonatos, com 11.

Líderes em assistências

Campeonato Alemão
1º Emil Forsberg (Suécia) – Red Bull Leipzig – 18
2º Thomas Müller (Alemanha) – Bayern Munque – 12
3º Frank Ribery (França) – Bayern Munque – 11
Ousmane Dembélé (França) – Borussia Dortmund – 11

Campeonato Espanhol
1º Luis Suárez (Uruguai) – Barcelona – 13
2º Toni Kross (Alemanha) – Real Madrid – 12
3º Neymar (Brasil) – Barcelona – 11
4º Marcelo (Brasil) – Real Madrid – 10
Pablo Piatti (Argentina) – Espanyol – 10

Campeonato Francês
1º Morgan Sanson (França) – Olympique de Marselha – 12
2º Jean Michael Seri (Costa do Marfim) – Nice – 10
3º Florian Thauvin (França) – Olympique de Marselha – 9
Bernardo Silva (Portugal) – Monaco – 9
Ryad Boudebouz (Argélia) – Montpellier – 9

Campeonato Inglês
1º Kevin de Bruyne (Bélgica) – Manchester City – 16
2º Christian Eriksen (Dinamarca) – Tottenham – 13
Gylfi Sigurdsson (Islândia) – Swansea – 13
4º Cesc Fabregas (Espanha) – Chelsea – 11
5º Alexis Sánchez (Chile) – Arsenal – 10

Campeonato Italiano
1º Mohamed Salah (Egito) – Roma – 11
José Callejon (Espanha) – Napoli – 11
3º Alejandro Gómez (Argentina) – Atalanta – 10
Antonio Candreva (Itália) – Internazionale – 10

Campeonato Português
1º Gelson Martins (Portugal) – Sporting – 9
2º Alex Telles (Brasil) – Porto – 8
Pizzi (Portugal) – Benfica – 8
4º Wilson Eduardo (Portugal) – Braga – 7
Pedro Santos (Portugal) – Braga – 7
Iuri Medeiros (Portugal) – Boavista – 7

Brasileiros com mais assistências:
1º Neymar (Barcelona) – 11
2º Marcelo (Real Madrid) – 10
3º Felipe Anderson (Lazio) – 9
4º Alex Telles (Porto) – 8
5º Fernando Marçal (Guingamp) – 7
Philippe Coutinho (Liverpool) – 7
7º Filipe Luís (Atlético de Madri) – 6
Maxwell (Paris Saint-Germain) – 6
Roberto Firmino (Liverpool) – 6
Diego Costa (Chelsea) – 6
Allan (Napoli) – 6
Raphinha (Vitória de Guimarães) – 6
Patrick Vieira (Marítimo) – 6


Gabriel Jesus chega aos 100 jogos como profissional
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Um mês após completar 20 anos e voltar de lesão, o atacante Gabriel Jesus chegou a marca de 100 jogos como profissional. Revelado pelo Palmeiras com 17 anos e 11 meses, o jogador disputou 85 jogos pelo alviverde entre 2015 e 2016. Na seleção brasileira principal, Gabriel disputou mais 6 jogos, todos no segundo semestre de 2016. Já pelo Manchester City-ING, onde estreou no dia 21 de janeiro de 2017, o atacante disputou 9 jogos.

Nesses 100 jogos, Gabriel Jesus marcou 38 gols, sendo 28 Palmeiras, 5 pela seleção brasileira e mais 5 pelo Manchester City e deu mais 12 assistências. Desde sua estreia, no dia 7 de março de 2015, até agora, em pouco mais de dois anos, o atacante ganhou uma Copa do Brasil e um Brasileiro pelo Palmeiras. Além disso, com a seleção sub-23, foi também campeão das Olimpíadas.

Com a mesma idade de Gabriel Jesus (20 anos), alguns dos principais jogadores do futebol brasileiro chegaram a disputar mais jogos. Pelé, por exemplo, já havia feito 324 partidas, contando amistosos. Apenas em jogos oficiais, o Rei havia disputado 166 jogos. Neymar, que também começou a jogar profissionalmente aos 17 anos, chegou aos 20 anos com 176 partidas disputadas. Ronaldo, o Fenômeno, havia feito 152 jogos. Jesus, porém, apresenta números superiores ao de Robinho, Kaká e Romário.

Jogos e gols aos 20 anos:

JogadorJogosGolsMédia
Pelé3243541,09
Neymar176900,51
Ronaldo1521350,89
Ronaldinho Gaúcho113460,40
Gabriel Jesus100380,38
Robinho98270,27
Kaká81310,38
Romário39240,61

 

Pela Seleção Brasileira, Gabriel Jesus tem menos jogos do que quase todos esses jogadores assim que eles completaram 20 anos também (Romário e Robinho não jogaram pela seleção com menos de 20 anos). Porém, sua média é uma das melhores.

JogadorJogosGolsMédia
Pelé24261,08
Neymar1580,53
Ronaldo1480,57
Ronaldinho Gaúcho1480,57
Gabriel Jesus650,83
Kaká210,50

 


As 50 maiores transferências de 2017
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Terminou ontem, dia 31 de janeiro, o prazo de transferências de jogadores dos principais campeonatos da Europa. Após um mês de negociações, o meia brasileiro Oscar, ex-Chelsea-ING, terminou com a contratação mais cara do mercado ao ser comprado pelo Shanghai SIPG, da China, por 60 milhões de euros.

De acordo com o site alemão Transfermarkt, especializado em valores de transferências de jogadores e pelos dados divulgados pelos clubes, o segundo mais caro da janela de inverno 2016/17 foi o atacante alemão Julian Draxler, que saiu do Wolfsburg-ALE para o Paris Saint-Germain-FRA por 40 milhões de euros, seguido por Gabriel Jesus, ex-Palmeiras, comprado pelo Manchester City-ING por 32 milhões de euros.

Alexandre Pato, que também foi para o futebol chinês, aparece na 10ª colocação entre as maiores transferências (18 milhões de euros). Entre os brasileiros, os próximos da lista são David Neres, ex-São Paulo, comprado por 15 milhões de euros pelo Ajax-HOL; Walace, ex-volante do Grêmio, comprado pelo Hamburgo por 10 milhões; Jorge, ex-Flamengo, novo lateral-esquerdo do Monaco-FRA (8,5 milhões); e Hernani, ex-volante do Atlético-PR, comprado pelo Zenit-RUS por 8 milhões de euros.

Abaixo da lista das 50 maiores transferências, estão ainda o atacante Marinho, ex-Vitória, que foi para o Changchun, da China, por 5 milhões de euros; o atacante Bruno Henrique, revelado pelo Goiás e que estava no Wolfsburg-ALE, comprado pelo Santos por 4 milhões de euros; o meia Leonardo, que disputou o último Mundial de Clubes pelo Jeonbuk, da Coreia do Sul, que foi para o Al Jazira-EAU, por 3,8 milhões; o atacante Adriano Michael Jackson, ex-FC Seoul-COR, comprado por 3,75 milhões pelo SJZ Ever Bright-CHN; e o aqui pouco conhecido atacante Tiquinho Soares, ex-Vitória de Guimarães, comprado pelo Porto-POR por 3,5 milhões de euros.

As 50 maiores transferências ao final da janela de inverno europeia (2016/17), em milhões de euros:

#JogadorPos.Paísvalorex-clubeatual
1OscarMBRA60Chelsea-INGShanghai SIPG-CHN
2DraxlerAALE40Wolfsburg-ALEPSG-FRA
3Gabriel JesusABRA32PalmeirasMan. City-ING
4Gonçalo GuedesAPOR30Benfica-PORPSG-FRA
5PayetMFRA29,3West Ham-INGOly. Marselha-FRA
6IghaloMNIG23,3Watford-INGChangchun-CHN
7SchneiderlinVFRA22,9Man. United-INGEverton-ING
8C. ZhangACHN20,4Beijing SG-CHNHebei-CHN
9WitselVBEL20Zenit-RUSTianjin Q.-CHN
10Alexandre PatoABRA18Villarreal-ESPTianjin Q.-CHN
PavolettiAITA18Genoa-ITANapoli-ITA
12NdidiVNIG17,6Genk-BELLeicester-ING
13Memphis DepayAHOL16Man. United-INGLyon-FRA
14Hélder CostaAPOR15,2Benfica-PORWolverhampton
15Robbie BradyLEIRL15,1Norwich-INGBurnley-ING
16David NeresABRA15São PauloAjax-HOL
CaldaraZITA15Atalanta-ITAJuventus-ITA
18BerahinoAING13,9West Brom.-INGStoke City-ING
10SchuluppLEGAN13,8Leicester-INGCrystal Palace-ING
20BaileyAJAM13,5Genk-BELB. Leverkusen-ALE
JoveticMMTG13,5Man. City-INGInternazionale-ITA
22MalliMTUR12,5Mainz-ALEWolfsburg-ALE
23BazoerVHOL12Ajax-HOLWolfsburg-ALE
SnodrgassAESC12Hull City-INGWest Ham-ING
25Van AanholtLEHOL11,8Sunderland-INGCrystal Palace-ING
26LivermoreVING11,5Hull City-INGWest Brom.-ING
27K. Kyung-WonVCOR10,5Al Ahli-EAUTianjin Q.-CHN
TevezAARG10,5Boca Juniors-ARGShenhua-CHN
29WalaceVBRA10GrêmioHamburgo-ALE
R. PizarroMMEX10Pachuca-MEXChivas-MEX
UpamecanoZFRA10RB Salzburg-AUTRB Leipzig-ALE
32José FonteZPOR9,2Southampton-INGWest Ham-ING
33SansonVFRA9Montpellier-FRAOly. Marselha-FRA
34LookmanAING8,8Charlton-INGEverton-ING
35IsakASUE8,6AIK-SUEBor. Dortmund-ALE
36JorgeLEBRA8,5FlamengoMonaco-FRA
37Oscar RomeroMPAR8,4Racing-ARGShenhua-CHN
38Shilin SunVCHN8,2Liaoning-CHNShenhua-CHN
39HernaniVBRA8Atlético-PRZenit-RUS
Tomás RincónVVEN8Genoa-ITAJuventus-ITA
41AlmirónAARG7,5Lanús-ARGAtlanta United-EUA
KolodziejczakZFRA7,5Sevilla-ESPB. M’Gladbach-ALE
43GestedeABEN7,1Aston Villa-INGMiddlesbrough-ING
44AkhmedovVUZB7Krasnodar-RUSShanghai SIPG-CHN
El GhaziAHOL7Ajax-HOLLille-FRA
RulliGARG7Man. City-INGReal Sociedad-ESP
47BamfordAING6,9Chelsea-INGMiddlesbrough-ING
48C. DomínguezAPAR6C. Porteño-PARAmérica-MEX
FalquéAESP6Roma-ITATorino-ITA
OrsoliniAITA6Ascoli-ITAJuventus-ITA
Pedro PereiraLDPOR6Sampdoria-ITABenfica-POR
Eduardo VargasACHI6Hoffenheim-ALETigres-MEX

 


A estreia das grandes promessas brasileiras na Europa
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O atacante Gabriel Jesus, de apenas 19 anos, deverá fazer sua estreia pelo Manchester City, hoje, na partida contra o Tottenham, pelo Campeonato Inglês. Vendido pelo Palmeiras em agosto de 2016 por cerca de 32 milhões de euros, Gabriel Jesus foi o terceiro jogador mais caro a ser vendido por um clube brasileiro na história, atrás apenas de Neymar (88,2 milhões de euros, em 2013) e Lucas Moura (40 milhões de euros em 2012).

Com apenas 19 anos, Gabriel Jesus é uma das grandes estrelas do futebol brasileiro a estrear oficialmente em grandes clubes da Europa com menos de 20 anos. Entre as maiores transferências e também entre os principais jogadores que deixaram o país para os grandes clubes do Velho Continente, apenas Alexandre Pato e Ronaldo (18 anos cada), eram mais novos do que Gabriel Jesus. Ronaldo, porém, foi para o PSV Eindhoven, da Holanda, numa liga que está abaixo das mais fortes da Europa.

Pato, aliás, foi um dos poucos desses jogadores que estreou como titular (e ainda marcando gol). Além dele, apenas Kaká, Lucas Moura, Denílson, Ronaldo e Rivaldo também estrearam como titulares. Outros, como Neymar, Robinho, Romário, Ronaldinho Gaúcho começaram como reservas.

Nos anos 80, o principais jogadores do país foram para a Europa com idade mais avançadas do que essa geração atual ou ainda a dos anos 90 e início dos anos 2000. Falcão tinha 27 anos quando deixou o Internacional para defender a Roma-ITA. Zico tinha 30 anos quando trocou o Flamengo pela Udinese-ITA. Assim como Sócrates, que saiu do Corinthians para a Fiorentina, e Júnior, lateral esquerdo, que foi do Flamengo para o Torino-ITA. Roberto Dinamite foi do Vasco para o Barcelona aos 25 anos, mas ficou apenas um ano lá (17 jogos e 8 gols). Com a mesma idade Renato Gaúcho foi do Flamengo para a Roma. Toninho Cerezo tinha 28 anos quando trocou o Atlético-MG pela Roma. Careca, ex-São Paulo, foi para o Napoli-ITA aos 26 anos. Müller, também do São Paulo, foi para o Torino-ITA com 22 anos. E Casagrande saiu do Corinthians para o Porto aos 23 anos. Já nos anos 90, Raí foi do São Paulo para o PSG aos 28 anos.

Relembre quando as grandes promessas do futebol estrearam na Europa em jogos oficiais (as dez vendas mais caras e outras estrelas que foram para o Velho Continente recentemente):
Mais caros:
Neymar (18/8/2013, aos 21 anos)
Do Santos para o Barcelona-ESP por 88,2 milhões de euros
Estreia: Barcelona 7 x 0 Levante, Camp. Espanhol (entrou aos 18 min do 2º tempo). Em sua apresentação, Neymar foi recepcionado por 56 mil pessoas no Camp Nou. Fez três amistosos e um gol antes da estreia oficial, onde teve apresentação discreta na goleada por 7 x 0. Virou titular em sua primeira temporada.

Lucas Moura (11/1/2013, aos 20 anos)
Do São Paulo para o Paris Saint-Germain-FRA por 40 milhões de euros
Estreia: Paris Saint-Germain 0 x 0 Ajaccio, Camp. Francês (foi substituído aos 39 do 2º tempo). Titular na estreia, foi aplaudido pela torcida. Teve problemas de adaptação no primeiro ano, não brilhou tanto. Mas depois ganhou espaço e teve contrato renovado.

Gabriel Jesus (21/1/2017, aos 19 anos)
Do Palmeiras para o Manchester City-ING por 32 milhões de euros
Provável estreia*: Manchester City x Tottenham, Camp. Inglês (não confirmado ainda)

Oscar (19/8/2012, aos 20 anos)
Do Internacional para o Chelsea-ING por 31,9 milhões de euros
Estreia: Wigan 0 x 2 Chelsea, Camp. Inglês (entrou aos 19 do 2º tempo). Substituiu Hazard na estreia, fez uma boa apresentação e logo depois virou titular da equipe. Perdeu espaço após a 5ª temporada pelo clube.

Denílson (29/8/1998, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Betis-ESP por 31,5 milhões de euros
Estreia: Alavés 0 x 0 Betis, Camp. Espanhol (jogos os 90 minutos). Venda mais cara do futebol brasileiro na época, Denílson teve uma estreia discreta. Assim como sua passagem pelo pequeno Betis.

Gabriel “Gabigol” (25/9/2016, aos 20 anos)
Do Santos para a Internazionale-ITA por 29,5 milhões de euros
Estreia: Internazionale 1 x 1 Bologna, Camp. Italiano (entrou aos 29 do 2º tempo). Não brilhou na estreia e não agradou o técnico Frank de Boer e, depois, seu substituto Stefano Pioli. Ainda briga para conquistar mais espaço na equipe. Foi titular pela primeira vez três meses depois, mas num jogo da Copa Itália.

Bernardo (31/8/2013, aos 20 anos)
Do Atlético-MG para a Shakhtar Donetsk-UCR por 25 milhões de euros
Estreia: Shakhtar Donetsk 1 x 1 Metalist, Camp. Ucraniano (entrou aos 27 do 2º tempo). Depois de conquistar a Libertadores e a Copa das Confederações, foi para a Ucrânia como grande promessa. Mas ainda não vingou por lá. Outros brasileiros, como Marlos, Taison, Fred destacaram-se mais desde então.

Robinho (28/8/2005, aos 21 anos)
Do Santos para o Real Madrid-ESP por 24 milhões de euros
Estreia: Cádiz 1 x 2 Real Madrid, Camp. Espanhol (entrou aos 20 do 2º tempo). Grande esperança do futebol brasileiro, Robinho era tido como favorito ao prêmio de melhor no mundo caso repetisse o sucesso que teve no Santos lá no Real Madrid, onde vestiu a camisa 10. Teve uma estreia promissora, deu chapéu, mas depois demorou para virar titular. Não brilhou como esperavam, mas também não foi um fiasco total.

Alexandre Pato (13/1/2008, aos 18 anos)
Do Internacional para o Milan-ITA por 22 milhões de euros
Estreia: Milan 5 x 2 Napoli, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos e fez um gol). Contratado com apenas 17 anos, precisou esperar completar 18 para poder fazer sua estreia oficial. Em alta, começou como titular, fez gol e tinha um futuro promissor pela frente. Porém, depois de três temporadas, perdeu espaço.

Geovanni (21/8/2001, aos 21 anos)
Do Cruzeiro para o Barcelona-ESP por 21 milhões de euros
Estreia: Barcelona 1 x 0 Wisla Kraków-POL, Liga dos Campeões (entrou aos 33 min do 2º tempo). Destaque do Cruzeiro, foi muito bem vendido ao Barcelona. Mas não vingou por lá. Fez apenas 43 jogos (16 como titular) e depois emprestado e vendido ao Benfica-POR.

Outros:
Ronaldo
(28/4/1994, aos 18 anos)
Do Cruzeiro para o PSV Eindhoven-HOL por 5,4 milhões de euros
Estreia: Vitesse 2 x 4 PSV, Camp. Holandês (foi substituído aos 41 do 2º tempo; fez um gol). Chegou ao clube holandês depois de jogar a Copa do Mundo. Brilhou por lá e depois de duas temporadas foi vendido ao Barcelona por 15 milhões de euros, onde estreou um mês antes de completar 20 anos.

Romário (29/10/1988, aos 22 anos)
Do Vasco para o PSV Eindhoven-HOL por cerca de 3 milhões de euros
Estreia: PSV 3 x 0 Twente, Camp. Holandês (entrou aos 11 min do 2º tempo). Chegou ao PSV após as Olimpíadas de 1988. Destaque do time, foi vendido ao Barcelona por 12 milhões de euros cinco anos depois, onde estreou aos 27 anos.

Ronaldinho Gaúcho (4/8/2001, aos 21 anos)
Do Grêmio para o Paris Saint-Germain-FRA por 5,1 milhões de euros
Estreia: PSG 1 x 1 Auxerre, Camp. Francês (entrou aos 30 min do 2º tempo). Encantou os franceses na estreia e depois na primeira temporada. Foi vendido ao Barcelona dois anos depois por 32,3 milhões de euros, onde estreou com 23 anos.

Kaká (1/9/2003, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Milan-ITA por 8,3 milhões de euros
Estreia: Ancona 0 x 2 Milan, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos). Começou como titular e não perdeu o posto na primeira temporada. Conquistou a torcida e brilhou na equipe, onde foi eleito o melhor jogador do mundo em 2007.

Rivaldo (1/9/2003, aos 24 anos)
Do Palmeiras para o La Coruña-ESP por 12 milhões de euros
Estreia: La Coruña 1 x 1 Real Madrid, Camp. Espanhol (jogou os 90 minutos). Começou como titular já no jogo contra o Real, virou destaque da equipe e um ano depois foi para o Barcelona por 23,5 milhões de euros, onde estreou com 25 anos e depois foi eleito o melhor jogador do mundo.

 Mais posts do Futebol em Números:
Vices do Brasileirão têm retrospecto melhor na Libertadores
Atacante Jô pode ter companhia de mais uma estrela em sua carreira
Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa
Felipe Melo ou Fernandinho: quem leva mais cartões?
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>