Futebol em Números

Arquivo : Ronaldo

A estreia das grandes promessas brasileiras na Europa
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O atacante Gabriel Jesus, de apenas 19 anos, deverá fazer sua estreia pelo Manchester City, hoje, na partida contra o Tottenham, pelo Campeonato Inglês. Vendido pelo Palmeiras em agosto de 2016 por cerca de 32 milhões de euros, Gabriel Jesus foi o terceiro jogador mais caro a ser vendido por um clube brasileiro na história, atrás apenas de Neymar (88,2 milhões de euros, em 2013) e Lucas Moura (40 milhões de euros em 2012).

Com apenas 19 anos, Gabriel Jesus é uma das grandes estrelas do futebol brasileiro a estrear oficialmente em grandes clubes da Europa com menos de 20 anos. Entre as maiores transferências e também entre os principais jogadores que deixaram o país para os grandes clubes do Velho Continente, apenas Alexandre Pato e Ronaldo (18 anos cada), eram mais novos do que Gabriel Jesus. Ronaldo, porém, foi para o PSV Eindhoven, da Holanda, numa liga que está abaixo das mais fortes da Europa.

Pato, aliás, foi um dos poucos desses jogadores que estreou como titular (e ainda marcando gol). Além dele, apenas Kaká, Lucas Moura, Denílson, Ronaldo e Rivaldo também estrearam como titulares. Outros, como Neymar, Robinho, Romário, Ronaldinho Gaúcho começaram como reservas.

Nos anos 80, o principais jogadores do país foram para a Europa com idade mais avançadas do que essa geração atual ou ainda a dos anos 90 e início dos anos 2000. Falcão tinha 27 anos quando deixou o Internacional para defender a Roma-ITA. Zico tinha 30 anos quando trocou o Flamengo pela Udinese-ITA. Assim como Sócrates, que saiu do Corinthians para a Fiorentina, e Júnior, lateral esquerdo, que foi do Flamengo para o Torino-ITA. Roberto Dinamite foi do Vasco para o Barcelona aos 25 anos, mas ficou apenas um ano lá (17 jogos e 8 gols). Com a mesma idade Renato Gaúcho foi do Flamengo para a Roma. Toninho Cerezo tinha 28 anos quando trocou o Atlético-MG pela Roma. Careca, ex-São Paulo, foi para o Napoli-ITA aos 26 anos. Müller, também do São Paulo, foi para o Torino-ITA com 22 anos. E Casagrande saiu do Corinthians para o Porto aos 23 anos. Já nos anos 90, Raí foi do São Paulo para o PSG aos 28 anos.

Relembre quando as grandes promessas do futebol estrearam na Europa em jogos oficiais (as dez vendas mais caras e outras estrelas que foram para o Velho Continente recentemente):
Mais caros:
Neymar (18/8/2013, aos 21 anos)
Do Santos para o Barcelona-ESP por 88,2 milhões de euros
Estreia: Barcelona 7 x 0 Levante, Camp. Espanhol (entrou aos 18 min do 2º tempo). Em sua apresentação, Neymar foi recepcionado por 56 mil pessoas no Camp Nou. Fez três amistosos e um gol antes da estreia oficial, onde teve apresentação discreta na goleada por 7 x 0. Virou titular em sua primeira temporada.

Lucas Moura (11/1/2013, aos 20 anos)
Do São Paulo para o Paris Saint-Germain-FRA por 40 milhões de euros
Estreia: Paris Saint-Germain 0 x 0 Ajaccio, Camp. Francês (foi substituído aos 39 do 2º tempo). Titular na estreia, foi aplaudido pela torcida. Teve problemas de adaptação no primeiro ano, não brilhou tanto. Mas depois ganhou espaço e teve contrato renovado.

Gabriel Jesus (21/1/2017, aos 19 anos)
Do Palmeiras para o Manchester City-ING por 32 milhões de euros
Provável estreia*: Manchester City x Tottenham, Camp. Inglês (não confirmado ainda)

Oscar (19/8/2012, aos 20 anos)
Do Internacional para o Chelsea-ING por 31,9 milhões de euros
Estreia: Wigan 0 x 2 Chelsea, Camp. Inglês (entrou aos 19 do 2º tempo). Substituiu Hazard na estreia, fez uma boa apresentação e logo depois virou titular da equipe. Perdeu espaço após a 5ª temporada pelo clube.

Denílson (29/8/1998, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Betis-ESP por 31,5 milhões de euros
Estreia: Alavés 0 x 0 Betis, Camp. Espanhol (jogos os 90 minutos). Venda mais cara do futebol brasileiro na época, Denílson teve uma estreia discreta. Assim como sua passagem pelo pequeno Betis.

Gabriel “Gabigol” (25/9/2016, aos 20 anos)
Do Santos para a Internazionale-ITA por 29,5 milhões de euros
Estreia: Internazionale 1 x 1 Bologna, Camp. Italiano (entrou aos 29 do 2º tempo). Não brilhou na estreia e não agradou o técnico Frank de Boer e, depois, seu substituto Stefano Pioli. Ainda briga para conquistar mais espaço na equipe. Foi titular pela primeira vez três meses depois, mas num jogo da Copa Itália.

Bernardo (31/8/2013, aos 20 anos)
Do Atlético-MG para a Shakhtar Donetsk-UCR por 25 milhões de euros
Estreia: Shakhtar Donetsk 1 x 1 Metalist, Camp. Ucraniano (entrou aos 27 do 2º tempo). Depois de conquistar a Libertadores e a Copa das Confederações, foi para a Ucrânia como grande promessa. Mas ainda não vingou por lá. Outros brasileiros, como Marlos, Taison, Fred destacaram-se mais desde então.

Robinho (28/8/2005, aos 21 anos)
Do Santos para o Real Madrid-ESP por 24 milhões de euros
Estreia: Cádiz 1 x 2 Real Madrid, Camp. Espanhol (entrou aos 20 do 2º tempo). Grande esperança do futebol brasileiro, Robinho era tido como favorito ao prêmio de melhor no mundo caso repetisse o sucesso que teve no Santos lá no Real Madrid, onde vestiu a camisa 10. Teve uma estreia promissora, deu chapéu, mas depois demorou para virar titular. Não brilhou como esperavam, mas também não foi um fiasco total.

Alexandre Pato (13/1/2008, aos 18 anos)
Do Internacional para o Milan-ITA por 22 milhões de euros
Estreia: Milan 5 x 2 Napoli, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos e fez um gol). Contratado com apenas 17 anos, precisou esperar completar 18 para poder fazer sua estreia oficial. Em alta, começou como titular, fez gol e tinha um futuro promissor pela frente. Porém, depois de três temporadas, perdeu espaço.

Geovanni (21/8/2001, aos 21 anos)
Do Cruzeiro para o Barcelona-ESP por 21 milhões de euros
Estreia: Barcelona 1 x 0 Wisla Kraków-POL, Liga dos Campeões (entrou aos 33 min do 2º tempo). Destaque do Cruzeiro, foi muito bem vendido ao Barcelona. Mas não vingou por lá. Fez apenas 43 jogos (16 como titular) e depois emprestado e vendido ao Benfica-POR.

Outros:
Ronaldo
(28/4/1994, aos 18 anos)
Do Cruzeiro para o PSV Eindhoven-HOL por 5,4 milhões de euros
Estreia: Vitesse 2 x 4 PSV, Camp. Holandês (foi substituído aos 41 do 2º tempo; fez um gol). Chegou ao clube holandês depois de jogar a Copa do Mundo. Brilhou por lá e depois de duas temporadas foi vendido ao Barcelona por 15 milhões de euros, onde estreou um mês antes de completar 20 anos.

Romário (29/10/1988, aos 22 anos)
Do Vasco para o PSV Eindhoven-HOL por cerca de 3 milhões de euros
Estreia: PSV 3 x 0 Twente, Camp. Holandês (entrou aos 11 min do 2º tempo). Chegou ao PSV após as Olimpíadas de 1988. Destaque do time, foi vendido ao Barcelona por 12 milhões de euros cinco anos depois, onde estreou aos 27 anos.

Ronaldinho Gaúcho (4/8/2001, aos 21 anos)
Do Grêmio para o Paris Saint-Germain-FRA por 5,1 milhões de euros
Estreia: PSG 1 x 1 Auxerre, Camp. Francês (entrou aos 30 min do 2º tempo). Encantou os franceses na estreia e depois na primeira temporada. Foi vendido ao Barcelona dois anos depois por 32,3 milhões de euros, onde estreou com 23 anos.

Kaká (1/9/2003, aos 21 anos)
Do São Paulo para o Milan-ITA por 8,3 milhões de euros
Estreia: Ancona 0 x 2 Milan, Camp. Italiano (jogou os 90 minutos). Começou como titular e não perdeu o posto na primeira temporada. Conquistou a torcida e brilhou na equipe, onde foi eleito o melhor jogador do mundo em 2007.

Rivaldo (1/9/2003, aos 24 anos)
Do Palmeiras para o La Coruña-ESP por 12 milhões de euros
Estreia: La Coruña 1 x 1 Real Madrid, Camp. Espanhol (jogou os 90 minutos). Começou como titular já no jogo contra o Real, virou destaque da equipe e um ano depois foi para o Barcelona por 23,5 milhões de euros, onde estreou com 25 anos e depois foi eleito o melhor jogador do mundo.

 Mais posts do Futebol em Números:
Vices do Brasileirão têm retrospecto melhor na Libertadores
Atacante Jô pode ter companhia de mais uma estrela em sua carreira
Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa
Felipe Melo ou Fernandinho: quem leva mais cartões?
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians


Os brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

No último final de semana o atacante Jonas se tornou o brasileiro com mais gols na história do Benfica. Artilheiro do Campeonato Português da última temporada (2015/16), Jonas tem agora 72 gols e deixou para trás Isaías, centroavante que se destacou por lá no início da década de 1990.

No Europa, Jonas também teve um bom desempenho pelo Valencia-ESP, onde marcou 51 gols e é o segundo brasileiro com mais gols, atrás apenas do lendário Waldo, que anotou 160 gols e é o segundo maior artilheiro de todos os tempos do clube.

Waldo, aliás, é um dos brasileiros com mais gols por um único clube na Europa. Apenas Liédson (Sporting, 172 gols), Jardel (Porto, 168 gols) e Mazzola (Milan, 161 gols), conseguiram marcar mais gols em um só clube.

Atualmente, são poucos os jogadores que atuam nas equipes que ainda brigam por um lugar de destaque nas artilharias históricas dos clubes. No Barcelona, Neymar ocupa a 22ª colocação e tem tudo para, em breve, ser o segundo brasileiro com mais gols. Para superar Rivaldo, autor de 130 gols, Neymar precisa ainda de mais 38 gols.

Na Inglaterra, Philippe Coutinho (Liverpool), Diego Costa (Chelsea) e Fernandinho (Manchester City), estão entre os brasileiros com mais gols por cada clube. Porém, ainda com números baixos. Na França, Lucas (PSG) e Fabinho (Monaco), figuram entre os três brasileiros com mais gols.

Brasileiros com mais gols pelos grandes clubes da Europa

Espanha
Barcelona
Rivaldo (1997-2002) – 130 gols. É o 5º maior do clube.
Evaristo de Macedo (1957-1962) – 105 gols. É o 15º maior do clube.
Ronaldinho Gaúcho (2003-2008) – 97 gols. É o 19º maior do clube.
Neymar (2013-2016) – 92 gols. É o 22º maior do clube.

Real Madrid
Ronaldo (2002-2007) – 104 gols. É o 17º maior do clube
Roberto Carlos (1996-2007) – 69 gols. É o 33º maior do clube.
Robinho (2005-2009) – 35 gols. É o 52º maior do clube.

Atlético de Madrid
Diego Costa (2010-2014) – 64 gols. É o 21º maior do clube
Baltazar (1988-1991) – 61 gols. É o 26º maior do clube
Leivinha (1975-1979) – 43 gols. É o 39º maior do clube

Sevilla
Luis Fabiano (2005-2011) – 106 gols. É o 4º maior do clube
Júlio Baptista (2003-2005) – 50 gols. É o 17º maior do clube
Renato (2004-2011) – 39 gols. É o 29º maior do clube

Valencia
Waldo (1961-1970) – 160 gols. É o 2º maior do clube
Jonas (2010-2014) – 51 gols. É o 28º maior do clube
Walter Marciano (1957-1961) – 27 gols. É o 56º maior do clube

Portugal
Benfica
Jonas (2014-2017) – 72 gols. É o 29º maior do clube
Isaías (1990-1995) – 71 gols. É o 31º maior do clube
Lima (2012-2015) – 70 gols. É o 32º maior do clube

Porto
Jardel (1996-2000) – 168 gols. É o 3º maior do clube
Hulk (2008-2012) – 78 gols. É o 16º maior do clube
Djalma (1966-1969) – 62 gols. É o 24º maior do clube

Sporting
Liédson (2003-2011) – 172 gols. É o 6º maior do clube
Jardel (2001-2003) – 67 gols. É o 23º maior do clube
Fernando Puglia (1959-1961) – 59 gols. É o 29º maior do clube

Alemanha
Bayern Munique
Élber (1997-2003) – 139 gols. É o 6º maior do clube
Paulo Sérgio (1999-2002) – 35 gols. É o 43º maior do clube
Zé Roberto (2002-2009) – 20 gols. É o 63º maior do clube

Borussia Dortmund
Ewerton (2001-2005) – 54 gols. É o 24º maior do clube
Amoroso (2001-2004) – 41 gols. É o 35º maior do clube

Inglaterra
Liverpool
Philippe Coutinho (2013-2017) – 34 gols. É o 85º maior do clube
Roberto Firmino (2015-2017) – 18 gols. É o 140º maior do clube
Lucas Leiva (2007-2017) – 6 gols. É o 237º maior do clube

Manchester United
Anderson (2007-2015) – 9 gols. É o 198º maior do clube
Rafael da Silva (2008-2015) – 5 gols. É o 260º maior do clube
Fábio da Silva (2008-2013) – 3 gols. É o 321º maior do clube

Chelsea
Diego Costa (2014-2017) – 51 gols. É o 36º maior do clube
Oscar (2012-2017) – 38 gols. É o 59º maior do clube
Ramires (2010-2016) – 34 gols. É o 69º maior do clube

Arsenal
Gilberto Silva (2002-2008) – 24 gols. É o 104º maior do clube
Edu (2000-2005) – 15 gols. É o 151º maior do clube
Denílson (2006-2010) – 11 gols. É o 190º maior do clube

Manchester City
Elano (2007-2008) – 18 gols. É o 44º maior do clube
Robinho (2008-2009) – 16 gols. É o 51º maior do clube
Fernandinho (2013-2017) – 16 gols. É o 51º maior do clube

França
Paris Saint-Germain
Raí (1993-1998) – 62 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2010-2012) – 48 gols. É o 12º maior do clube
Lucas (2013-2017) – 37 gols. É o 15º maior do clube

Lyon
Juninho Pernambucano (2001-2009) – 100 gols. É o 5º maior do clube
Sonny Anderson (1999-2003) – 88 gols. É o 7º maior do clube
Fred (2005-2009) – 43 gols. É o 15º maior do clube

Monaco
Sonny Anderson (1993-1997) – 59 gols. É o 8º maior do clube
Nenê (2007-2010) – 20 gols. É o 40º maior do clube
Fabinho (2013-2017) – 18 gols. É o 43º maior do clube

Itália
Juventus
Mazzola (1972-1976) – 37 gols. É o 44º maior do clube
Amauri (2008-2012) – 24 gols. É o 85º maior do clube
Pedro Sernagiotto (1931-1934) – 16 gols. É o 117º maior do clube

Milan
Mazzola (1958-1965) – 161 gols. É o 4º maior do clube
Kaká (2003-2014) – 104 gols. É o 9º maior do clube
Alexandre Pato (2007-2012) – 63 gols. É o 22º maior do clube

Internazionale
Adriano (2001-2009) – 74 gols. É o 18º maior do clube
Jair da Costa (1962-1972) – 69 gols. É o 23º maior do clube
Ronaldo (1997-2002) – 59 gols. É o 26º maior do clube

Napoli
Mazzola (1965-1972) – 97 gols. É o 6º maior do clube
Careca (1987-1993) – 96 gols. É o 7º maior do clube
Cané (1962-1969) – 70 gols. É o 10º maior do clube
Luís Vinício (1955-1960) – 70 gols. É o 10º maior do clube

Roma
Dino da Costa (1955-1961) – 79 gols. É o 9º maior do clube
Mancini (2003-2008) – 59 gols. É o 16º maior do clube
Rodrigo Taddei (2005-2014) – 31 gols. É o 31º maior do clube

 

Mais posts do Futebol em Números:
Kazim: 43º gringo a vestir a camisa do Corinthians
Corinthians não perde desde 2014 pela Copinha
Luis Suárez deixa Neymar para trás nos números pelo Barcelona
A invencibilidade recorde do Real Madrid
O que Cristiano Ronaldo e Messi já fizeram para levar o prêmio da Fifa


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>