Futebol em Números

Arquivo : Vitória

O caminho das equipes na reta final do Brasileirão
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O Campeonato Brasileiro completou praticamente 2/3 de seus 380 jogos nesse final de semana após as nove partidas da 25ª rodada (Sport x Vasco jogam amanhã). Restando agora 13 rodadas (1/3 da disputa), a competição deverá ter uma disputa intensa contra o rebaixamento. No G6, bloco dos classificados para a Libertadores, a disputa parece definida, ainda mais que um deles já estará garantido pelo título da Copa do Brasil (Cruzeiro e Flamengo).

Um fator importante nessas rodadas finais é o mando de campo. Dez equipes terão pela frente sete partidas em casa e seis fora. Outros dez, o inverso (seis como mandante e sete como visitante).

6 jogos em casa e 7 fora nas últimas 13 rodadas:
Corinthians (1º), Santos (2º), Flamengo (7º), Chapecoense (9º), Atlético-MG (11º), Fluminense (12º), Sport (15º), Vitória (16º), Coritiba (19º) e Atlético-GO (20º)

7 jogos em casa e 6 fora nas últimas 13 rodadas:
Grêmio (3º), Palmeiras (4º), Cruzeiro (5º), Botafogo (6º), Atlético-PR (8º), Vasco (10º), Bahia (13º), Avaí (14º), São Paulo (17º) e Ponte Preta (18º)

Abaixo, o caminho de cada equipe até a 38ª rodada e os confrontos contra equipes que estão no G6 (em azul) e no Z4 (em vermelho):

1º Corinthians
Cruzeiro (f), Coritiba (c), Bahia (f), Grêmio (c), Botafogo (f), Ponte Preta (f), Palmeiras (c), Atlético-PR (f), Avaí (c), Fluminense (c), Flamengo (f), Atlético-MG (c) e Sport (f)

2º Santos
Palmeiras (f), Ponte Preta (f), Vitória (c), Sport (f), Atlético-GO (c), São Paulo (f), Atlético-MG (c), Vasco (c), Chapecoense (f), Bahia (f), Grêmio (c), Flamengo (f) e Avaí (c)

3º Grêmio
Fluminense (c), Cruzeiro (c), Coritiba (f), Corinthians (f), Palmeiras (c), Avaí (f), Flamengo (c), Ponte Preta (f), Vitória (c), São Paulo (c), Santos (c), Atlético-GO (c) e Atlético-MG (f)

4º Palmeiras
Santos (c), Bahia (c), Atlético-GO (f), Ponte Preta (c), Grêmio (f), Cruzeiro (c), Corinthians (f), Vitória (f), Flamengo (c), Sport (c), Avaí (f), Botafogo (c) e Atlético-PR (f)

5º Cruzeiro
Corinthians (c), Grêmio (f), Ponte Preta (c), Coritiba (f), Atlético-MG (c), Palmeiras (f), Atlético-PR (c), Flamengo (f), Fluminense (c), Avaí (c), Vitória (f), Vasco (c) e Botafogo (f)

6º Botafogo
Vitória (c), Chapecoense (c), Vasco (f), Avaí (f), Corinthians (c), Atlético-MG (f), Fluminense (c), Sport (f), Atlético-PR (c), Atlético-GO (c), São Paulo (f), Palmeiras (f) e Cruzeiro (c)

7º Flamengo
Ponte Preta (f), Fluminense (c), Chapecoense (f), Bahia (c), São Paulo (f), Vasco (c), Grêmio (f), Cruzeiro (c), Palmeiras (f), Coritiba (f), Corinthians (c), Santos (c) e Vitória (f)

8º Atlético-PR
Atlético-MG (c), Atlético-GO (c), São Paulo (f), Vitória (f), Sport (c), Chapecoense (c), Cruzeiro (f), Corinthians (c), Botafogo (f), Ponte Preta (f), Vasco (c), Avaí (f) e Palmeiras (c)

9º Chapecoense
Vasco (f), Botafogo (f), Flamengo (c), Atlético-MG (f), Fluminense (c), Atlético-PR (f), Sport (c), São Paulo (f), Santos (c), Vitória (c), Atlético-GO (f), Bahia (f) e Coritiba (c)

10º Vasco
Chapecoense (c), Avaí (f), Botafogo (c), Atlético-GO (f), Coritiba (c), Flamengo (f), Vitória (c), Santos (f), São Paulo (c), Atlético-MG (c), Atlético-PR (f), Cruzeiro (f) e Ponte Preta (c)

11º Atlético-MG
Atlético-PR (f), São Paulo (f), Sport (f), Chapecoense (c), Cruzeiro (f), Botafogo (c), Santos (f), Atlético-GO (c), Bahia (f), Vasco (f), Coritiba (c), Corinthians (f) e Grêmio (c)

12º Fluminense
Grêmio (f), Flamengo (f), Avaí (c), São Paulo (c), Chapecoense (f), Bahia (c), Botafogo (f), Coritiba (c), Cruzeiro (f), Corinthians (f), Ponte Preta (c), Sport (c) e Atlético-GO (f)

13º Bahia
Coritiba (c), Palmeiras (f), Corinthians (c), Flamengo (f), Vitória (c), Fluminense (f), Ponte Preta (c), Avaí (f), Atlético-MG (c), Santos (c), Sport (f), Chapecoense (c) e São Paulo (f)

14º Avaí
Atlético-GO (c), Vasco (c), Fluminense (f), Botafogo (c), Ponte Preta (f), Grêmio (c), Coritiba (f), Bahia (c), Corinthians (f), Cruzeiro (f), Palmeiras (c), Atlético-PR (c) e Santos (f)

15º Sport
São Paulo (f), Vitória (f), Atlético-MG (c), Santos (c), Atlético-PR (f), Coritiba (c), Chapecoense (f), Botafogo (c), Atlético-GO (f), Palmeiras (f), Bahia (c), Fluminense (f) e Corinthians (c)

16º Vitória
Botafogo (f), Sport (c), Santos (f), Atlético-PR (c), Bahia (f), Atlético-GO (c), Vasco (f), Palmeiras (c), Grêmio (f), Chapecoense (f), Cruzeiro (c), Ponte Preta (f) e Flamengo (c)

17º São Paulo
Sport (c), Atlético-MG (f), Atlético-PR (c), Fluminense (f), Flamengo (c), Santos (c), Atlético-GO (f), Chapecoense (c), Vasco (f), Grêmio (f), Botafogo (c), Coritiba (f) e Bahia (c)

18º Ponte Preta
Flamengo (c), Santos (c), Cruzeiro (f), Palmeiras (f), Avaí (c), Corinthians (c), Bahia (f), Grêmio (c), Coritiba (f), Atlético-PR (c), Fluminense (f), Vitória (c) e Vasco (f)

19º Coritiba
Bahia (f), Corinthians (f), Grêmio (c), Cruzeiro (c), Vasco (f), Sport (f), Avaí (c), Fluminense (f), Ponte Preta (c), Flamengo (c), Atlético-MG (f), São Paulo (c) e Chapecoense (f)

20º Atlético-GO
Avaí (f), Atlético-PR (f), Palmeiras (c), Vasco (c), Santos (f), Vitória (f), São Paulo (c), Atlético-MG (f), Sport (c), Botafogo (f), Chapecoense (c), Grêmio (f) e Fluminense (c)


São Paulo foi o time da Série A que mais perdeu jogadores para o exterior
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Dos 629 jogadores que entraram em campo pelo Brasileirão de 2017, 77 deixaram as equipes, sendo que 13 deles apenas trocaram de clube na Série A. Além disso, 19 se transferiram para a Série B e 35 foram para clubes do exterior.

Dos 20 clubes da Série A, o São Paulo foi o que mais perdeu jogadores para times de fora do país (6). Já Bahia, Botafogo, Coritiba e Flamengo não tiveram baixas no elenco para clubes do exterior (reforçando que essa lista contabiliza apenas jogadores que entraram em campo no Brasileirão).

Com sete saídas, contando jogadores que deixaram o clube para algum time aqui do Brasil ou da lista de dispensados, o São Paulo também está entre aqueles que mais perderam jogadores, ao lado de Atlético-GO, Ponte Preta e Vitória.

O Corinthians, líder do Brasileirão, teve duas baixas no elenco, sendo apenas uma para o exterior: o atacante reserva Léo Jabá, oriundo das categorias de base, que foi para o Akhmat Grozny, da Rússia. O outro que saiu da equipe foi o também reserva Clayton, que voltou ao Atlético-MG após cinco meses de empréstimo.

Dos 35 jogadores da Série A que foram para o exterior, seis foram para a França, o principal destino, seguido por Argentina e Portugal, com quatro cada. Mas um fato a se destacar é que nenhum dos jogadores que saíram da Série A foram transferido para grandes clubes da Europa. O volante Douglas, do Vasco, vendido ao Manchester City-ING, acabou emprestado ao Girona, único clube espanhol a levar um brasileiro. No futebol francês, quatro brasileiros foram para o Lille (Caju, Thiago Maia, Thiago Mendes e Luiz Araújo), um para o Bordeaux (Otávio) e outro para o Nantes (Andrei Girotto). Para Portugal, nenhum foi para Porto, Benfica ou Sporting. Para o futebol italiano, houve apenas uma transferência: João Schimidt, do São Paulo para o Atalanta. Para a Inglaterra, tirando Douglas, que nem ficou por lá, o único vendido foi Richarlison, ex-Flu, para o Watford. Já a Alemanha não levou jogadores de times brasileiros nessa janela.

Os jogadores que deixaram os clubes na Série A de 2017 (até a 22ª rodada):

Atlético-GO (7)
3 para o exterior:
Felipe Garcia (G) – Moreirense-POR
Marcão (Z) – Rio Ave-POR
Everaldo (A) – Querétaro-MEX
Outros:
Eduardo Diniz (LD) – CRB (Série B)
Abuda (V) – Figueirense (Série B)
Júnior Viçosa (A) – Goiás (Série B)
Walterson (A) – Figueirense (Série B)

Atlético-MG (3)
1 para o exterior:
Rafael Carioca (V) – Tigres-MEX
Outros:
Danilo Barcelos (LE) – Ponte Preta
Maicosuel (M) – São Paulo

Atlético-PR (6)
1 para o exterior:
Otávio (V) – Bordeaux-FRA
Outros:
Marcão (Z) – Atlético-GO
Bruno Mota (M) – Náutico (Série B)
Carlos Alberto (M) – Rescidiu o contrato
Grafite (A) – Santa Cruz (Série B)
Yago (A) – Figueirense (Série B)

Avaí (3)
1 para o exterior:
Iury (A) – Zorya-UCR
Outros:
Vinícius Pacheco (M) – Fortaleza (Série C)
Denílson (A) – São Paulo

Bahia (2)
Outros:
Diego Rosa (M) – Atlético-GO
Gustavo (A) – Goiás (Série B)

Botafogo (4)
Outros:
Camilo (M) – Internacional (Série B)
Montillo (M) – Aposentou
Joel (A) – Avaí
Pachu (A) – Santa Cruz (Série B)

Chapecoense (3)
2 para o exterior:
Andrei Girotto (V) – Nantes-FRA
Rossi (A) – Shezen-CHN
Outros:
Niltinho (A) – Atlético-GO

Corinthians (2)
1 para o exterior:
Léo Jabá (A) – Akhmat Grozny-RUS
Outros:
Clayton (A) – Atlético-MG

Coritiba (0)

Cruzeiro (2)
2 para o exterior:
Caicedo (Z) – Barcelona-EQU
Ábila (A) – Boca Juniors-ARG

Flamengo (1)
Outros:
Leandro Damião (A) – Internacional (Série B)

Fluminense (3)
2 para o exterior:
Richarlison (A) – Watford-ING
Outros:
Lucas Fernandes (M) – Atlético-PR
Maranhão (A) – Ponte Preta

Grêmio (6)
4 para o exterior:
Gaston Fernández (M) – Estudiantes-ARG
Lincoln (M) – Rizesport-TUR
Pedro Rocha (A) – Spartak Moscou-RUS
Bolaños (A) – Tijuana-MEX
Outros:
Lima (V) – Ceará (Série B)
Nicolas Careca (A) – Figueirense (Série B)

Palmeiras (1)
1 para o exterior:
Matheus Iacovelli (A) – Estoril-POR

Ponte Preta (7)
2 para o exterior:
Kadu (Z) – Goztepe-TUR
Ravanelli (M) – Akhmat Grozny-RUS
Outros:
João Lucas (LE) – Figueirense (Série B)
Fábio Braga (V) – Dispensado
Xuxa (M) – Figueirense (Série B)
Negueba (A) – Dispensado
Clayson (A) – Corinthians

Santos (4)
2 para o exterior:
Caju (LE) – Lille-FRA
Thiago Maia (V) – Lille-FRA
Outros:
Rafael Longuine (A) – Coritiba
Rodrigão (A) – Bahia

São Paulo (7)
6 para o exterior:
Maicon (Z) – Galatasaray-TUR
Lucão (Z) – Estoril-POR
Thiago Mendes (V) – Lille-FRA
João Schmidt (V) – Atalanta-ITA
Luiz Araújo (A) – Lille-FRA
Chávez (A) – Boca Juniors-ARG
Outros:
Wesley (V) – Sport

Sport (5)
1 para o exterior:
Ronaldo (V) – Ohod-ARA
Outros:
Matheus Ferraz (Z) – Goiás (Série B)
Fabrício (V) – Oeste (Série B)
Neto Moura (M) – América-MG (Série B)
Leandro Pereira (A) – Dispensado

Vasco (4)
3 para o exterior:
Douglas (V) – Girona-ESP (emprestado pelo Manchester City-ING)
Bruno Gallo (V) – Qatar SC-CAT
Muriqui (A) – Guanghzou Evergrande-CHN
Outros:
Andrezinho (M) – Goiás (Série B)

Vitória (7)
4 para o exterior:
Euller (LE) – Avispa Fukuoka-JAP
Cleiton Xavier (M) – Nagoya Grampus-JAP
Pisculichi (M) – Argentinos Juniors-ARG
Pineda (A) – Santiago Wanderers-CHI
Outros:
Leandro Salino (LD) – Dispensado
Flávio (V) – Dispensado
Paulinho (V) – Dispensado

 


Corinthians perde quatro sequências de invencibilidade
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O Corinthians foi derrotado hoje em Itaquera, pelo Vitória, por 1 x 0, e perdeu de uma só vez quatro sequências de invencibilidade. A maior delas a sua série invicta em 2017 (34 jogos). A última derrota do clube dirigido pelo técnico Fábio Carille havia sido no dia 19 de março (0 x 1 Ferroviária, pelo Campeonato Paulista). Assim, o time perdeu a chance de igualar a maior marca invicta de sua história, de 37 jogos, em 1957.

Outra marca perdida pelo time após o revés para o time baiano foi a invencibilidade no Brasileirão. Líder invicto no 1º turno, o alvinegro perdeu hoje a sequência que já durava 19 jogos na Série A – a maior dos pontos corridos, desde 2003. Curiosamente, o Vitória foi o time que acabou com a sequência invicta do Corinthians em Brasileiros em 1993, então a maior do clube (15 jogos). Naquele ano, o time treinado por Mário Sérgio perdeu apenas um jogo na fase semifinal e perdeu a chance de ir à final.

A derrota para o Vitória, em casa, foi a segunda do time no ano – a última derrota havia sido no dia 11 de fevereiro (0 x 2 para o Santo André). Desde então, o time conseguiu a sequência de 22 jogos sem derrota, a terceira melhor marca desde a inauguração do estádio, em 2014. O Corinthians já chegou a ficar 32 jogos sem perder em casa em 2014 e 2015 e mais 34 jogos entre 2015 e 2016.

Já a quarta invencibilidade perdida hoje foi para o próprio Vitória. Jogando como mandante, o Corinthians nunca havia perdido para o time baiano no Brasileirão (18 jogos, 14 vitórias e 4 empates), sendo 17 deles em São Paulo – o outro jogo foi em Cuiabá-MT. Pela primeira vez também nesse Brasileirão, em 20 jogos, o Corinthians saiu perdendo no intervalo.


Grêmio e Flamengo poderão fazer 16 jogos nos próximos dois meses
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

No primeiro ano no novo calendário, com as competições como Copa do Brasil, Copa Libertadores e Copa Sul-Americana tomando quase que o ano todo, os clubes brasileiros estão encontrando dificuldades para se adaptar e conciliar a disputa do Brasileirão. Como nunca visto antes, muitos clubes estão deixando de lado a principal competição do país e dando prioridade para outros torneios, como a Copa do Brasil.

Esse ano, ainda mais com a enorme vantagem que o Corinthians vem construindo no Brasileirão, os técnicos dos concorrentes mais próximos já jogaram a toalha na virada do turno, algo raro desde 2003. Renato Gaúcho (Grêmio) e Levir Culpi (Santos), já disseram que é quase impossível pegar o líder Corinthians e brigar pelo título com outras competições pela frente. Renato, aliás, assumiu que vai botar a garotada no Brasileirão, já que prioriza a Copa do Brasil e a Libertadores – sem falar da Primeira Liga.

E faz sentido. O Grêmio, clube com o melhor desempenho geral entre as equipes em 2017 (por chegar vivo em quatro competições em agosto), poderá fazer 16 partidas nos próximos dois meses caso passe para a final da Copa do Brasil e da Primeira Liga. Com jogos no meio de semana e no final de semana, fica quase que impossível botar os titulares em todas as partidas. E isso que o time precisará de fôlego ainda para a semifinal e final da Libertadores, em meados de outubro e novembro e a reta final do Brasileirão (onde deverá brigar para ficar no G4 e garantir vaga na fase de grupos da Libertadores 2018).

O Flamengo, que ainda disputa a Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Primeira Liga, é outro que poderá fazer também 16 jogos nos próximos dois meses. Por outro lado, clubes que só disputam o Brasileirão (Palmeiras, São Paulo, Vasco, Atlético-PR, Coritiba, Avaí, Vitória, Bahia e Atlético-GO), terão sete jogos pela frente até meados de outubro.

Outros que disputam Brasileirão e Copa Sul-Americana, terão nove jogos nos próximos dois meses (Corinthians, Ponte Preta, Sport e Chapecoense), assim como o Santos, que tem Brasileirão e Copa Libertadores. O Atlético-MG, que disputa, além do Brasileirão, a Primeira Liga, poderá fazer 10 jogos. O Fluminense, que joga Brasileirão, Primeira Liga e Copa Sul-Americana, poderá fazer 12 jogos. O Cruzeiro, que joga a Copa do Brasil, Brasileirão e Primeira Liga, poderá fazer 14 jogos, assim como o Botafogo (Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores).

Confira o calendário de jogos das equipes nos próximos dois meses (em vermelho os jogos que os times poderão fazer em caso de classificação para a fase seguinte):

Grêmio (Brasileirão, Copa do Brasil, Copa Libertadores e Primeira Liga)
16/8 (qua) – Cruzeiro (c) – Copa do Brasil (semifinal – ida)
20/8 (dom) – Atlético-PR (c) – Brasileirão
23/8 (qua) – Cruzeiro (f) – Copa do Brasil (semifinal – volta)
26/8 (sab) – Sport (c) – Brasileirão
30/8 (qua) – Cruzeiro (f) – Primeira Liga (quartas)
3/9 (dom) – Flamengo ou Paraná – Primeira Liga (semifinal)
7/9 (qua) – Botafogo ou Flamengo – Copa do Brasil (final – ida)
10/9 (dom) – Vasco (f) – Brasileirão
13/9 (qua) – Botafogo (f) – Libertadores (quartas – ida)
17/9 (dom) – Chapecoense (c) – Brasileirão
20/9 (qua) – Botafogo (c) – Libertadores (quartas – volta)
24/9 (dom) – Bahia (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Fluminense (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Cruzeiro (c) – Brasileirão
8/10 (dom) – Primeira Liga (final)
12/10 (qua) – Botafogo ou Flamengo – Copa do Brasil (final – volta)

Flamengo (Brasileirão, Copa do Brasil, Copa Sul-Americana e Primeira Liga)
16/8 (qua) – Botafogo (f) – Copa do Brasil (semifinal – ida)
19/8 (sab) – Atlético-GO (c) – Brasileirão
23/8 (qua) – Botafogo (c) – Copa do Brasil (semifinal – volta)
27/8 (dom) – Atlético-PR (c) – Brasileirão
30/8 (qua) – Paraná (c) – Primeira Liga (quartas)
3/9 (dom) – Cruzeiro ou Grêmio – Primeira Liga (semifinal)
7/9 (qua) – Cruzeiro ou Grêmio – Copa do Brasil (final – ida)
10/9 (dom) – Botafogo (f) – Brasileirão
13/9 (qua) – Chapecoense (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
17/9 (dom) – Sport (c) – Brasileirão
20/9 (qua) – Chapecoense (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
23/9 (sab) – Avaí (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Ponte Preta (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Fluminense (c) – Brasileirão
8/10 (dom) – Primeira Liga (final)
12/10 (qua) – Cruzeiro ou Grêmio – Copa do Brasil (final – volta)

Botafogo (Brasileirão, Copa do Brasil e Copa Libertadores)
16/8 (qua) – Flamengo (c) – Copa do Brasil (semifinal – ida)
20/8 (dom) – Ponte Preta (f) – Brasileirão
23/8 (qua) – Flamengo (f) – Copa do Brasil (semifinal – volta)
27/8 (dom) – Bahia (f) – Brasileirão
7/9 (qua) – Cruzeiro ou Grêmio – Copa do Brasil (final – ida)
10/9 (dom) – Flamengo (c) – Brasileirão
13/9 (qua) – Grêmio (c) – Libertadores (quartas – ida)
16/9 (sab) – Santos (c) – Brasileirão
20/9 (qua) – Grêmio (f) – Libertadores (quartas – volta)
24/9 (dom) – Coritiba (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Vitória (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Chapecoense (c) – Brasileirão
12/10 (qua) – Cruzeiro ou Grêmio – Copa do Brasil (final – volta)

Cruzeiro (Brasileirão, Copa do Brasil e Primeira Liga)
16/8 (qua) – Grêmio (f) – Copa do Brasil (semifinal – ida)
20/8 (dom) – Sport (c) – Brasileirão
23/8 (qua) – Grêmio (c) – Copa do Brasil (semifinal – volta)
27/8 (dom) – Santos (c) – Brasileirão
30/8 (qua) – Grêmio (c) – Primeira Liga (quartas)
3/9 (dom) – Flamengo ou Paraná – Primeira Liga (semifinal)
7/9 (qua) – Botafogo ou Flamengo – Copa do Brasil (final – ida)
10/9 (dom) – Chapecoense (f) – Brasileirão
18/9 (seg) – Bahia (c) – Brasileirão
24/9 (dom) – Atlético-GO (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Corinthians (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Grêmio (f) – Brasileirão
8/10 (dom) – Primeira Liga (final)
12/10 (qua) – Botafogo ou Flamengo – Copa do Brasil (final – volta)

Fluminense (Brasileirão, Copa Sul-Americana e Primeira Liga)
21/8 (seg) – Atlético-MG (c) – Brasileirão
26/8 (sab) – Vasco (c) – Brasileirão
30/8 (qua) – Londrina (f) – Primeira Liga (quartas)
3/9 (dom) – Atlético-MG ou Internacional – Primeira Liga (semifinal)
10/9 (dom) – Vitória (f) – Brasileirão
14/9 (qui) – LDU Quito-EQU (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
17/9 (dom) – Atlético-PR (f) – Brasileirão
21/9 (qui) – LDU Quito-EQU (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
24/9 (dom) – Palmeiras (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Grêmio (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Flamengo (f) – Brasileirão
8/10 (dom) – Primeira Liga (final)

Santos (Brasileirão e Copa Libertadores)
20/8 (dom) – Coritiba (f) – Brasileirão
27/8 (dom) – Cruzeiro (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Corinthians (c) – Brasileirão
13/9 (qua) – Barcelona-EQU (f) – Libertadores (quartas – ida)
16/9 (sab) – Botafogo (f) – Brasileirão
20/9 (qua) – Barcelona-EQU (c) – Libertadores (quartas – volta)
23/9 (sab) – Atlético-PR (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Palmeiras (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Ponte Preta (f) – Brasileirão

Corinthians (Brasileirão e Copa Sul-Americana)
19/8 (sab) – Vitória (c) – Brasileirão
23/8 (qua) – Corinthians (f) – Brasileirão
26/8 (sab) – Atlético-GO (c) – Brasileirão
10/9 (dom) – Santos (f) – Brasileirão
13/9 (qua) – Racing-ARG (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
17/9 (dom) – Vasco (c) – Brasileirão
20/9 (qua) – Racing-ARG (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
24/9 (dom) – São Paulo (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Cruzeiro (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Coritiba (c) – Brasileirão

Ponte Preta (Brasileirão e Copa Sul-Americana)
20/8 (dom) – Botafogo (c) – Brasileirão
27/8 (dom) – Atlético-MG (c) – Brasileirão
9/9 (sab) – São Paulo (f) – Brasileirão
13/9 (qua) – Sport (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
16/9 (sab) – Atlético-GO (c) – Brasileirão
20/9 (qua) – Sport (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
24/9 (dom) – Chapecoense (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Flamengo (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Santos (c) – Brasileirão

Chapecoense (Brasileirão e Copa Sul-Americana)
20/8 (dom) – Palmeiras (f) – Brasileirão
23/8 (qua) – Corinthians (c) – Brasileirão
27/8 (dom) – Avaí (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Cruzeiro (c) – Brasileirão
13/9 (qua) – Flamengo (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
17/9 (dom) – Grêmio (f) – Brasileirão
20/9 (qua) – Flamengo (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
24/9 (dom) – Ponte Preta (c) – Brasileirão
28/9 (qui) – Vasco (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Botafogo (f) – Brasileirão

Sport (Brasileirão e Copa Sul-Americana)
20/8 (dom) – Cruzeiro (f) – Brasileirão
26/8 (sab) – Grêmio (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Avaí (c) – Brasileirão
13/9 (qua) – Ponte Preta (c) – Copa Sul-Americana (oitavas – ida)
17/9 (dom) – Flamengo (f) – Brasileirão
20/9 (qua) – Ponte Preta (f) – Copa Sul-Americana (oitavas – volta)
25/9 (seg) – Vasco (c) – Brasileirão
28/9 (qui) – São Paulo (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Vitória (f) – Brasileirão

Atlético-MG (Brasileirão e Primeira Liga)
21/8 (seg) – Fluminense (f) – Brasileirão
27/8 (dom) – Ponte Preta (f) – Brasileirão
30/8 (qua) – Internacional (f) – Primeira Liga (quartas)
3/9 (dom) – Fluminense ou Londrina – Primeira Liga (semifinal)
9/9 (sab) – Palmeiras (c) – Brasileirão
17/9 (dom) – Avaí (f) – Brasileirão
24/9 (dom) – Vitória (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Atlético-PR (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – São Paulo (c) – Brasileirão
8/10 (dom) – Primeira Liga (final)

Palmeiras (Brasileirão)
20/8 (dom) – Chapecoense (c) – Brasileirão
27/8 (dom) – São Paulo (c) – Brasileirão
9/9 (sab) – Atlético-MG (f) – Brasileirão
16/9 (sab) – Coritiba (c) – Brasileirão
24/9 (dom) – Fluminense (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Santos (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Bahia (c) – Brasileirão

São Paulo (Brasileirão)
19/8 (dom) – Avaí (f) – Brasileirão
27/8 (dom) – Palmeiras (f) – Brasileirão
9/9 (sab) – Ponte Preta (c) – Brasileirão
17/9 (dom) – Vitória (f) – Brasileirão
24/9 (dom) – Corinthians (c) – Brasileirão
28/9 (qui) – Sport (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Atlético-MG (f) – Brasileirão

Vasco (Brasileirão)
20/8 (dom) – Bahia (f) – Brasileirão
26/8 (sab) – Fluminense (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Grêmio (c) – Brasileirão
17/9 (dom) – Corinthians (f) – Brasileirão
25/9 (seg) – Sport (f) – Brasileirão
28/9 (qui) – Chapecoense (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Avaí (f) – Brasileirão

Atlético-PR (Brasileirão)
20/8 (dom) – Grêmio (f) – Brasileirão
27/8 (dom) – Flamengo (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Coritiba (c) – Brasileirão
17/9 (dom) – Fluminense (c) – Brasileirão
23/9 (sab) – Santos (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Atlético-MG (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Atlético-GO (c) – Brasileirão

Coritiba (Brasileirão)
20/8 (dom) – Santos (c) – Brasileirão
28/8 (seg) – Vitória (c) – Brasileirão
10/9 (dom) – Atlético-PR (f) – Brasileirão
16/9 (sab) – Palmeiras (f) – Brasileirão
24/9 (dom) – Botafogo (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Bahia (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Corinthians (f) – Brasileirão

Avaí (Brasileirão)
20/8 (dom) – São Paulo (c) – Brasileirão
27/8 (dom) – Chapecoense (c) – Brasileirão
10/9 (dom) – Sport (f) – Brasileirão
17/9 (dom) – Atlético-MG (c) – Brasileirão
23/9 (sab) – Flamengo (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Atlético-GO (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Vasco (c) – Brasileirão

Vitória (Brasileirão)
19/8 (sab) – Corinthians (f) – Brasileirão
28/8 (seg) – Coritiba (f) – Brasileirão
10/9 (dom) – Fluminense (c) – Brasileirão
17/9 (dom) – São Paulo (c) – Brasileirão
24/9 (dom) – Atlético-MG (f) – Brasileirão
27/9 (qua) – Botafogo (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Sport (c) – Brasileirão

Bahia (Brasileirão)
20/8 (dom) – Vasco (c) – Brasileirão
27/8 (dom) – Botafogo (c) – Brasileirão
11/9 (seg) – Atlético-GO (f) – Brasileirão
18/9 (seg) – Cruzeiro (f) – Brasileirão
24/9 (dom) – Grêmio (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Coritiba (c) – Brasileirão
1/10 (dom) – Palmeiras (f) – Brasileirão

Atlético-GO (Brasileirão)
19/8 (sab) – Flamengo (f) – Brasileirão
26/8 (sab) – Corinthians (f) – Brasileirão
11/9 (seg) – Bahia (c) – Brasileirão
16/9 (sab) – Ponte Preta (f) – Brasileirão
24/9 (dom) – Cruzeiro (c) – Brasileirão
27/9 (qua) – Avaí (f) – Brasileirão
1/10 (dom) – Atlético-PR (f) – Brasileirão

Mais de Futebol em Números no twitter:
@rodolfo1975


Quem mais usa atleta da base no Brasileirão
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Após oito rodadas no Brasileirão, os 20 clubes da Série A utilizaram 503 jogadores, média de 25,1 jogadores por clube. O Grêmio, que na 2ª rodada colocou um time reserva contra o Sport, foi o time que mais utilizou jogadores até aqui (30), seguido por Atlético-PR (29), Atlético-MG, Fluminense e Sport (28 cada). Por outro lado, Chapecoense (20) e Atlético-GO e Coritiba (21) foram os que menos utilizaram.

E dos 503 jogadores que entraram em campo nesse Brasileiro, 124 são oriundos das categorias de base dos clubes (24,7%). Sendo que 79 subiram diretamente da base para o profissional, enquanto outros 45 chegaram a ser emprestados antes de retornar ao clube onde foi revelado.

O Vasco, com 13 jogadores, é o time com mais atletas da base nesse Brasileirão, sendo oito que vieram direto das categorias de base e mais cinco que voltaram após empréstimos. O clube cruz-maltino colocou em campo, então, 48,1% dos atletas formados na base nesse Brasileirão. Nessa porcentagem, depois do Vasco, aparecem Atlético-PR (41,4%), Fluminense (39,3%), Corinthians (39,1%), Grêmio (36,6%) e Atlético-MG (32,1%). Por outro lado, a Chapecoense, que não colocou jogadores da base nesse Brasileiro, e Palmeiras (que usou apenas um), são os clubes com menos atletas da base.

Clubes que mais usaram jogadores da base no Brasileirão de 2017:

ClubeBase 1*Base 2**Total base
Vasco8513
Atlético-PR5712
Grêmio9211
Fluminense5611
Atlético-MG5510
Corinthians358
Sport617
Santos527
Botafogo527
São Paulo527
Cruzeiro336
Flamengo516
Vitória505
Ponte Preta224
Bahia213
Avaí303
Coritiba112
Palmeiras101
Atlético-GO101
Chapecoense000

* Base 1 (jogadores que subiram diretamente da categoria de base para o elenco profissional atual)
* Base 2 (jogador revelados pelo clube, mas que saíram por empréstimo ou vendidos, e depois retornaram ao clube)

Percentual de jogadores da base no total de jogadores utilizados nesse Brasileirão:

ClubeUtilizadosTotal base% jogadores da base
Vasco271348,1
Atlético-PR291241,4
Fluminense281139,3
Corinthians23939,1
Grêmio301136,6
Atlético-MG281035,7
Botafogo25728,0
Cruzeiro23626,1
Santos27725,9
São Paulo27725,9
Sport28725,0
Flamengo25624,0
Vitória27518,5
Ponte Preta28415,4
Avaí22313,6
Bahia23313,0
Coritiba2129,5
Atlético-GO2114,8
Palmeiras2514,0
Chapecoense2000,0


Jogadores que vieram das categorias de base:

Atlético-GO
Luiz Fernando (meia)

Atlético-MG
Marcos Rocha* (lateral direito), Alex Silva* (lateral direito), Gabriel (zagueiro), Rodrigão* (zagueiro), Yago (volante), Ralph (volante), Thalis (meia), Élder Santana* (atacante) e Capixaba (atacante)

Atlético-PR
Cleberson (zagueiro), Zé Ivaldo (zagueiro), Sidcley* (lateral esquerdo), Nicolas (lateral esquerdo), Marcão* (lateral esquerdo), Otávio (volante), Bruno Mota* (volante), Deivid* (volante), Matheus Rossetto* (meia), João Pedro* (meia), Douglas Coutinho* (atacante) e Yago (atacante)

Avaí
Lourenço (meia), Iury (meia) e Rômulo (atacante)

Bahia
Jean (goleiro), Rodrigo Becão (zagueiro) e Feijão* (volante)

Botafogo
Igor Rabello* (zagueiro), Emerson Santos (zagueiro), Marcelo (zagueiro), Fernandes (volante), Matheus Fernandes (meia), Pachu* (atacante) e Renan Gorne (atacante)

Corinthians
Fágner* (lateral direito), Pedro Henrique* (zagueiro), Léo Santos (zagueiro), Guilherme Arana* (lateral esquerdo), Maycon* (volante), Léo Jabá (atacante), Pedrinho (atacante) e Jô* (atacante)

Coritiba
Dodô (lateral direito) e Wallison Maia* (zagueiro)

Cruzeiro
Murilo (zagueiro), Lucas Silva* (volante), Alisson* (meia), Élber* (atacante), Raniel (atacante) e Alex (atacante)

Flamengo
Thiago (goleiro), Juan* (zagueiro), Matheus Sávio (meia), Lucas Paquetá (meia), Felipe Vizeu (atacante) e Vinícius Júnior (atacante)

Fluminense
Nogueira* (zagueiro), Léo (lateral esquerdo), Mascarenhas (lateral esquerdo), Wendel (volante), Douglas (volante), Luiz Fernando* (meia), Matheus Alessandro* (meia), Pedro* (atacante), Marcos Júnior (atacante), Wellington* (atacante) e Marcos Calazans* (atacante)

Grêmio
Marcelo Grohe (goleiro), Léo (goleiro), Rafael Thyere* (zagueiro), Kaio (volante), Arthur (volante), Machado (meia), Conrado (meia), Lima* (meia), Lincoln (meia), Nicolas Careca (atacante), Everton (atacante) e Pedro Rocha (atacante)

Palmeiras
Matheus Iacovelli (atacante)

Ponte Preta
Aranha* (goleiro), Jeferson (lateral direito), Rodrigo* (zagueiro) e Ravanelli (meia)

Santos
Daniel Guedes (lateral direito), Lucas Veríssimo (zagueiro), Zeca (lateral esquerdo), Thiago Maia (volante), Alison* (volante), Léo Cittadini* (meia) e Arthur Gomes (atacante)

São Paulo
Rodrigo Caio (zagueiro), Lucão (zagueiro), Éder Militão (volante), João Schimidt* (volante), Lucas Fernandes (meia), Léo Natel (atacante) e Luiz Araújo (atacante)

Sport
Evandro (lateral esquerdo), Neto Moura (volante), Fabrício (volante), Thalysson (volante), Ronaldo (volante), Everton Felipe* (meia) e Juninho* (atacante)

Vasco
Jomar* (zagueiro), Henrique (lateral esquerdo), Alan (lateral esquerdo), Bruno Gallo* (volante), Bruno Cosendey* (volante), Douglas (volante), Mateus Vital (volante), Guilherme* (meia), Evander (meia), Caio Monteiro (meia), Paulo Vítor (atacante), Muriqui* (atacante) e Thalles (atacante)

Vitória
Euller (lateral esquerdo), Flávio (volante), Jhemerson (meia), David (atacante) e Rafaelson (atacante)
* Saíram e voltaram ao clube
Em vermelho os jogadores que deixaram o clube nesse Brasileirão


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>