Futebol em Números

Arquivo : Pelé

Daniel Alves pode se tornar o jogador com mais títulos na história
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

O lateral direito Daniel Alves foi um dos destaques da Juventus, ontem, na vitória por 2 a 0 sobre o Monaco-FRA, pela partida de ida da semifinal da Liga dos Campeões. O jogador, de 33 anos, deu duas belas assistências para o argentino Gonzalo Higuaín, a primeira de calcanhar. Titular absoluto da seleção brasileira do técnico Tite, Daniel alcançou ainda hoje uma marca importante. Com 142 jogos, superou Roberto Carlos (141) e se tornou o brasileiro com mais jogos em competições europeias (Liga dos Campeões, Liga Europa, Recopa e Supercopa Europeia).

Em grande fase após ser preterido pelo Barcelona, Daniel Alves pode, em breve, se tornar o jogador com mais títulos na história do futebol. Com 32 títulos na carreira, o lateral está próximo de ser campeão italiano. A Juventus, atual pentacampeã, está nove pontos à frente da Roma faltando quatro rodadas para o fim do campeonato. Já no dia 2 de junho, a Juve terá ainda a final da Copa Itália contra a Lazio, atual 4ª colocada no Italiano. Atual bicampeão da Copa, a Juventus não perde para a Lazio há 13 jogos (venceu ainda os últimos dez).

Ainda nessa temporada, Dani Alves pode conquistar a Liga dos Campões pela 4ª vez na história. Campeão com o Barcelona em 2009, 2011 e 2015, o jogador tem a chance agora de vencer com a Juventus, que está invicta na competição e vem com a segunda defesa menos vazada da história – apenas dois gols sofridos 11 jogos – e sem levar gol nos últimos seis jogos. Somente o Milan, em 2003/04, foi melhor – levou 2 gols em 12 jogos. Caso consiga essa proeza, Daniel Alves se tornará o brasileiro com mais títulos na competição, deixando Roberto Carlos e Sávio (três vezes campeão cada) para trás.

Se tudo der certo para o Daniel Alves e a Juventus conquistar a tríplice coroa na temporada, o brasileiro chegará à marca 35 títulos na carreira, ficando a apenas um de empatar com o maior campeão da história, o galês Ryan Giggs, 36 vezes campeão. Hoje, com 32 títulos, Daniel Alves está empatado com Iniesta e atrás, além de Giggs,de outro lateral brasileiro, Maxwell, que tem 34 títulos, e o ex-goleiro portugês Vítor Baia (33 vezes campeão).  Maxwell, aliás, pode ainda ser campeão da Copa da França (dia 27 tem a final contra o Angers). Ibrahimovic e Messi (com 30 títulos cada), também estão entre os maiores campeões em atividade.

Com a grande chance de ser campeão italiano ou da Copa da Itália, Daniel Alves poderá disputar a Supercopa da Itália (jogo único) no início da temporada 2017/18. E, se vencer a Liga dos Campões, poderá ainda em 2017 jogar a Supercopa Europeia (também em jogo único) e o Mundial de Clubes da Fifa. Como ainda tem a provável final contra o Real Madrid, a possibilidade de ganhar a Liga dos Campões, a Supercopa Europeia e o Mundial de Clubes é mais complicada, mas não impossível, ainda mais pela forma como time vem jogando e passou, principalmente, pelo Barcelona (3 x 0 em casa e 0 x 0 no Camp Nou).

Campeão Mundial Sub-20 em 2003, Daniel Alves é o único na lista dos principais campeões com títulos pela seleção principal (ganhou duas vezes a Copa das Confederações e uma vez a Copa América). O jogador, no entanto, ainda não tem no vitorioso currículo o principal título, a Copa do Mundo, a qual disputou em 2010 e 2014.

Jogadores com mais títulos na história do futebol

35 – Ryan Giggs (atacante, País de Gales)
1 Mundial de Clubes (1999)
1 Mundial de Clubes da Fifa (2008)
2 Liga dos Campões da Europa (1999 e 2008)
1 Recopa Europeia (1991)
1 Supercopa Europeia (1991)
13 Campeonato Inglês (1993, 1994, 1996, 1997, 1999, 2000, 2001, 2003, 2007, 2008, 2009, 2011 e 2013)
4 Copas da Inglaterra (1994, 1996, 1999 e 2004)
4 Copa da Liga Inglesa (1992, 2006, 2009 e 2010)
9 Supercopa da Inglaterra (1993, 1994, 1996, 1997, 2003, 2007, 2008, 2010 e 2013)
Todos pelo Manchester United-ING

34 – Maxwell (lateral-esquerdo, Brasil)
2 Mundial de Clubes da Fifa (2009 e 2011)*
1 Liga dos Campões da Europa (2011)*
2 Supercopa Europeia (2009 e 2011)*
2 Campeonato Espanhol (2010 e 2011)*
3 Supercopa Espanhola (2009, 2010 e 2011)*
2 Campeonato Holandês (2002 e 2004)**
2 Copa da Holanda (2002 e 2006)**
2 Supercopa Holandesa (2002 e 2005)**
3 Campeonato Italiano (2007, 2008 e 2009)***
1 Supercopa Italiana (2008)***
4 Campeonato Francês (2013, 2014, 2015 e 2016)****
2 Copa da França (2015 e 2016)****
4 Copa da Liga da França (2014, 2015, 2016 e 2017)****
4 Supercopa Francesa (2013, 2014, 2015 e 2016)****
* Barcelona-ESP; ** Ajax-HOL; *** Internazionale-ITA; **** Paris Saint-Germain-FRA

33 – Vítor Baia (goleiro, Portugal)
1 Mundial Interclubes (2004)*
1 Liga dos Campões da Europa (2004)*
1 Copa da Uefa (2003)*
1 Recopa Europeia (1997)*
1 Supercopa Europeia (1997)*
10 Campeonato Português (1990, 1992, 1993, 1995, 1996, 1999, 2003, 2004, 2006 e 2007)*
5 Copa de Portugal (1991, 1994, 2000, 2003 e 2006)*
9 Supercopa Portuguesa (1991, 1992, 1994, 1996, 2000, 2001, 2003, 2004 e 2006)*
1 Campeonato Espanhol (1998)**
1 Copa do Rei da Espanha (1997 e 1998)**
1 Supercopa Espanhola (1996)**
* Porto-POR; ** Barcelona-ESP

32 – Daniel Alves (lateral direito, Brasil)
2 Copa das Confederações (2009 e 2013)*
1 Copa América (2007)*
3 Mundial de Clubes da Fifa (2009, 2011 e 2015)**
3 Liga dos Campões da Europa (2009, 2011 e 2015)**
4 Supercopa Europeia (2006***, 2009, 2011 e 2015**)
6 Campeonato Espanhol (2009, 2010, 2011, 2013, 2015 e 2016)**
5 Copa do Rei da Espanha (2007***, 2009, 2012, 2015 e 2016)**
5 Supercopa Espanhola (2007***, 2009, 2010, 2011 e 2013**)
2 Copa da Uefa (2006 e 2007)***
1 Copa Nordeste (2002)****
* Seleção brasileira; ** Barcelona-ESP; *** Sevilla-ESP; **** Bahia

32 – Iniesta (meia, Espanha)
31 – Kenny Dalglish (atacante, Escócia)
30 – Ibrahimovic (atacante, Suécia)
30 – Pelé (meia-atacante, Brasil)
30 – Messi (atacante, Argentina)
28 – Xavi (volante, Espanha)
28 – Paul Scholes (meia, Inglaterra)

 


Faltam 188 gols oficiais para Messi superar Pelé
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Autor de dois gols na vitória do Barcelona sobre o Real Sociedad, por 3 x 2, ontem, Messi chegou a marca de 498 gols oficiais pelo clube catalão. Maior artilheiro da história do Campeonato Espanhol com 341 gols, o argentino tem também 94 gols pela Liga dos Campeões (onde é o 2º maior artilheiro, atrás de Cristiano Ronaldo, que marcou 98 gols), 43 pela Copa do Rei da Espanha, 12 pela Supercopa Espanhola, 5 pelo Mundial de Clubes e 3 pela Supercopa Europeia.

Maior artilheiro da história do Barcelona, com esses 498 gols, Messi tem também 58 gols pela seleção argentina, onde também é o maior goleador de todos os tempos. Assim, o atacante, prestes a completar 30 anos, soma em sua carreira profissional, desde 2004, 556 gols em 692 jogos.

Pelé, em sua carreira, contando apenas jogos oficiais, marcou 743 gols em 818 jogos. Quando completou 30 anos, Pelé tinha 635 gols em 578 jogos. Ou seja, 79 gols a mais do que Messi com 114 jogos a menos. Dos 30 aos 37 anos, Pelé fez mais 108 gols, totalizando seus 743 gols oficiais. Para alcançar Pelé, Messi precisará marcar então mais 188 gols oficiais. Se jogar até os 37 anos, como Pelé, Messi terá ainda mais oito temporadas pela frente para tentar chegar a essa marca.

Nas primeiras seis temporadas de cada, Pelé marcou sempre mais gols por ano. No total, nesses seis primeiros anos de cada (dos 17 aos 22 anos), Pelé teve um início muito mais arrasador. Foram 316 gols contra apenas 110 de Messi. Dos 23 aos 30 anos, porém, Messi marcou mais gols. Foram 446 gols do argentino contra 321 gols de Pelé nesse período.

Em 2016, em sua 13ª temporada, Messi teve uma média de gols de 0,95 por partida. Pelé, também em sua 13ª temporada, teve média de 0,90. Agora, em 2017, está em 0,92 por jogo contra 0,43 de Pelé em 1970.

Em suas últimas sete temporadas, Messi marcou em média 60 gols pelo Barcelona e seleção argentina por ano. Só em 2017, foram 23 gols em apenas 25 jogos. Se conseguir marcar mais 23 gols esse ano e, em média, mais 23 gols por temporada, até 2024, Messi poderá superar Pelé. Seria quase 1/3 da sua média de gols nessas últimas sete temporadas. Resta saber, porém, se Messi vai jogar até os 37 anos, como Pelé, e se vai conseguir atingir essa meta de gols até 2024. Pelé, em suas últimas sete temporadas, teve uma média de 15 gols por ano entre Santos, seleção brasileira e Cosmos-EUA.

Jogos e gols oficiais de Pelé ano a ano (Santos, Seleção Brasileira e Cosmos-EUA)

PeléAnoJogosGolsMédia
1ª temp.195726240,92
2ª temp.195853751,42
3ª temp.195949631,29
4ª temp.196042380,90
5ª temp.196138621,63
6ª temp.196240541,35
7ª temp.196344521,18
8ª temp.196438541,42
9º temp.196553721,36
10ª temp.196628190,68
11ª temp.196732240,75
12ª temp.196848340,71
13ª temp.196952470,90
14ª temp.197044190,43
15ª temp.19714280,19
16ª temp.197237140,38
17ª temp.197340250,63
18ª temp.197436160,44
19ª temp.19751470,50
20ª temp.197630190,63
21ª temp.197732170,53

 

Jogos e gols oficiais de Messi ano a ano (Barcelona e Seleção Argentina)

MessiAnoJogosGolsMédia
1ª temp.2004700
2ª temp.20052130,14
3ª temp.200633130,39
4ª temp.200755310,56
5ª temp.200848220,46
6ª temp.200965410,63
7ª temp.201063600,95
8ª temp.201170590,84
9º temp.201269911,32
10ª temp.201347450,96
11ª temp.201466580,88
12ª temp.201561510,84
13ª temp.201662590,95
14ª temp.201725230,92

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>