Futebol em Números

Arquivo : Allianz Parque

Corinthians ou Palmeiras: quem é melhor nas novas arenas?
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Corinthians e Palmeiras inauguraram seus novos estádios em 2014. O alvinegro primeiro, em maio daquele ano. O Verdão depois, em novembro. Curiosamente, ambos perderam na estreia, em jogos válidos pelo Brasileiros. O Corinthians para o Figueirense (0 x 1) e o Palmeiras para o Sport (0 x 2).

Desde então, o Corinthians disputou 105 jogos em sua nova casa, em Itaquera. Já o Palmeiras fez 81 no Allianz Parque, construído no lugar do antigo Parque Antártica ou Palestra Itália. E hoje, os dois rivais vivem momentos ótimos em seus novos estádios. O Palmeiras com uma sequência de 27 jogos sem derrota – a última foi em 24 de julho de 2016, há quase um ano. Já o Corinthians não perde desde fevereiro (16 jogos).

No comparativo de desempenho dos dois clubes nas novas Arenas, o Corinthians, até aqui, leva vantagem sobre o Palmeiras nas estatísticas gerais. O alvinegro tem um aproveitamento melhor (79,9% contra 73,7 do rival), uma média de gols superior (1,93 contra 1,84), uma média de gols sofridos menor (0,61 contra 0,75). Além disso, carrega duas séries invictas maiores do que a atual do Palmeiras – já ficou 34 e 32 jogos sem perder em Itaquera, contra a série de 27 jogos sem derrota atual do alviverde. O Corinthians tem também um recorde de 12 vitórias seguidas contra 9 do Palmeiras e goleada maior (6 x 0 contra 5 x 1 do Palmeiras).

O Palmeiras, porém, tem um desempenho melhor nos clássicos (75% contra 70,2% de aproveitamento do Corinthians) e uma invencibilidade contra os rivais que já dura 11 jogos – o Corinthians ficou no máximo 6 jogos sem perder clássicos. Outro ponto a favor do Palmeiras é que ele ficou no máximo três jogos sem vitória em casa, contra quatro do Corinthians.

Em termos de renda e público, os números são equilibrados. O Corinthians tem uma média de público maior (31 436 contra 30 585 do Palmeiras). Na renda, a média do Palmeiras é melhor: R$ 2.098.821,92 contra R$ 1.826.993,87 do Corinthians. O Palmeiras tem também um recorde maior em um só jogo (R$ 5.336.631,25), na final da Copa do Brasil de 2015, contra o Santos. A maior renda do Corinthians foi no jogo contra o San Lorenzo-ARG, pela Libertadores de 2015 (R$ 3.329.516,50). Já o Corinthians tem o maior público (46.017, contra 40.986 do Palmeiras). Já o menor público do alviverde foi de 15.037 contra os 11.708 do alvinegro.

Em termos de títulos, o duelo também é equilibrado. O Corinthians venceu um Paulistão (2017) em casa e um Brasileirão no período. Já o Palmeiras foi campeão da Copa do Brasil (2015) e do Brasileirão de 2016. Ambos não perderam finais em casa ainda. Em mata-matas, em jogos de volta ou decisivos (jogos únicos), o Palmeiras tem seis vitórias contra duas eliminações. Já o Corinthians, em 14 confrontos, saiu vencedor em oito e foi eliminado em seis.

CorinthiansxPalmeiras
101Jogos81
72 (71,3%)Vitórias55 (67,9%)
26 (25,7%)Empates14 (17,3%)
7 (6,9%)Derrotas12 (14,8%)
195Gols feitos149
1,93Média de gols1,84
62Gols sofridos61
0,61Média (gols sofridos)0,75
3.300.754Público total2.477.368
31.436Média de público30.585
46.017Maior público40.986
11.708Menor público15.037
R$ 191.834.356,44Renda totalR$ 170.004.575,14
R$ 1.826.993,87Média de rendaR$ 2.098.821,92
R$ 3.329.516,50Maior rendaR$ 5.336.631,25
R$ 365.603,00Menor rendaR$ 614.729,50
6 x 0 Cobresal-CHIMaior goleada5 x 1 Sampaio Corrêa-MA
0 x 2 PalmeirasPior derrota0 x 2 Sport
0 x 2 PalmeirasPior derrota0 x 2 Vasco
0 x 2 Santo AndréPior derrota0 x 2 Coritiba
34 jogos (2015/16)Maior invencibilidade27 jogos (2016/17)
16 jogos (2017)Invencibilidade atual27 jogos (2016/17)
12Sequência de vitórias9
4Jejum de vitórias3
14Mata-matas8
8 (57,1%)Vencedor6 (75%)
6 (42,9%)Perdedor2 (25%)
2Títulos2
Paulistão 2017Mata-matasCopa do Brasil 2015
Brasileirão 2015Pontos corridosBrasileirão 2016
Romero (20 gols)Maior artilheiroDudu (15 gols)
19Clássicos12
12Vitórias8
4Empates3
3Derrotas1
9Libertadores (jogos)6
6Vitórias5
2Empates0
1Derrotas1
74,1%Aproveitamento83,3%
56Brasileirão (jogos)40
37Vitórias24
15Empates9
4Derrotas7
75%Aproveitamento67,5%
8Copa do Brasil (jogos)9
5Vitórias7
2Empates2
1Derrotas0
70,8%Aproveitamento85,2%
29Paulistão (jogos)23
21Vitórias17
7Empates4
1Derrotas2
80,5%Aproveitamento79,7%

Os estádios mais temidos do Brasileirão de 2017
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Dos 20 clubes da Série A de 2017, 13 têm estádios próprios e mandam praticamente todos os seus jogos lá –  Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Ponte Preta, Grêmio, Atlético-PR, Coritiba, Vasco, Vitória, Avaí, Chapecoense e Sport. Outros três costumam jogar nos estádios em que têm acordos, como Cruzeiro, Atlético-MG, Flamengo, Fluminense, Botafogo, Bahia e Atlético-GO.

Desses, o Corinthians, em sua nova casa, é quem tem o melhor desempenho com 75,6% de aproveitamento em sua nova casa, a Arena Corinthians, inaugurada em 2014. No Pacaembu, onde mais jogou anteriormente, seu aproveitamento é de 64,2%.

Dos clubes com novos estádios, o Grêmio é outro com bom desempenho com 71,2% de aproveitamento, o terceiro melhor, atrás apenas do Atlético-MG no Independência (73,9%). O Palmeiras, no Allianz Parque, ainda não tem o desempenho melhor do que no antigo Parque Antártica (66,7% contra 69,4%). Já o São Paulo, clube com mais jogos como mandante em um estádio, tem o quinto melhor aproveitamento no Morumbi com 67,6%

Clubes com os melhores aproveitamentos em casa no Brasileirão desde 1971:

ClubeEstádioJVEDAprov.(%)
CorinthiansArena Corinthians523414474,4%
Atlético-MGIndependência12080261473,9%
GrêmioArena do Grêmio7448141271,2%
PalmeirasParque Antártica306190674969,4%
São PauloMorumbi5923511479467,6%
SantosVila Belmiro4642751157467,5%
GrêmioOlímpico5323091378666,7%
PalmeirasAllianz Parque37228766,7%
Atlético-PRArena da Baixada271156714466,3%
CruzeiroMineirão5453071409864,9%
CorinthiansPacaembu386216957564,2%
Atlético-MGMineirão4562501208663,6%
VascoSão Januário370199987362,6%
FlamengoMaracanã48325912310162,1%
VitóriaBarradão247131585860,9%
CoritibaCouto Pereira49725812811160,5%
BotafogoEngenhão8041221760,4%
Ponte PretaMoisés Lucarelli315162817260,0%
FluminenseMaracanã3961981108859,3%
SportIlha do Retiro356180938359,3%
BahiaFonte Nova3861791238457,0%
BotafogoMaracanã256123696457,0%
ChapecoenseArena Condá5827181356,9%
VascoMaracanã19986664754,3%
VitóriaFonte Nova18679614653,4%
AvaíRessacada7731242250,6%
Atlético-GOSerra Dourada8233183147,6%

 

 


Novas arenas: Palmeiras supera Corinthians no desempenho dos clássicos
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Corinthians e Palmeiras inauguram seus novos estádios em 2014 e desde então vêm tendo um aproveitamento muito bom em casa, principalmente nos clássicos. Na Arena Corinthians, inaugurada dia 18 de maio de 2014, o alvinegro disputou 16 clássicos, com 10 vitórias, 3 empates e 3 derrotas, com um aproveitamento de 68%. Vitorioso em seus quatro primeiros jogos, o Corinthians foi perder sua invencibilidade em clássicos em Itaquera na 7ª partida, para o Palmeiras. Em 16 jogos, o alvinegro marcou 26 gols (1,63 por jogo) e sofreu 13 gols (0,81). Agora, em 2017, nos dois jogos que fez em casa, o Corinthians conseguiu duas vitórias (1 x 0 sobre Palmeiras e Santos). Diante dos rivais, o Corinthians ainda não perdeu para o São Paulo em casa (4 vitórias e 1 empate e 14 gols feitos). Contra o Palmeiras, foram 2 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. E diante do Santos, foram 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.

Já o Palmeiras, que inaugurou seu estádio no dia 19 de novembro de 2014, já disputou 12 jogos no Allianz Parque. Com a vitória sobre o São Paulo, por 3 x 0, no último sábado, o alviverde chegou a 8 vitórias em casa, 2 empates e apenas uma derrota – para o Corinthians no primeiro clássico realizado lá. Assim, o time já soma 11 clássicos sem derrota em casa – sete vitórias e quatro empates. Em 12 jogos em casa, o Palmeiras marcou 21 gols (1,75) e sofreu 7 gols (0,58) e tem um aproveitamento de 75% dos pontos disputados. Contra o Corinthians, foram três jogos, com 1 vitória, 1 empate e 1 derrota. Contra o Santos, foram 3 vitórias e 2 empates, além de um título na Copa do Brasil. Já contra o São Paulo, assim como o Corinthians, o Palmeiras não perdeu. Em quatro jogos, foram 4 vitórias e 12 gols marcados.

Desempenho do Palmeiras nos clássicos no Allianz Parque:
8/2/2015 – 0 x 1 Corinthians (Paulista)
25/3/2015 – 3 x 0 São Paulo (Paulista)
26/4/2015 – 1 x 0 Santos (Paulista)
28/6/2015 – 4 x 0 São Paulo (Brasileiro)
19/7/2015 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
6/9/2015 – 3 x 3 Corinthians (Brasileiro)
2/12/2015 – 2 x 1 Santos (Copa do Brasil)
20/2/2016 – 0 x 0 Santos (Paulista)
12/6/2016 – 1 x 0 Corinthians (Brasileiro)
12/7/2016 – 1 x 1 Santos (Brasileiro)
7/9/2016 – 2 x 1 São Paulo (Brasileiro)
11/3/2017 – 3 x 0 São Paulo (Paulista)

12 jogos, 8 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 75% de aproveitamento

Desempenho do Corinthians nos clássicos na Arena Corinthians:
27/7/2014 – 2 x 0 Palmeiras (Brasileiro)
21/9/2014 – 3 x 2 São Paulo (Brasileiro)
9/11/2014 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
18/2/2015 – 2 x 0 São Paulo (Libertadores)
5/4/2015 – 1 x 1 Santos (Paulista)
19/4/2015 – 2 x 2 Palmeiras (Paulista)
31/5/2015 – 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro)
26/8/2015 – 1 x 2 Santos (Copa do Brasil)
20/9/2015 – 2 x 0 Santos (Brasileiro)
22/11/2015 – 6 x 1 São Paulo (Brasileiro)
14/2/2016 – 2 x 0 São Paulo (Paulista)
1/6/2016 – 1 x 0 Santos (Brasileiro)
17/7/2016 – 1 x 1 São Paulo (Brasileiro)
17/9/2016 – 0 x 2 Palmeiras (Brasileiro)
22/2/2017 – 1 x 0 Palmeiras (Paulista)
4/3/2017 – 1 x 0 Santos (Paulista)

16 jogos, 10 vitórias, 3 empates, 3 derrotas, 68% de aproveitamento

 


Palmeiras: líder de renda com recorde no Brasileirão
Comentários Comente

Rodolfo Rodrigues

Campeão brasileiro de 2016, o Palmeiras vai fechar o campeonato como o time de melhor média de público (32.682). Algo que só conseguiu uma vez, em 1978, desde o início da competição. Naquele ano, o time, então vice-campeão brasileiro, teve uma média de 31 359 torcedores por jogo.

Além do público, o Palmeiras será também o clube com a maior renda média. Em 19 jogos, o alviverde conseguiu arrecadar 42,3 milhões de reais, com uma média de R$ 2.226.928 por partida. Números recordes na história do Brasileirão. No ano passado, o Corinthians, também campeão e líder de público, arrecadou 38,7 milhões de reais (renda média de R$ 2.038.990 por jogo).

Essa foi também a primeira vez em que o Palmeiras termina um Brasileirão na era dos pontos corridos na frente na média de público e renda.

Clubes com as maiores médias de público no Brasileirão na era dos pontos corridos (desde 2003):

AnoClubeMédia
2016Palmeiras32 682
2015Corinthians34 188
2014Cruzeiro29 678
2013Cruzeiro28 888
2012Corinthians24 299
2011Corinthians29 397
2010Corinthians27 446
2009Flamengo41 553
2008Flamengo40 694
2007Flamengo39 221
2006Grêmio25 630
2005Corinthians27 330
2004Corinthians13 547
2003Cruzeiro26 366

Clubes com as maiores rendas médias no Brasileirão na era dos pontos corridos (desde 2003):

AnoClubeMédia
2016PalmeirasR$ 2.226.927
2015CorinthiansR$ 2.038.990
2014CorinthiansR$ 1.845.732
2013CruzeiroR$ 1.465.903
2012CorinthiansR$ 742.531
2011CorinthiansR$ 1.010.521
2010CorinthiansR$ 899.567
2009FlamengoR$ 760.792
2008FlamengoR$ 699.260
2007FlamengoR$ 513.121
2006GrêmioR$ 328.324
2005CorinthiansR$ 367.859
2004CorinthiansR$ 183.555
2003CruzeiroR$ 233.149

No ano passado, a renda média do Palmeiras no Brasileirão foi de R$ 1.858.665, quase 200 mil reais a menos do que a do líder Corinthians. Agora, em 2016, a média do Palmeiras (R$ 2.226.927), foi quase de 700 mil reais a mais do que o rival, que teve média de R$ 1.858.665.

Desde 2011, quando estava sem estádio por conta das obras do Allianz Parque, a renda do Palmeiras em Brasileiros aumentou quase oito vezes. Naquele ano, a média por jogo do time no Brasileirão foi de R$ 281.909. Em 2011, o time arrecadou R$ 5,4 milhões em 19 jogos. Em 2016, só no jogo do título, contra a Chapecoense, a arrecadação foi de R$ 4,2 milhões.

Renda média por jogo do Palmeiras no Brasileirão na era dos pontos corridos:

AnoMédia
2016R$ 2.226.927
2015R$ 1.858.665
2014R$ 876.155
2013Série B
2012R$ 336.498
2011R$ 281.909
2010R$ 331.280
2009R$ 648.913
2008R$ 476.158
2007R$ 270.959
2006R$ 185.580
2005R$ 170.602
2004R$ 166.544

< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>